Comandos: Instrutores negam falta de auxílio e agressões

(dr) Exército Português

Esta terça-feira, quatro sargentos e instrutores do 127º curso de Comandos, no qual morreram dois instruendos, negaram em tribunal qualquer falta de auxílio sanitário às vítimas assim como as agressões pelos quais estão acusados.

No Tribunal de Instrução Criminal (TIC) de Lisboa, os primeiros-sargentos Lenate Inácio, Gonçalo Fulgêncio, Messias Carvalho e o segundo sargento José Silva asseguraram que chamaram a equipa de apoio sanitário sempre que algum dos comandos apresentou sintomas que indicassem a necessidade de assistência.

José Silva garantiu que é mentira que os instruendos do grupo pelo qual era responsável tenham bebido apenas meio litro de água em cerca de 15 horas. “Não privei ninguém de beber água. Não privei ninguém de assistência médica“, afirmou.

Segundo a Renascença, os instrutores alegaram “desconhecer” qualquer tipo de excesso durante o curso, negando que tenham agredido ou maltratado algum instruendo. Sustentaram, também, que seguiram as orientações hierárquicas e que tudo foi feito dentro do que está estabelecido pelo manual de instrução.

“Nunca mandei rastejar no solo durante a noite. Nunca agredi instruendos. Os instruendos de hoje são os camaradas de amanhã, que vão estar a meu lado, que vão estar connosco nas missões”, salientou o primeiro-sargento Lenate Inácio.

Também o primeiro-sargento Gonçalo Fulgêncio, um dos seis militares que compunha a equipa de instrutores na carreira de tiro, negou as acusações de que terá empurrado e agredido os formandos com bofetadas e pontapés. “Nunca os agredi. Mandar rastejar é o que está previsto no manual de instrução”, disse.

Contudo, admitiu que, dada a limitação da carreira de tiro, é possível que alguns dos instruendos tenham rastejado em silvas, sem que essa situação fosse intencional.

O primeiro-sargento Messias Carvalho negou igualmente a prática de algum tipo de agressões, referindo que o grau de fadiga e exaustão dos instruendos do 127º curso de Comandos não era diferente de outros cursos onde havia sido anteriormente instrutor.

Esta quarta-feira, pelas 10h30, está prevista a inquirição de duas testemunhas, professores, através de videovigilância. Já durante a tarde terá início o debate instrutório.

A instrução é uma fase processual facultativa que visa a comprovação, a alteração ou o arquivamento por um juiz da acusação da acusação do Ministério Público, cabendo ao juiz decidir se leva ou não os arguidos a julgamento.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Operação Marquês. Ex-secretário de Estado de Passos Coelho chamado como testemunha

O juiz de instrução da Operação Marquês, Ivo Rosa, decidiu chamar o ex-secretário de Estado das Infraestruturas, Transportes e Comunicações Silva Monteiro como testemunha, avança a SIC Notícias. Segundo apurou a estação televisiva, o ex-governante …

Apple e Goldman Sachs acusados de terem criado cartão de crédito sexista

A Apple e o Goldman Sachs estão a ser acusados de terem lançado um cartão de crédito que discrimina os utilizadores em função do género. Um dos últimos a juntar ao rol de críticas ao Apple …

Grimaldo joga consecutivamente há 68 jornadas (só é ultrapassado por um guarda-redes)

Alejandro Grimaldo está há 68 jornadas a jogar consecutivamente a titular na lateral esquerda do Benfica - são dois anos sem descanso. Os números são avançados pelo desportivo A Bola, que dá conta que o lateral-esquerdo …

"Prática comercial enganosa". NOS obrigada a retirar campanha publicitária sobre 5G

A Associação da Auto Regulação Publicitária (ARP) deu razão a uma queixa da Meo e mandou a NOS retirar uma campanha de publicidade sobre um tarifário móvel 5G por considerar que constitui "uma prática comercial …

Eleição autárquica dos EUA pode ser desempatada com moeda ao ar

Um eleição autárquica numa pequena vila no Ohio, nos Estados Unidos, pode vir a ser decidida com o lançamento de uma moeda ao ar, o famoso jogo do "cara ou coroa". De acordo com o The …

Primeiro aniversário dos Coletes Amarelos. França receia novos tumultos

O clima de tensão regressa a França, com os coletes amarelos a anunciarem a preparação de novas ações para assinalar o primeiro aniversário do início do movimento. A 17 de novembro, o movimento Coletes Amarelos assinala …

Violência leva a mais violência, alerta chefe do Governo de Hong Kong

A chefe do Governo de Hong Kong condenou a “extensa violência” que marcou o dia de greve na cidade, realçando que esta “não resolverá nada” nem fará o Governo ceder aos “apelos políticos” dos manifestantes. Carrie …

Morreu Teresa Tarouca, fadista de "Saudade, silêncio e sombra"

A fadista Teresa Tarouca morreu na madrugada desta segunda-feira, no Hospital S. Francisco Xavier, em Lisboa, aos 77 anos, vítima de pneumonia dupla, disse à agência Lusa fonte próxima da família. O corpo de Teresa Tarouca …

Uma queda da varanda. Morreu fundador dos Capacetes Brancos que Rússia acusou de ser espião

O antigo oficial do exército britânico James Le Mesurier, um dos fundadores do movimento humanitário Capacetes Brancos que tem ajudado milhares de pessoas na Síria, foi encontrado morto perto de casa. Terá caído da varanda …

Nuno foi para a Noruega treinar uma equipa de futebol e acabou como vice-presidente da Câmara de Notodden

Nuno Marques emigrou para a Noruega há 15 anos para treinar uma equipa de futebol e acabou eleito vice-presidente da Câmara de Notodden (Leste), funções que jamais aceitaria em Portugal, onde “o principal problema da …