Costa não desarma e questiona se a Holanda quer “ficar de fora” da União Europeia

Paulo Novais / Lusa

O primeiro-ministro, António Costa, considera que o atual momento na Europa é de clarificação política, importando saber se é possível uma união a 27, ou a 19 na zona euro, e aponta o dedo à Holanda.

“Mais do que uma questão económica ou financeira, é uma questão política que está colocada. Temos de saber se podemos seguir a 27 na União Europeia, a 19 [na zona euro], ou se há alguém que queira ficar de fora. Naturalmente, estou a referir-me à Holanda”, salienta António Costa, numa entrevista à agência Lusa.

O primeiro-ministro frisa que “este é o momento de clarificação política da Europa”.

“Pessoalmente, talvez por ser irritante otimista, gostaria de acreditar que a Europa é mesmo possível de fazer a 27 e que a zona euro é mesmo possível de fazer a 19, mas, para isso, é preciso que todos tenham a capacidade política de que não podemos estar todos reféns de populismos eleitorais”, afirma António Costa.

Segundo Costa, se na crise migratória “já se tinha percebido que a Europa não estava à altura de responder a 27, havendo pelo menos quatro países com os quais não se podia contar, agora sabe-se que, se calhar, não se pode responder a um desafio desta natureza a 19, porque há pelo menos um país da zona euro que, de facto, resiste a compreender que o facto de se partilhar uma moeda comum implica partilhar um esforço comum”.

António Costa mostra-se particularmente incisivo ao afirmar que a crise pandémica não era uma “questão de solidariedade, mas de racionalidade, porque solidariedade é um termo que se pode empregar quando há um país que tem um problema específico que o atinge”.

Nesta crise – continua – “fomos todos atingidos por igual e esta pandemia põe em causa o funcionamento do próprio mercado interno como um todo. Todos tivemos de fechar fronteiras externas, todos tivemos que ir fechando as fronteiras internas e todos estamos com as nossas economias paralisadas. Portanto, esta crise é um caso de manual como um choque exógeno atinge por igual todos, paralisa todos e põe em causa o mercado interno”.

Costa refere critérios eleitorais

“Se, perante isto, não há a racionalidade suficiente para perceber que temos mesmo de responder em conjunto e não há a coragem de resistir ao populismo e se tem medo das eleições do próximo ano, se começam a ter atitudes tendo em conta critérios eleitorais e não os de responsabilidade para com o conjunto dos cidadãos da União Europeia, então, isso leva-nos a interrogar se podemos ter uma zona euro com estes 19 Estados-membros, ou se, de facto, temos de ter outras formas de organização no interior da Europa”, frisa.

Neste contexto, o primeiro-ministro refere-se ao Presidente francês, que tem sugerido a necessidade de avançar com os mecanismos de cooperação reforçada numa Europa de geometria variável, considerando que isto tem demonstrado que, “provavelmente”, Emmanuel Macron terá razão.

António Costa expressa ainda o desejo de que o Conselho Europeu esteja à altura das responsabilidades e do desafio que tem pela frente, porque têm sido “as capitais que têm estado a limitar a capacidade de resposta da União Europeia”.

Custa-me sempre ver quando se aponta as limitações da União Europeia a fotografia da presidente da Comissão”, acrescenta o primeiro-ministro.

“A Comissão tem agido até agora no máximo dos limites das suas capacidades. Se a União Europeia não fez mais, não foi por causa da Comissão, não foi por causa do Parlamento Europeu, não foi por causa do Banco Central Europeu. Não fez mais porque alguns Estados-membros não têm permitido que a União Europeia faça mais e, portanto, a responsabilidade é do Conselho, só do Conselho, dos Estados-membros e não há lugar a nenhuma transferência de responsabilidades para Bruxelas”, sublinha.

E prossegue: “O Conselho Europeu tem de perceber que nós não podemos dizer simultaneamente que estamos a enfrentar a maior crise que a Europa enfrenta desde a II Guerra Mundial e estarmos a reagir como se estivéssemos a falar de uma cheia que atingiu um Estado-membro (…) o que está em causa é uma crise de dimensões que as últimas gerações não conheceram e perante um choque que foi absolutamente inesperado, externo e absolutamente simétrico para todos os Estados-membros”.

