Copiloto da Germanwings queria que todos soubessem o seu nome

(dr) Andreas Lubitz / Facebook

Foto de Andreas Lubitz, co-piloto do avião da Germanwings, divulgada pela Paris Match

Uma antiga namorada do copiloto da Germanwings, Andreas Lubitz, que despenhou o avião A320 nos Alpes Franceses,  revela que ele lhe contou que um dia toda a gente ficaria a saber o seu nome e que, muitas vezes, acordava com pesadelos a gritar “estamos a cair”.

“Um dia vou fazer uma coisa que vai mudar o sistema todo e toda a gente vai saber o meu nome e lembrar-se”, terá  dito o copiloto a esta hospedeira de bordo de 26 anos, com quem manteve uma relação breve, conforme a própria conta em entrevista ao jornal alemão Bild e segundo citação do francês Le Figaro.

A jovem, que terá tido um relacionamento amoroso com Andreas Lubitz enquanto trabalharam juntos, durante cerca de cinco meses, no ano passado, refere-se “muito chocada” com a tragédia, mas reconhece que “ele era capaz de esconder dos outros o que se passava verdadeiramente dentro dele”.

A ex-namorada do copiloto, que se identificou apenas como “Maria M.”, frisa ainda que se ele despenhou deliberadamente o avião “foi porque entendeu que, por causa dos seus problemas de saúde, o seu grande sonho de um trabalho na Lufthansa como capitão e piloto de longo curso era praticamente impossível”.

Os investigadores terão encontrado documentos atestando tratamentos médicos psiquiátricos em curso e inclusive uma alegada baixa médica, para o dia em que o copiloto estava a trabalhar no avião, que ele terá escondido da entidade empregadora.

A ex-namorada nota que Andreas Lubitz era um homem “gentil” e “muito doce” que “precisava de amor”, mas que vivia afectado por pesadelos e que, às vezes, acordava a gritar “estamos a cair”. Além disso, “enervava-se por causa das condições de trabalho“, conta a hospedeira de bordo no Bild, frisando que se queixava de que “o dinheiro não era suficiente”, do “medo pelo contrato” e da “muita pressão”.

A ideia que começa a passar pela cabeça dos que o conheciam, e que frisam a sua paixão pelo voo, é que, face a um possível impedimento de voar, por razões de saúde, ele tenha decidido acabar com a vida, e matar com ele 149 pessoas, precisamente num local de que tanto gostava.

Andreas Lubitz conheceria bem a zona dos Alpes onde o avião caiu, já que terá passado férias com os pais perto da zona, num clube de voo nas imediações.

SV, ZAP

PARTILHAR

RESPONDER

Recolher obrigatório, limitação horária nos restaurantes e restrições por concelho podem acabar hoje

Na reunião de terça-feira no Infarmed, os peritos concluíram haver condições para começar a aliviar algumas das medidas restritivas em vigor. Em Conselhos de Ministros, que se irá realizar hoje, o Governo irá definir novas …

Alerta de tsunami no Alasca depois de sismo de magnitude 8.2

A península do Alasca, a oeste dos Estados Unidos, foi atingida por um sismo de magnitude 8.2 na noite de quarta-feira (7h15 de quinta-feira em Lisboa) e já foi lançado um alerta de tsunami na …

Conselho de Ministros reúne-se para discutir próximos passos no desconfinamento

O Conselho de Ministros reúne-se esta quinta-feira para decidir os próximos passos no processo de abertura do país, dois dias depois de especialistas terem sugerido a evolução das medidas de restrição de acordo com a …

Capacete magnético mostra-se eficaz na redução de tumor cerebral

O diagnóstico de um cancro é sempre complicado, mas há partes do corpo onde a presença da doença pode ser mais ameaçadora. É o caso do glioblastoma, um tipo de cancro cerebral, que se não …

Engenheiros japoneses fizeram levitar objectos com "armadilha acústica"

Engenheiros japoneses descobriram uma forma de fazer pequenos objectos levitar usando apenas ondas sonoras, o que pode ser um passo importante para a tecnologia. A engenharia biomédica, o desenvolvimento de farmacêuticos e a nanotecnologia podem vir …

Juno fez a maior aproximação a Ganimedes das duas últimas décadas (e as imagens são de cortar a respiração)

A NASA divulgou, recentemente, um vídeo da sonda Juno a passar por Júpiter e Ganimedes, uma das suas luas. As imagens são de cortar a respiração. Juno visitou Ganimedes em junho. As imagens foram captadas no …

Homicídio com 32 anos resolvido com a menor amostra de ADN de sempre

Um caso de homicídio ocorrido há 32 anos, que muitos consideraram impossível de ser resolvido, foi finalmente desvendado (e tudo graças à amostra de ADN mais pequena de sempre usada para decifrar um caso). De acordo …

Braços robóticos controlados remotamente podem vir a realizar cirurgias delicadas

Um equipa de investigadores está a trabalhar para eliminar movimentos rígidos nos braços robóticos, de modo a torná-los mais ágeis. O objetivo é que no futuro estes possam empilhar pratos ou até realizar cirurgias delicadas. Os …

Alemão foi forçado a remover estátua do pai por esta se parecer com Hitler

Um alemão foi obrigado a retirar uma figura de madeira de um cemitério, que seria para homenagear o seu falecido pai, por ter semelhanças com o antigo ditador nazi. As autoridades do município de Weil im …

Podcast evita morte de um condenado (seis vezes)

Curtis Flowers foi julgado seis vezes pelo mesmo promotor de justiça. Um programa de investigação mudou o seu destino. O promotor continua a acreditar que Curtis é culpado. A própria equipa responsável pelo 60 Minutes, programa …