Família de copiloto da Germanwings questiona versão oficial de suicídio

(dr) Andreas Lubitz / Facebook

Andreas Lubitz, co-piloto do avião da Germanwings, divulgada pela Paris Match

Andreas Lubitz, co-piloto do avião da Germanwings, divulgada pela Paris Match

A família de Andreas Lubitz, copiloto do avião da Germanwings que em 2015 caiu com 150 pessoas a bordo nos Alpes franceses, questiona a versão oficial do incidente, segundo a qual o profissional sofria de depressão e provocou deliberadamente a catástrofe.

O pai do jovem, Günter Lubitz, pretende apresentar na próxima sexta-feira um relatório elaborado por um jornalista especializado em tráfego aéreo, Tim van Beveren, que elenca as suas próprias conclusões, segundo divulgou a imprensa alemã.

O objectivo da apresentação é responder à “alegação de que o copiloto sofria de uma longa depressão e que provocou a colisão do avião contra a montanha premeditadamente para se suicidar”, segundo informa a convocatória para a conferência de imprensa, que terá a presença do especialista e do pai do piloto.

“Estamos convencidos que isso não está correcto”, prossegue o texto, que adverte que há ainda muitos pontos a esclarecer na catástrofe, na qual todos os ocupantes da aeronave morreram. A apresentação acontecerá no dia do segundo aniversário da tragédia, ocorrida a 24 de março de 2015.

O avião da Germanwings, filial de baixo custo da Lufthansa, caiu nos Alpes franceses com 150 pessoas a bordo quando realizava o trajeto entre Barcelona, na Espanha, e Düsseldorf, na Alemanha.

As investigações sobre as circunstâncias da catástrofe foram assumidas pela Justiça francesa, enquanto a promotoria de Düsseldorf abriu diligências para tentar estabelecer outras possíveis responsabilidades na tragédia.

De acordo com as conclusões de ambas, Lubitz provocou o acidente do avião, aproveitando a ausência momentânea do piloto, tendo bloqueado a porta de acesso à cabine para ficar sozinho.

Segundo foi revelado após a tragédia, Lubitz já tinha passado por cerca de 40 consultas médicas devido a diversos transtornos psíquicos e depressões, tinha tendências suicidas e no dia da catástrofe não estava autorizado pelos médicos a voar, mas ocultou a situação aos seus superiores.

// EFE

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Publicidade a iogurtes, cereais e chocolates vai ser (quase) extinta

A guerra ao açúcar em Portugal vai provocar uma grande redução na publicidade dirigida a menores de muitos iogurtes, cereais de pequeno almoço e chocolate. Entre os produtos que vão deixar de ser publicitados junto a …

Sindicatos chegam a acordo com Transtejo e Soflusa e equacionam levantar greve

Os sindicatos dos trabalhadores da Transtejo e Soflusa aceitaram, esta segunda-feira, um aumento de 28 euros para todas as categorias, incluindo a dos mestres, comprometendo-se a levantar a greve caso os trabalhadores aprovem a decisão. "A …

Cavaco Silva avisou, mas Sócrates recusou alterar acordo que favorece Berardo

Cavaco Silva alertou José Sócrates para os benefícios que o seu Governo concedeu a Joe Berardo para instalar a sua coleção no Centro Cultural de Belém (CCB), mas o ex-primeiro-ministro recusou alterar o acordo que …

PS deixa cair lei. Subvenções vitalícias continuam em segredo

Quando a lista das subvenções mensais vitalícias foi suspensa, em agosto de 2018, o PS anunciou que aprovaria uma proposta que garantisse a sua publicação. Onze meses depois, concluiu que não é necessária. A Caixa Geral …

Morreu David Hedison, o agente da CIA aliado de James Bond

David Hedison, o ator norte-americano que participou em dois filmes da saga de James Bond, morreu esta segunda-feira em Los Angeles, nos Estados Unidos, aos 92 anos. A informação foi avançada na página oficial do Twitter …

Ninhos descobertos na Mongólia mostram que os dinossauros protegiam os seus ovos

Ninhos de dinossauro descobertos no Deserto de Gobi, na Mongólia, mostram que estes animais pré-históricos faziam ninhos em grupo e, tal como os pássaros, protegiam os seus ovos. De acordo com a revista Nature, uma equipa …

Banco de Portugal gasta meio milhão em mudanças (sem sequer se ter mudado)

O Banco de Portugal tem estado em mudanças. Além das institucionais, com o fim do segundo mandato de Carlos Costa no próximo ano, há também mudanças físicas: haverá um novo edifício para a concentração dos …

Quase 500 mil perdem isenção de taxas moderadoras

Dados publicados no portal do Serviço Nacional de Saúde revelam que, em abril, perto de 500 mil utentes dos centros de saúde e hospitais públicos tinham perdido a isenção no pagamento de taxas moderadoras, em …

Afinal, as pedras de Stonehenge podem ter sido transportadas usando sebo

Como é que os construtores de Stonehenge levaram as pedras gigantes para o mesmo local continua um mistério. Agora, uma nova investigação sugere que as pedras foram transportadas através de gordura animal. Uma nova investigação pode …

Costa responde a autarcas: são os “primeiros responsáveis pela proteção civil” nos concelhos

O primeiro-ministro sublinhou esta segunda-feira que os autarcas são os “primeiros responsáveis pela proteção civil em cada concelho”, ao responder a críticas como a do vice-presidente da Câmara de Vila de Rei. “Eu não faço comentário …