“Se nestas condições não é possível à Europa assegurar uma capacidade de resposta comum à altura deste desafio, isto de facto será um sinal de grande preocupação para quem acredita na Europa e que é de facto juntos que nós conseguimos vencer desafios desta dimensão. Se não estamos capazes de juntos vencer desafios desta dimensão, então para pequenos desafios não se justifica uma Europa com esta escala”, conclui.

// Lusa

PARTILHAR

48 COMENTÁRIOS

  1. Tem toda a razão.
    Os Holandeses adaram sempre atrás para aproveitarem os erros (inevitáveis) dos que iam em frente. Foi assim nos descobrimentos. onde eles apareceram depois em rotas já conhecidas para roubarem os mercados estabelecidos com muito custo pelos precursores espanhois e portugueses. Na pirataria foram Bucaneers, os tais que ficavam à espera nas ilhas de presas fáceis.
    Agora criam zonas económicas favoráveis para atrair as empresas de outros paises (Pingo Doce, que deveriamos evitar tanto quanto possível). O Luxemburgo faz o mesmo. Depois dizem que os latinos tem um modo de vida irresponsável. A solução é recupararem de Itália, Espanha e Portugal os seus compatriotas para que não sejam contaminados por este modo de vida desprezível mas, pasme-se, mais barato.

  2. O chuchalista Costa está com medo que se acabe a mama da UE. Ele que reze para que países ricos como a Holanda e outros não saiam da UE…!!

  3. Eu pergunto como é que a Holanda que não tem una oliveira controla o mercado do azeite? O Costa tem razão , a Holanda usa e abusa do nosso comodismo . Temos de dar volta a isso. Costa vamos a isso.

    • Eu gostaria de saber o que pensa o povo holandês e se pensam como esse ministro que fala para se promover a ele proprio então nesse caso não sei porquê a holanda não sai . Eu penso que a holanda pode benificiar mais da comunidade europeia que a comunidade europeia precisa da holanda .

    • O Costa nao sabe o que fazer, entao aproveita um deslize de um ministro holandez, que ate foi dirido a espanha e nao a nos, para desviar o foco das atenções.

      Ele que resolva os problemas de Portugal e deixe la o holandez disse de Espanha, nao temos nada a ver com isso.

      O que e que Costa vai fazer aos funcionários públicos, continuam a ganhar ordenados a 100% porque??, mais 3 meses assim e da banca rota.., povo portugues energumeno e estupido, so se mete na vida os outros em vez de tratar dos problemas deles.

    • Portugal é que usa e abusa do dinheiro dos contribuintes com a roubalheira sem descaro e depois ficamos ‘tesinhos’ e continuamos a sustentar os colarinhos. Enquanto os xuxas faliram Portugal por 3 vezes, a seguir fomos pedir favores com pedidos de empréstimos de centenas de milhões acrescidos dos respectivos juros porque os credores não andam cá a oferecer o que outros esbanjam e roubam aos seus concidadãos. Vai daí, se queres dinheiro emprestado por não teres cabeça e roubas à tripa forra e nem sequer sabes gerir o que tens, pagas e não bufas, logo, os holandeses têm razão quando se querem esquivar a ajudar os gastadores e ladrões do seu próprio povo!!

  4. Mas porque carga de água, é que como Cidadão Português tenho que aceitar perpetuadamente os insultos de Políticos Holandeses, trabalho e contribuo com os Impostos para a U.E. Os Holandeses deveriam-se contemplar mais attentivement no espelho, como exemplo Social basta ver como funcionam, droga livre, prostituição controlada, eutanásia (negocio) e alcool, tudo submetido a Impostos para o Estado. Não temos lições de moral a receber destas “criaturas” !

    • Em Portugal existem drogas e prostituição, o governo não ganha nada com isso (impostos) e quem fornece esse serviço vive num mundo obscuro e a margem da lei, permitindo o aumento de criminalidade, trafego humano, e uma mafia da qual a sociedade portuguesa so tem a perder, sem ganhar nada com isso.
      Gastamos dinheiro em curar, gastamos dinheiro a combater, gastamos, gastamos e continuamos a gastar.
      Se estivesse um pouco mais “atento” talvez visse que são eles que estão correctos.

      Quanto á eutanásia, até mesmo em Portugal se está a legalizar por chegarmos á conclusão que é uma decisão pessoal e que para quem não vive porque esta amarrado a uma cama ou com doenças terminais com um elevado nível de dor, é mais humano que controlemos a decisão e a forma como decidimos deixar esta miséria para trás.

