/

Covid-19. 99% das vítimas mortais em Itália tinham problemas de saúde

Quase todas as vítimas mortais (99%) de Covid-19 em Itália tinham problemas de saúde anteriores, revelou um relatório do Executivo italiano agora divulgado.

Após o grande aumento de vítimas mortais no país, que ultrapassou as 2.500 pessoas e superou os números da China nesta semana, as autoridades italianas divulgaram um relatório no qual detalham o perfil oficial das vítimas.

O documento, disponível online, foi elaborado pelo Instituto Superior de Saúde de Itália e reconhece 2.003 casos fatais por Covid-19 até 17 de março. Destes, foram analisados 335 casos – 17% do total da amostra – para chegar a estes valores.

De acordo com o estudo, 99% das vítimas mortais tinham problemas de saúde anteriores. Especificamente, 48,5% sofriam de três ou mais patologias ainda antes de serem infetados, 25,6% sofriam de duas, 25,1% de uma e apenas 0,8% não tinham nenhuma.

O mesmo relatório observa que 75% das vítimas sofriam de pressão alta, 35% de diabetes e um terço (33%) apresentavam um quadro de cardiopatia isquémica.

Em média, a idade das vítimas mortais ronda os 79,5 anos e as vítimas com menos de 40 anos eram homens com graves problemas de saúde.

Itália já ultrapassou esta sexta-feira o número de mortes da China por Covid-19. Neste momento, o país regista o maior número de óbitos devido ao novo coronavírus (3405) e tem 33.190 casos positivos.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE