No seu último OE, Centeno vai fazer um “brilharete” com orçamento “histórico”

Manuel de Almeida / Lusa

O ministro das Finanças, Mário Centeno

No seu habitual comentário semanal, Luís Marques Mendes revelou que no Orçamento de Estado para 2019 o governo vai apontar para um défice de 0,2% – um valor “histórico” naquele que será o “último orçamento de Mário Centeno”.

“O valor do défice que constará do OE será 0,2% do PIB – o que já é, tecnicamente, um défice zero – mas, ao longo de 2019, o mais provável é que chegue mesmo a zero ou que o ano termine com um ligeiro excedente orçamental”, notou o antigo líder do PSD no seu espaço de comentário na SIC.

Marques Mendes sublinhou que, na prática, este é “um orçamento de défice zero”, considerando este valor “histórico”, uma vez que em “44 anos de democracia nunca tivermos um défice zero”, sustentou.

A confirmar-se o valor, Mário Centeno fará um “brilharete”, defendeu o comentador, explicando que estes números beneficiam António Costa. “É muito difícil criticar um Orçamento com défice zero, algo que foi sempre defendido pelo PSD e CDS”, explicou.

Apesar de frisar os bons resultados do Ministro das Finanças, Marques Mendes revelou que este será o último ano de Mário Centeno à frente da pasta das Finanças. Segundo o comentador, Centeno já estará a preparar uma carreira internacional.

“[Centeno] não ficará no próximo governo”, antecipou Marques Mendes.

O ministro das Finanças “quer sair [do governo] ficando na história como o único que em democracia conseguiu um orçamento de défice zero ou até com excedente orçamental”, considerou, revelando que Centeno aspira aos cargos de Comissário Europeu ou de presidente do Fundo Monetário Europeu – instituição ainda não criada.

O conselheiro político considerou ainda que o Orçamento de Estado para 2019 será “eleitoralista, em particular nas pensões, nos impostos, na energia, nos passes sociais e em vários outros domínios”.

Já no passado mês de abril, Marques Mendes afirmou que Centeno não queria voltar a ser ministro das Finanças, tendo como objetivo cargos europeus.

“Taxa Robles” foi um tiro no pé

O antigo presidente do PSD abordou ainda a polémica em torno da apelidada “taxa Robles” sobre a especulação imobiliária, considerando que a mesma só beneficiou o CDS-PP e uma possível maioria do PS.

“Rui Rio deu um tiro no pé com a questão da Taxa Robles”, disse o comentador político, afirmando que o imposto em causa pode levar à fuga do eleitorado para CDS-PP, da mesma forma que a proposta do BE pode contribuir para uma maioria socialista.

Para Marques Mendes, as declarações de Rio foram precipitadas. “Rio foi precipitado. Apela à estabilidade mas depois esquece-se da estabilidade quando lhe põem um microfone à frente. E fala de Orçamento quando disse que não o faria”, criticou.

No final de toda a polémica, o PS e o CDS-PP foram os principais beneficiados: “Foi uma grande semana para o PS e para o CDS. O PS deu mais um passo rumo à maioria absoluta, porque a classe média assusta-se com estas propostas do Bloco de Esquerda e com a hipótese de o partido ir para o governo e prefere votar no Partido Socialista. E para o CDS porque os descontentes preferem não votar no PSD”, disse.

Marques Mendes insistiu, uma vez mais, na recondução da Procuradora Geral da República. Joana Marques Vidal deve ser reconduzida uma vez que “teve um mandato considerado positivo e porque a generalidade dos partidos já se expressaram favoravelmente, quer em relação à recondução, ou por considerarem que fez um bom trabalho”, rematou.

ZAP //

PARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

  1. Vamos ver uma coisa nada de relevante …. mas desde que TROIKA esteve em Portugal os impostos diretos e indirectos não param de subir!, existe uma coisa que se chama cativaçoes que faz com que o SNS passe por dificuldades tremendas incluindo o facto de ao fim de semana não existirem medicos especialista a trabalhar em muitas unidades hospitalares muitas vezes da vontade de dizer que temos hospitais novos mas faltam medicos e enfermeiros para não falar da divida que não para de crescer, temos um SIRESP da idade da pedra ainda a funcionar com rede 2G quando ja falamos em 5G …. temos uma classe de bombeiros pobres e de regime voluntario em caso de catastrofe vai fazer se o que se pode e não o que devia ser feito. Somos um dos países com a eletricidade mais cara da europa se os governos teem (colhoes) para perdoar a divida aos partidos e mudar o regime de financiamento partidario tambem devia ter tomates para acabar com regalias vitalicias do sector energetico, todos os investimentos publicos foram parados ou transportados para daqui a 4 ou 8 anos o quer dizer que mais tarde ou mais cedo esta bonificação das contas publicas não e real vai se ter que acabar com as cativações e comecar a investir numa CP, pagar as contas dos serviços publicos tribunais, escolas e saude. Temos uma força de autoridade fraquinhas com instalações dos anos 90 a precisarem de obras e ainda se fala dos coletes a prova de bala que muitas nao teem…e depois temos muita corrupção e isso nota se olhos gordos com pessoas a passar dificuldades e enquanto os partidos vivem na nobre cidadela de lisboa fechada ao povo. Isto não e para mim mais do que propaganda politica pois mais tarde ou mais cedo as contas publicas vão ter que dar cordão a bolsa dada as dividas que os varios serviços publicos teem. Para tantos impostos sera que não deviamos ter serviços publicos melhor?