      No que toca a lições de moral, parece-me a mim que eles estão num patamar acima.

      Finalmente, no que toca á Europa, é obvio que eles tem muito a ganhar com ela, mas nós temos mais a perder se eles e outros países saírem.
      Já reparou que nós saímos de uma troika com economia estabilizada, e que em 2 anos a rebentamos outra vez, por isso é importante para Portugal poder recorrer de divida partilhada e sem restrições orçamentais.
      Só por interesse, o Costa está a comprar uma guerra que não é dele, a historia da Holanda foi com os espanhóis e se soubesse a historia toda, de quanto os espanhóis gastaram nos últimos anos, de como se safaram de recorrer ao FMI usando os bancos como escudo e de que prometeram á Europa (sem cumprir) para os deixar seguir esse caminho.
      De como os espanhóis ignoraram todos os avisos desde Janeiro, ou as declarações de plena arrogância em Fevereiro para com a Europa do estilo “temos um dos melhores SNS do mundo”, “Espanha não tera COVID19, não mais de que um caso esporádico” ou até “Espanha não é Italia”.
      Estas não são frases tiradas do contexto, foram todas ditas em Fevereiro e 2 de elas pelo Presidente Pedro Sanchez e uma pelo D. Simon.
      Para terminar, de como os espanhóis ignoraram todos os avisos para ganhos politicos permitindo e incentivando a todos os Espanhóis a comparecer nas festas do feminismo de dia 8 de Março e depois no dia 9 de Março virem dizer que as escolas iriam fechar e 5 dias depois assinarem o “Estado de Alarme” (algo mais restritivo que o nosso estado de emergência”)
      Por isto os Holandeses sugerirem que Espanha deveria ser investigada, mas como o Costa se dá bem com o ursinho … lamento com o Pedrinho, e tem muitos interesses para esconder com desastre de políticas adoptadas nos últimos anos (culpa de restrições da Geringonça) e realmente precisa dos coronabonds ou então sera o terceiro governo socialista a pedir a terceira intervenção do FMI na curta historia da democracia em Portugal.
      Assim o Costa comprou uma guerra que não era dele e acabou por sair na liderança com o Ronaldo das Finanças a liderar as reuniões (bastante inteligente por parte do Costa), como numa guerra se ganham inimigos, mas também aliados, o Costa espera agora conseguir os aliados certos (leia-se, Alemanha) porque sabia á entrada que teria o apoio dos Espanhóis, Franceses e Italianos … ou seja, uma cambada de tesos que precisam tanto de divida partilhada como os portugueses.

      Não me parece estranho que os países que nos últimos anos tiveram contenção, gastaram pouco, investiram em medidas estratégicas como os holandeses, alemães, finlandeses, etc… e que sofreram durante 10 anos para lá chegar, agora não vejam com boa cara ter de vir pagar aos tesos do costume.

      Acho que o atento ando um pouco desatento ao que o rodeia, o mundo não é só Portugal

      • Estão correctos, estão… por isso é que estão a mudar as leis…
        A realidade é bem diferente dessas “teorias” – máfias, criminalidade, tráfico humano e tráfico de droga é o que não falta na Holanda:
        “A Holanda está se tornando um narco-Estado?”
        bbc.com/portuguese/amp/internacional-50850869
        .
        Também faltou um dos “pormenores” mais importantes: a Holanda é um offshore para holdings e recolhe milhares de milhões desviados anualmente dos restantes países da UE!!
        Portanto, sim, sim… muito “acima” em lições de moral!…
        .
        .
        O resto são considerações políticas com um misto de mentiras e ignorância…

        • Desculpa, mas ignorancia é o teu comentario.
          Então a holanda é um offshore?

          A Holanda segue as regras europeias, mas como não tem a mania de que as empresas tem de pagar por simplesmente existir, tem impostos mais atractivos e assim capta mais negocio, o estilo de mais vale receber 10% sobre muito do que 20% sobre nada.
          A isso chamasse inteligência, algo que em Portugal seria impossível porque a sociedade ainda vive na idea que quem tem lucros deve ser taxado em grande escala (a mania de ricos contra pobres), deus nos livre agora grandes empresas terem lucros.

          Curiosamente, Portugal faz o mesmo que a Holanda mas para reformados, permitindo a que os reformados estrangeiros vivam em Portugal e pagarem menos impostos que nos seus países e com isso encaixa capital.
          Também achas que Portugal é um offshore para os mais velhos?

