António Costa vive no “país das maravilhas”, acusa Assunção Cristas

Manuel de Almeida / Lusa

A presidente do Partido Popular (CDS/PP), Assunção Cristas

A presidente do CDS-PP acusou neste domingo o primeiro-ministro de “viver no país das maravilhas” e afirmou que as medidas anunciadas por António Costa no âmbito do Orçamento do Estado para 2019 foram feitas a pensar em “nichos eleitorais”.

“O primeiro-ministro vive no país das maravilhas, não vive no país real”, disse Assunção Cristas, em declarações aos jornalistas antes de embarcar na procissão da Nossa Senhora dos Navegantes, em Cascais, referindo-se ao discurso do chefe do Governo, no sábado, na reentré socialista, em Caminha.

Sublinhando que ouviu o discurso de António Costa com atenção, em que falou “em mil dias de governo, em mil maravilhas”, Assunção Cristas disse não ver “maravilhas” e criticou “a maior carga fiscal de sempre”, a falta de investimento público e as cativações”.

Sobre as medidas anunciadas pelo primeiro-ministro para o próximo Orçamento do Estado, entre as quais o alívio da carga fiscal para emigrantes que regressem ao país, Cristas considerou que as mesmas são eleitoralistas.

“Não vi nenhuma alternativa de futuro para o país, na verdade foram um conjunto de medidas a pensar em determinados nichos eleitorais”, disse a presidente dos democratas-cristãos.

Assunção Cristas falou ainda sobre a polémica em torno do comboio especial fretado pelo PS para a “Festa de Verão” do partido, que se realizou no sábado, em Caminha.

“Folguei em ver que o comboio do Partido Socialista chegou a tempo e horas porque, infelizmente, não é isso que acontece com milhares de portugueses que têm de andar de comboios e que os veem atrasados e suprimidos”.

“Seria bom que o primeiro-ministro começasse a andar mais em comboios para perceber a atual realidade”, acrescentou.

Questionada sobre as críticas do líder do PCP, Jerónimo de Sousa, que acusou o CDS-PP de desinvestir na ferrovia enquanto esteve no Governo e a atual direção do partido de “verter lágrimas de crocodilo” sobre o setor ferroviário, Assunção Cristas garantiu que o seu partido “tem prioridades claras” para o país e que “António Costa e as esquerdas encostadas” não têm soluções, mas sim “propaganda”.

“O CDS teve sempre alternativas para as várias questões”, afirmou Assunção Cristas, sublinhando que o partido “não tem nenhum preconceito ideológico sobre uma gestão pública ou uma gestão privada” e aquilo que defende é “serviço de qualidade, sério” seja para os utentes da saúde, dos transportes públicos ou das escolas.

// Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Se o xuxa vive no País das Maravilhas, tu vives no País das Galinholas, ou antes, das caranguejlolas… O Vespa, que andou a aldrabar idosos em Lares e Instituições para idosos na última campanha, já anda a ver se consegue novo tacho?:)

RESPONDER

Descoberto sistema de túneis da I Guerra onde estarão enterrados dezenas de soldados

A Agência do Património da Bélgica anunciou esta semana a descoberta de um sistema de túneis alemão da I Guerra Mundial, onde estarão, muito provavelmente, dezenas de soldados enterrados. Em comunicado, citado pela Russia Today, …

Cinco funcionários da Tesla dizem ter sido despedidos por terem ficado em casa durante a pandemia

Cinco funcionários da produtora automóvel Tesla dizem ter sido despedidos por terem ficado em casa durante a pandemia, avança o The Washington Post. De acordo com o jornal norte-americano, foram cinco os colaboradores dispensados da …

"Qual o lugar mais seguro?". Costa compara infetados no Reino Unido e Algarve

O primeiro-ministro apresentou hoje uma tabela que mostra o Reino Unido muito acima do Algarve em número de infetados com covid-19 por cem mil habitantes e pergunta qual o lugar mais seguro para umas férias …

Azul anuncia venda de 6% da TAP ao Estado por 10 milhões de euros

A companhia aérea brasileira Azul, de David Neeleman, anunciou hoje a venda de 6% da TAP, no âmbito do acordo anunciado esta quinta-feira entre o Estado e os acionistas privados, que “garante a continuação” da …

NASA cria dispositivo que o avisa para não tocar no rosto (e pode ser reproduzido em casa)

A pensar na pandemia, a NASA desenvolveu o PULSE, um colar vibratório que nos alerta se formos tocar no rosto com as nossas mãos. A pandemia de covid-19 alastrou pelo mundo e, enquanto não chega um …

Há mais 11 mortes e 374 novos casos de infecção (300 são na Grande Lisboa)

Portugal regista hoje mais 11 mortos devido à doença covid-19 do que na quinta-feira e mais 374 infectados, dos quais 300 na Região de Lisboa e Vale do Tejo, segundo o boletim da Direcção-Geral da …

Gestão da pandemia: PGR francesa vai abrir investigação judicial a PM e ministros

Em causa estão 90 queixas contra o anterior chefe do Governo Edouard Philippe, e os ministros Olivier Véran e Agnès Buzyn, tendo 53 delas sido examinadas e nove consideradas admissíveis para seguirem eventualmente para tribunal. O …

Benfica perto de garantir Taremi e Helton Leite para a próxima época

O SL Benfica está perto de assegurar as contratações do avançado do Rio Ave, Mehdi Taremi, e do guarda-redes do Boavista, Helton Leite, para a próxima temporada. Mehdi Taremi e Helton Leite deverão ser reforços do …

Operação Marquês. Ivo Rosa não marca data de início do julgamento

O juiz de instrução Ivo Rosa optou por não marcar data de início do julgamento dada a complexidade do processo da Operação Marquês. O anúncio foi feito no final do debate instrutório, esta sexta-feira. "É manifesta …

Bolsonaro veta obrigatoriedade do uso de máscaras em lojas e igrejas

O Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, vetou hoje parte de uma lei que estipulava o uso obrigatório de máscaras em órgãos públicos, lojas, indústrias, templos religiosos e locais fechados em que haja concentrações de pessoas. O …