    • Garantidamente que não faz ideia nenhuma do que diz…
      A divida publica tem vindo a diminuir ao contrario do que afirma, olhe que falar de borla com fake comments é o estilo do Trump!
      O SIRESP funciona, há sim quem não saiba tirar partido das suas funcionalidades!
      A rede 2G do SIRESP (TETRA), oferece cobertura a sítios onde as outras tecnologias não chegam, é um sistema resiliente, e que tem funcionalidades que não podem ser utilizadas em sistemas mais recentes.
      A rede SIRESP, tem ser capaz de assegurar emergência, ser capaz de resistir e recuperar em cenários de catastrofe, e o TETRA, tecnologia que assenta nessa rede, é o único que o oferece hoje em dia!
      Por isso dizer que funciona em 2G quando já se fala em 5G, demonstra apenas ignorância!
      Em relação aos hospitais, mandar postas de pescada para o ar não chega, precisamos de factos!

      • A dívida pública só diminuiu em Março 173M€ e em Junho 6.600 M€. Fora isto tem vindo sempre a subir estando em 126% do PIB ou 243.000 M€, tendo antigindo no mês antes disso o valor mais alto de sempre de 250.000 M€.
        Já a dívida líquida não tem feito outra coisa que subir tendo estado em Junho no valor de 227,5 mil milhões de euros, o valor mais alto de sempre.
        E sim, tem razão, o siresp é de facto uma TRETA. funciona também por par de cobre que tem derretido em alguns incêndios, for as quebras do serviço nos momentos críticos. Um histórico péssimo para um sistema de 400M€…

      • O quê??!!! Tem andado a tomar o quê? A dívida pública tem vindo a diminuir?!!! O que quer que seja que anda a tomar deixe imediatamente! Procure ajuda médica! Isso passa-lhe. Poderá ter de ser internada mas um dia voltará a cair na realidade.

        Olhe aí a sua dívida pública a cair!

        https://www.pordata.pt/Portugal/Administra%c3%a7%c3%b5es+P%c3%bablicas+d%c3%advida+bruta+(base+2011)-2783

        Todos os anos cai… ai não… afinal sobe… A realidade é algo tramado.

        O problema de Portugal é que tem muitos imbecis como esta Ana “alienada” Isabel!

  2. Ó mark, você não será propriamente cego, mas um intrujão, que procura tentar enganar os mais distraídos e muitas vezes permeáveis, é de certeza absoluta. Para além dos reparos do comentário anterior, de resto muito corretos e oportunos, então desde quando é que os impostos não param de subir? Então não têm descido o IRS, IRC, IVA (por exemplo da restauração, na minha opinião mal mas desceu), etc?
    Quem pretende enganar seu pedaço de “Cativo”, dos interesses dum tal partido que todos conhecemos muito bem, e que nos últimos anos nos prejudicou tanto (mais uma vem aí o diabo)? Fala do que não sabe ou é maldade pura? Ganhe juízo homem, propaganda política encapuçada é aquilo que você e infelizmente tantos outros tentam com esses vossos desdenhosos comentários. Sejam honestos e reconheçam quando algo vai bem, muito bem de resto. Com a ajuda de muitos, incluindo alguns da sua laia, vamos continuar a fazer descer a dívida pública, a dar melhores oportunidades aos mais empreendedores e a pugnar por um Portugal mais justo e equitativo, possibilitando uma vida melhor para todos, sobretudo aos mais desfavorecidos.

    • Pior que ser cego é não querer ver. Este governo aumentou imenso a receita fiscal arrecadada à conta dos portugueses. Se tem dúvidas veja aqui.
      https://www.pordata.pt/Portugal/Receitas+fiscais+do+Estado+total+e+por+alguns+tipos+de+impostos-2765

      Tinha ficado a promessa de baixar o imposto sobre os combustíveis mas o senhor Costa esqueceu-se! Poderia ter-se baixado o IRS e o IRC mas também aí nada. Poderia inclusivamente ter-se baixado o IVA mas também nada.