          Tem paciência, sai desse pedestal santificado e olha ao redor, é Portugal que esta a mudar a legislação sobre eutanásia e o uso de drogas leves, Portugal e Espanha que estão a rever a lei sobre prostituição.
          E agora com o défice que vamos ter, essas medidas vão acelerar porque significa impostos sobre algo que toda a gente sabe que existe e onde encontrar mas fazemos de conta que somos melhores que os holandeses porque passamos pelas prostitutas e recriminamos (estranho que elas tem tantos clientes, será que são os holandeses que vem a Portugal pela noite consumir o produto nacional)

          Já agora, o meu comentário, está claro que tem considerações políticas, tal como o teu, mas diz lá onde é que menti?

        • É isso tudo e um par de botas! Os holandeses são ricos e os portugueses gastadores e com políticos ladrões, se queremos o dinheiro deles emprestado temos que baixar a garimpa e o traseiro, se queremos que eles nos ajudem com o dinheiro que souberam ganhar e, a seguir vêm os políticos portugueses armados em ricos mas não passamos de uns pobres pedintes desprezíveis, mas armados em valentões e toca a insultá-los. Continuamos a ser ‘cães que não conhecem dono’
          Se fosse holandês mandava os pedinchas p´ro ‘aralho’!

          • Quando de junta a ignorância, a estupidez e a falta de bom senso; o resultado é este!
            Nunca ninguém falou em dinheiro holandês emprestado e, só mesmo um ser desprezível como tu para ver tudo ao contrário – ainda por cima, tens o desplante de medir todos os português pela tua bitola – o que só mostra a tua imbecilidade!!

      • Estão correctos, estão… por isso é que estão a mudar as leis…
        A realidade é bem diferente dessas “teorias” – máfias, criminalidade, tráfico humano e tráfico de droga é o que não falta na Holanda:
        “A Holanda está se tornando um narco-Estado?”
        bbc.com/portuguese/amp/internacional-50850869
        .
        Também faltou um dos “pormenores” mais importantes: a Holanda é um offshore para holdings e recolhe milhares de milhões desviados anualmente dos restantes países da UE!!
        Portanto, sim, sim… muito “acima” em lições de moral!…
        .
        .
        O resto são considerações políticas com um misto de mentiras e ignorância…
        .

    • Por cá drogas, prostituição, eutanásia e tudo o mais… é tudo à escondida. Belo hipócrita me saiu o amigo. Olhe…tenha juízo!

  5. Os Holandeses são os Judeus da Europa e quem está no mundo dos negocios sabe disso, as vezes que trabalhei com eles, fiquei sempre a perder dinheiro, no final de 8 anos a trabalhar na Hollanda ainda tive que pagar impostos contrariando a lei comunitaria da dupla tributação, isto porque o Estado Portugues não me ajudou e fiquei entre a espada e a parede, aguas passadas. Acima de tudo, agora é altura para demonstrarmos a nossa raça. Respeitarmos o maximo o isolamento, livrarmos o mais rapidamente desta maldita pandemia e pormos a economia em movimento. A solidariadade é benvinda (deveriamos contribuir todos com 5, 10, 15 ou 20 euros dependendo dos nossos salarios para um fundo, para depois ser distribuido por quem não têm nada.

    • Os funcioanrio publicos que contribuam para esse fundo, tem ordenado medio de 1.700 euros por mes e sestao meses sem trabalhar andam e a ganhar a 100% , uma vergonha, a continuar assim, em breve o pais vai entrar na Banca Rota.

    • O que escreveste além de mentiroso és tão triste! Informa-te em vez de andares por aqui a mandar atoardas nem nexo nem verdade. A Holanda a comprar tulipas?!Ganha juízo homem!

      • Não consegui descarregar as imagens dos campos de túlipas de Huangzhou na China. O mercado cresce e tem de se aumentar o produto. Pesquise.

  6. Ainda a festa vai no adro, quando a epidemia acabar se é que acaba mesmo, muitas explicações terão de dar certamente os políticos europeus no seu geral ao povo, sobretudo pela dependência da China e se continuam dentro de portas a traírem-se uns aos outros cada qual na sua forma, penso que poderão encomendar o caixão para a UE antes que a madeira acabe e tenha que vir da China.

