Carlos César tece elogios a Costa e avisa eventuais sucessores: “Vão ter de esperar um bocado”

Tiago Petinga / Lusa

Carlos César, presidente do PS, antecipou, em entrevista ao Público e à Renascença, que o primeiro-ministro António Costa poderá candidatar-se e vencer uma eleição para um terceiro mandato.

Em entrevista ao jornal Público e à Renascença, Carlos César, presidente do PS, teceu elogios ao trabalho do primeiro-ministro e admitiu mesmo que António Costa possa vir a avançar e a vencer uma eleição para um terceiro mandato, avisando os seus potenciais sucessores que “vão ter de esperar um bocado”.

Questionado sobre quanto tempo os eventuais candidatos à sua sucessão no partido, como eventualmente são os casos de Fernando Medina e Pedro Nuno Santos, Carlos César disse “bastante” e concordou que terão de “esperar sentados”.

“Estamos em presença de uma liderança forte e de uma liderança esclarecida e não em presença de um processo em houvesse uma degradação da liderança do PS que gerasse a necessidade de as pessoas se colocarem numa lista de espera para essas candidaturas à liderança”, afirmou.

Questionado sobre o cenário de eleições legislativas antecipadas, o presidente do PS disse que os habituais parceiros à esquerda (PCP e Bloco de Esquerda) sabem bem os custos eleitorais de provocar uma crise política.

Em relação às presidenciais de 2021, Carlos César disse que o PS “terá de ponderar” sobre o apoio a uma eventual recandidatura do atual Presidente, “sendo certo que Marcelo Rebelo de Sousa será um dos candidatos que terá elevadíssima preferência nas sondagens e no eleitorado do PS.”

Em relação à eventual candidatura de Ana Gomes a Belém, o presidente do PS assegurou que “só numa situação limite votaria em Ana Gomes: se os candidatos em presença significassem algo de desagradável que não gostasse de ver refletido na mais alta magistratura da nação”.

Questionado sobre a possibilidade de se candidatar à Presidência da República em 2026, Carlos César afastou esse cenário. “Não tenho nenhuma aspiração a esse nível”, garantiu.

Questionado sobre as recentes críticas ao Governo, à ministra e à diretora-geral da saúde, Carlos César disse que a sua opinião é “positiva”.

“Todos nós sabíamos que, superada a fase de confinamento e as medidas mais extremas de protecção, viveríamos com o inadiável e inevitável desconfinamento. Que haveria surtos e cadeias de transmissão que teríamos de combater”, afirmou. “Com o desconfinamento, com a retoma da actividade económica, há eventos que ocorrem e que não deviam ocorrer, ou que deviam ser sinalizados ou reprimidos”, acrescentou, referindo-se às festas e compostamentos incorretos que têm vindo a ser noticiados.

Em relação ao acordo para a TAP, Carlos César disse que “o Governo fez o que havia a fazer”. “Não havia muitas outras soluções que não fosse a de assumir responsabilidades crescentes como accionista público e intervir na empresa de tomar a condução da sua reabilitação e reestruturação”, disse.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Há 101 concelhos sem farmácias com testes comparticipados

Apesar de 461 farmácias já poderem fazer vender testes à covid-19 comparticipados, ainda há 101 concelhos sem qualquer apoio do Estado. Apesar de o Governo ter decidido comparticipar, há cerca de um mês, a 100% a …

Ataque ao Capitólio. Mais dois polícias cometeram suicídio, elevando o total para quatro

Depois da morte de dois agentes poucos dias depois do ataque, a Polícia Metropolitana confirmou que em Julho mais dois polícias que defenderam o Capitólio cometeram suicídio. Mais dois agentes de polícia que responderam à insurreição …

"Estamos do seu lado", garante Boris Johnson à opositora bielorrussa

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, disse esta terça-feira à líder da oposição bielorrussa no exílio, Svetlana Tikhanovskaya, que está “do seu lado” e do da Bielorrússia. Johnson manifestou “o seu forte apoio” a Tikhanovskaya “e ao …

Grupos negativos com "reservas muito em baixo". Federação apela para dádiva de sangue antes das férias

Federação Portuguesa de Dadores Benévolos de Sangue (FEPODABES) apelou esta terça-feira à dádiva de sangue antes de férias e sublinhou a necessidade de sangue dos grupos O-, A- e B -, que têm as reservas …

Multas nas praias. Falta de máscaras e ajuntamentos são as ações mais observadas pela polícia

A época balnear voltou a iniciar-se de uma forma diferente dos outro anos, com regras para os banhistas e donos de concessões. Quem não cumprir está sujeito a multas - o que tem sido uma …

EUA. Pelo menos dois feridos em tiroteio junto ao Pentágono. Edifício está encerrado

Um tiroteio esta terça-feira numa paragem de autocarros e metro junto ao Pentágono, em Arlington, Virgínia, nos Estados Unidos (EUA), causou pelo menos dois feridos. Segundo avançou o Correio da Manhã, imagens do local mostram os …

Ibiza planeia ter "detetives" estrangeiros infiltrados em festas ilegais

Medida tem como objetivo controlar as festas ilegais, promovidas com frequência nas redes sociais e que atraem locais, turistas e trabalhadores sazonais. Perante o número de casos crescente — a incidência está acima dos 1.800 casos …

Jogos Olímpicos: "Não temos naturalizados, não somos o Qatar"

Selecionador da seleção de andebol do Bahrein, que afastou Portugal dos quartos-de-final, lembra que muitos dos jogadores apurados são amadores. Portugal com dois pontos, Bahrein com dois pontos, Japão com dois pontos. Na diferença entre golos …

"Não acredito neste tempo! Não pode ser! Não pode ser!" - recorde mundial incrível em Tóquio

Adam Gemili protagonizou o momento mais dramático da manhã em Tóquio, mas o destaque vai para o incrível recorde mundial nos 400 metros barreiras. "Bem, não acredito neste tempo! Não é possível! 45.94! Não pode ser! …

PR promulga alterações à Lei da Defesa Nacional e Lei de Bases das Forças Armadas

O Presidente da República promulgou esta terça-feira os diplomas que alteram as leis da Defesa Nacional e da Orgânica de Bases da Organização das Forças Armadas, destacando que a versão final atenuou "uma ou outra …