      O crescimento económico que temos registado no nosso país, e que em nada, repito EM NADA, se deve a este desgoverno mas sim ao turismo e à maior procura dos nossos produtos no mercado internacional (como resultado das economias nossas parceiras estarem bem) deveria ter permitido aliviar os impostos. Os seus colegas o que fizeram? Mantiveram e aumentaram mesmo alguns impostos. Com isto conseguiram o maior saque fiscal alguma vez imposto à população Portuguesa. Para a história este ficará como o governo que mais roubou aos portugueses. E contra isso o caro amigo não pode rebater, porque é uma realidade confirmada pelos números.

      E ainda lhe digo mais, este seu desgoverno prometeu alterar o modelo de crescimento económico que o anterior governo defendia (e implementou na prática) assente nas exportações e no crescimento puxado pelo exterior. O seu governo dizia que ia apostar na procura interna. Pois o país cresce… mas puxados pelos nossos parceiros. A procura interna pouco ou nada alterou. E ainda mais uma coisa: é que na UE27 nós somos dos que crescem menos. E tendo em conta que somos dos que estão mais atrasados mais facilmente seria crescermos a taxas maiores do que os nossos parceiros. Nada disso acontece. Crescemos menos do que praticamente qualquer outro estado membro e deste modo o fosso agrava-se. E depois ainda assim vêm para aqui patetas como o senhor congratularem-se! Sabe… é preciso muita paciência para aturar gente sem nada na cabeça.
      Procure tomar a medicação recomendada pelo seu médico que vai ver que se poupa a cenas tristes como esta.

      • Muito bom. Não diria melhor. Esta é de facto a realidade. Mas muitos, talvez pelos tachos, recusam-se a ver. Entretanto o povo, lorpa, continua a pagar com o corpo.

  3. Falou o Bruxo de Fafe!!! Até adivinha as intenções do Ministro das Finanças!!! Graças a Deus que este Zandinga se engana sempre!

RESPONDER

Empresário alemão investigado por suspeitas de orgias com menores em Cascais

O empresário alemão Matthias Schmelz, representante em Portugal dos aspiradores da marca Rainbow, está a ser investigado por suspeitas de lenocínio e pagar por orgias com menores na sua casa na zona de Cascais, avançou …

A nova fábrica da Tesla não vai ser no Reino Unido por causa do Brexit

O presidente executivo da Tesla admitiu que as incertezas à volta do Brexit tiveram peso na decisão de abrir a primeira fábrica da empresa na Europa antes em Berlim. A Tesla anunciou, esta terça-feira, que vai …

Parlamento debate condenação de comunismo e nazismo

O debate sobre a resolução do Parlamento Europeu que condenou o comunismo e o nazismo chega esta sexta-feira à Assembleia da República, em Lisboa. De acordo com o Observador, de um lado, os partidos mais à …

Mexia não vai deixar que chineses interfiram no plano estratégico da EDP

O presidente da EDP, António Mexia, garantiu que não vai deixar que nenhum acionista impeça o desenvolvimento do plano estratégico da empresa, deixando o aviso à China Three Gorges. Em entrevista concedida ao Jornal Económico, António …

Impostos indiretos subiram com Governo de Costa e são já 55% da carga fiscal

Os impostos indiretos têm vindo a aumentar em Portugal. Dados da Direção-Geral do Orçamento mostram que o peso da tributação indireta no total da receita fiscal do subsector Estado, em 2018, ascendeu a 55,4%, o …

Espanha pode ficar isenta de cumprir caudais do rio Tejo por causa da falta de chuva

Os caudais do Tejo podem ficar ainda mais baixos dentro de semanas. Com a falta de chuva, Espanha deverá invocar a exceção prevista na Convenção de Albufeira para não libertar os valores mínimos de água …

Haaland tem cinco "namoradas" e meio mundo atrás dele (mas pode seguir o caminho da Red Bull)

Apesar do interesse de grandes clubes do futebol mundial, Haaland pode seguir o trilho da Red Bull e transferir-se para do Salzburg para o Leipzig. O norueguês é uma das maiores jovens promessas da atualidade. Erling …

PSD quer passar debates quinzenais para mensais (e debate temático com ministros)

O PSD está a ponderar apresentar uma proposta para acabar com os debates quinzenais com o primeiro-ministro e torná-los mensais. A proposta passa também pela substituição de um desses "duelos" atuais por um debate temático …

Segunda vítima mortal nos protestos de Hong Kong. Xi Jinping condena manifestações

O quarto dia consecutivo de protestos ficou marcado pela morte de um homem de 70 anos. Esta é a segunda vítima mortal desde o início das manifestações em Hong Kong. De acordo com a imprensa internacional, …

Governo prepara dois novos escalões de IRS para a classe média

O primeiro-ministro afirmou esta quinta-feira que o objetivo do Governo no próximo Orçamento é dar “um primeiro passo” para conferir uma maior progressividade no IRS e diminuir o peso deste imposto sobre os vencimentos da …