  7. Porque razão é que devem ajudar com Covid bonds se o Governo em plena crise gasta 1 milhão de euros a dar a comunas raquíticos como o Fernando Tordo? FestTV é o que país precisava neste momento? Era mesmo? Eles já sabem o que vem aí e já andam a encher-se porque depois não vai haver nada. Não se iludam, com estas sanguessugas PS o dinheiro não ia para o bem da população, ia todo para amigos e companhia como acontece com tudo que é PS. O Costa calado era um poeta.

  8. Os holandeses são governados por um partido neo-liberal que devia de ter apenas 5 a 10% dos votos (tal como o CDS), mas que ganhou uma quota muito maior, ao ter criado um desconto no IRS de 100% das hipotecas. Entretanto, as notícias televisivas são fonte de orquestração de uma opinião comum na sociedade holandesa, uma vez que os canais televisivos não tem noticiário independente. Parece um país livre, mas não é. São robôs

    • A França, Itália, Espanha e Portugal têm 200 milhões de pessoas da UE. Se todos saissem da UE e criassem a sua propria moeda e um acordo entre estes para livre circulação de pessoas e bens, sem fronteira e alfândega , e comprarem entre si todos os bens nestes produzidos, mesmo quemais caros que ofertas externas, sairen destes paises todas as fábricas, incluindo de automóveis, e tudo ser substituido por estes países, năo comprar carros de fabricação de fora destes psises, e muito mais, esses paises que mais ganharam com a UE iriam sentir as dificuldades que eles tanto exploram dos outros. A Holanda năo vale nada. Năo tenham medo disto porque senão ficamos debaixo da pata dos paises qie gsnham com as dificuldades do sul. Ainda bem que temos um politico bem esclarecido e se recusa baixar-se a esses canalhas corruptos morais.

  9. A França, Itália, Espanha e Portugal têm 200 milhões de pessoas da UE. Se todos saissem da UE e criassem a sua propria moeda e um acordo entre estes para livre circulação de pessoas e bens, sem fronteira e alfândega , e comprarem entre si todos os bens nestes produzidos, mesmo quemais caros que ofertas externas, sairen destes paises todas as fábricas, incluindo de automóveis, e tudo ser substituido por estes países, năo comprar carros de fabricação de fora destes psises, e muito mais, esses paises que mais ganharam com a UE iriam sentir as dificuldades que eles tanto exploram dos outros. A Holanda năo vale nada. Năo tenham medo disto porque senão ficamos debaixo da pata dos paises qie gsnham com as dificuldades do sul. Ainda bem que temos um politico bem esclarecido e se recusa baixar-se a esses canalhas corruptos morais.

    • Vamos defender a espanha e outros paises da União onde a pandemia do vírus esta presente, parabenizar e deixar de fora aqueles que não registaram casos expositivos se é que existe algum na EU. Antonio costa és um grande senhor.( tiro o chapeu) viva portugal. Assim tinham que ser todos os países que pertencem a famosa UNIÃO.

  10. Vamos defender a espanha e outros paises da União onde a pandemia do vírus esta presente, parabenizar e deixar de fora aqueles que não registaram casos expositivos se é que existe algum na EU. Antonio costa és um grande senhor.( tiro o chapeu) viva portugal. Assim tinham que ser todos os países que pertencem a famosa UNIÃO.

  11. A Holanda é o offshore da Europa, vivem da agiotagem, de diamantes de sangue. É pelo Porto de Roterdão que entra a maior parte da cáca que entra na Europa. Os países mais prejudicados com o dumping fiscal são precisamente a Espanha e a Itália. A Holanda sem a Europa acaba-se o dumping, acaba-se o Porto de Roterdã o e depois vão vender tulipas para a Turquia (está foi só por ironia)…Uma vez piratas para sempre piratas…

