Coreia do Norte ameaça afundar o porta-aviões americano Carl Vinson

(dv) KCNA / YONHAP

O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un

O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un

No que é o último episódio da crescente tensão entre os EUA e a Coreia do Norte, as Forças Armadas coreanas mostraram-se prontas a combater e ameaçaram afundar o navio americano USS Carl Vinson para mostrar o seu poderio militar.

Os Estados Unidos e o Japão iniciaram este domingo manobras militares conjuntas no oeste do Pacífico. A operação acontece num momento de forte tensão entre os EUA e a Coreia do Norte, e Pyongyang ameaça agora afundar o porta-aviões que lidera a frota americana que se aproxima das suas costas.

“As nossas forças revolucionárias estão prontas para o combate, estamos prontos a afundar o porta-aviões americano com um só golpe“, escreve o jornal oficial do Partido dos Trabalhadores da Coreia, Rodong Sinmun, citado pela Reuters.

O autor do artigo compara o porta-aviões americano a um “animal obeso” e declara que o ataque contra o Carl Vinson será um “exemplo do poder militar” da Coreia do Norte.

Há duas semanas, o presidente Donald Trump ordenou o envio da frota para a região, após diversas provocações do regime de Kim Jong-un, para realizar exercícios navais na região, que vão durar vários dias. Washington não deu informações sobre o local exacto no Pacífico em que a frota se encontra, mas estará a dirigir-se para a península coreana.

Entretanto, os contratorpedeiros japoneses Ashigara e Samidare juntaram-se à frota americana, comandada pelo super-porta-aviões a propulsão nuclear Carl Vinson. Tóquio pretende desta forma mostrar solidariedade com Washington face à escalada de tensão entre os EUA e a Coreia do Norte.

U.S. Navy

A frota de ataque do porta-aviõies norte-americano USS Carl Vinson com os contra-torpedeiros japoneses Ashigara e Samidare

A frota de ataque do porta-aviõies norte-americano USS Carl Vinson com os contra-torpedeiros japoneses Ashigara e Samidare

Segundo alguns analistas, Pyongyang estará prestes a realizar um 6º teste nuclear. A chegada da frota norte-americana à península poderia coincidir com o 85° aniversário da criação do Exercito Popular da Coreia, na terça-feira, que Kim Jong-un poderá aproveitar para fazer mais uma demonstração de força.

A escalada de tensão alcançou um nível já considerado por alguns analistas como a maior ameaça nuclear em 50 anos. O The New York Times classificou-a como uma “Crise dos Mísseis de Cuba em câmera lenta”.

“Quando as ambições nacionais, o ego pessoal e um arsenal mortífero se misturam, as possibilidades de erro de cálculo multiplicam-se”, disse o jornal.

Já o jornal britânico The Guardian diz que “neste momento, a maioria das armas nucleares do mundo estão nas mãos de homens para quem a ideia de as usar deixou de ser uma coisa impensável”, numa referência a Kim Jong-um, Donald Trump e Vladimir Putin.

Nas últimas semanas, o Relógio do Apocalipse avançou mais alguns segundos – provavelmente muito mais depressa do que seria desejável.

ZAP // Sputnik News / BBC / RFI

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Mário Centeno vai dar aulas na Universidade Nova

O governador do Banco de Portugal, Mário Centeno, vai dar aulas na Universidade Nova, em Campolide, Lisboa, avança o jornal Público esta quinta-feira. O antigo ministro das Finanças do Governo de António Costa vai lecionar a …

ADSE quer pagar reembolsos atrasados em menos de dois meses

A ADSE quer resolver os atrasos de largos meses que se verificam nos reembolsos das despesas que os beneficiários fazem no regime livre em menos de dois meses. De acordo com o semanário Expresso, a intenção …

Costa sugere a Marcelo condecoração da CGTP no 50.º aniversário da central sindical

O primeiro-ministro afirmou esta quinta-feira ter sugerido ao Presidente da República a condecoração da CGTP, numa mensagem de felicitação pelos 50 anos da central sindical em que destaca a necessidade de proteger trabalho e rendimentos …

Governo vai integrar nos quadros quase 3.000 profissionais de saúde

O Conselho de Ministros aprovou esta quinta-feira o decreto-lei que permite integrar nos quadros quase três mil profissionais do Serviço Nacional de Saúde. Em comunicado, o Governo explica que a conversão do vínculo laboral de 2.995 …

Quatro defensores dos direitos humanos, indígenas e ambientais recebem "Nobel Alternativo"

Duas advogadas, do Irão e da Nicarágua, um advogado dos Estados Unidos (EUA) e um ativista da Bielorrússia foram esta quinta-feira distinguidos, em Estocolmo, com o "prémio Nobel Alternativo" que pretende "impulsionar mudanças sociais urgentes …

PJ diz que há “condições” para alargar colaboração com Rui Pinto

A Polícia Judiciária (PJ) admitiu a possibilidade de a colaboração com Rui Pinto poder “ir além” da abertura dos discos encriptados e apreendidos ao criador do Football Leaks, reconheceu esta quinta-feira o inspetor José Amador. "Temos …

Netanyahu avisa que confinamento em Israel pode durar um ano

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, disse esta quinta-feira que o confinamento no país pode prolongar-se durante meses ou mesmo "um ano" após uma reunião em que foram debatidas novas restrições contra a propagação da …

FC Porto com City na Champions. Ronaldo volta a encontrar Messi

O FC Porto vai defrontar os ingleses do Manchester City, os gregos do Olympiacos e os franceses do Marselha no Grupo C da fase de grupos da Liga dos Campeões em futebol, ditou esta quinta-feira …

Cabrita pede abertura de inquérito a fuga de 17 migrantes. Cinco já terão sido apanhados

O ministro da Administração Interna pediu a abertura de um inquérito à fuga de 17 migrantes do norte de África que desembarcaram em setembro no Algarve e fugiram, durante a madrugada, do quartel em Tavira …

Governo chega a acordo com Madrid para alargar restrições a toda a comunidade

O Governo espanhol anunciou, esta quarta-feira, um acordo que estende medidas para combater a covid-19, já em vigor em partes da Comunidade Autónoma de Madrid, a toda a capital e várias localidades da periferia onde …