  12. Portugal não pode estar sempre na Europa de mão estendida à espera de dinheiro. Essa postura é de facto muito questionável.
    Internamente Os Portugueses criticam muito as comunidades que, estando no nosso país, não trabalham e andam sempre à espreita da “esmola pública”, a chamada mama do estado. Vivem de RSI, subsídios de desemprego, abonos e mais abonos e nada fazem. Muitos nem emprego procuram. E o CHEGA capitalizou isto e outras tonterias em votos.
    Na Europa assumimos um pouco este papel. Sempre de mão estendida à procura que nos deem dinheiro.
    De uma vez por todas temos de nos consciencializar que o nosso problema é, e sempre foi, o poder político. Fomos sempre mal governados. O povo é capaz. Mas temos de ser mais exigentes com as escolhas que fazemos para os nossos governantes.
    A solução não passa, decididamente, por encarneirarmos todos atrás do líder à marrada à Holanda. O Costa vendeu um discurso obviamente interno (os holandeses nem têm sequer ideia destes disparates) para capitalizar em votos. Os carneiros seguiram o rebanho e marram todos em conjunto ao lado do grande líder.
    É pena que assim seja.
    Obviamente que seguir-se-ão aqui um vasto conjunto de diminuídos mentais a insultar-me de todas as formas possíveis e imagináveis (como é hábito). A grande maioria deles, pelos próprios comentários, que aqui deixarão, não estou certo sequer que saibam ler. Não me refiro a juntar as letras e a pronunciar palavras mas sim a entender aquilo que leem.
    Eu sempre pensei pela minha cabeça e tenho-me dado muito bem com isso. E também não ando de mão estendida à procura da mama do estado. Eu trabalho, e muito, e tenho orgulho nisso. O povo merece melhores governantes. Pelo menos alguém que ande de cabeça levantada e não de mão estendida à “caça” do próximo RSI europeu.

RESPONDER

Pinto da Costa recandidata-se a "pensar nas dificuldades do presente"

Pinto da Costa admitiu, este domingo, no lançamento do site oficial da recandidatura à presidência do FC Porto, que vai a eleições "a pensar nas dificuldades tremendas do presente". No site oficial da sua candidatura, Pinto …

Abraços e apertos de mão. Bolsonaro junta-se a manifestação sem distanciamento social

O Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, participou, este domingo, em mais uma manifestação sem respeitar as regras de distanciamento social. A manifestação decorrer na Praça dos Três Poderes, em Brasília. De acordo com o jornal Público, …

"Relativamente rápido". Centeno acredita que países europeus vão recuperar da crise até ao fim de 2022

O ministro das Finanças português e presidente do Eurogrupo, Mário Centeno, acredita que a União Europeia vai conseguir ultrapassar a crise económica provocada pela pandemia de covid-19 de forma "relativamente rápida". Em entrevista ao jornal alemão …

Florentino congelado e Jota (e mais dois) na porta de saída. Mercado já mexe na Luz

Apesar da pandemia, que paralisou quase todas as competições europeias e que deverá atrasar a janela de transferência no futebol, o mercado já mexe na Luz. A imprensa desportiva dá conta nesta segunda-feira que Florentino …

Cova da Piedade abandona direção da Liga e convida Proença a demitir-se

O Cova da Piedade juntou-se ao Benfica na decisão de abandonar a direção da Liga de clubes e convidou Pedro Proença a demitir-se da presidência do organismo. Em comunicado, o Cova da Piedade justifica a decisão …

Milhares foram a banhos este domingo. Só nas praias da Caparica estiveram mais de 180 mil pessoas

As elevadas temperaturas que se fizeram sentir neste domingo levaram milhares de portugueses à praias. Só na Costa da Caparica, no concelho de Almada, mais de 180 mil pessoas foram a banhos. Entre as 9 e …

"Há outras prioridades". Ana Gomes está a refletir sem "pressa" sobre eventual candidatura a Belém

No espaço de comentário da SIC Notícias, a ex-eurodeputada Ana Gomes disse que ainda está a "refletir" sobre uma eventual candidatura à Presidência da República. Ana Gomes ainda não tomou uma decisão sobre uma possível candidatura …

Há quatro distritos sem meios aéreos de combate a incêndios. PSD denuncia "grave violação do planeamento"

O PSD denuncia a falta de, pelo menos, oito helicópteros ligeiros e de todas as aeronaves de coordenação previstas no Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Rurais. Este domingo, o PSD questionou o Governo relativamente ao …

Desemprego sobe 52% entre jovens até aos 24 anos

O desemprego entre os jovens até aos 24 anos disparou à boleia da pandemia de covid-19, que já fez mais de 1.300 vítimas mortais em Portugal. De acordo com o Jornal de Notícias, que avança …

Orçamento Retificativo: entre um cocktail de propostas e os apoios que Costa prefere segurar

António Costa decidiu ouvir todos os partidos com assento parlamentar antes de desenhar o esboço final do Orçamento Retificativo. Os encontros decorrem entre segunda e terça-feira. O primeiro-ministro recebe, entre hoje a amanhã, todos os partidos …