Cantinas escolares obrigadas a estar abertas durante todo o ano

O Ministério da Educação quer que os refeitórios de todas as escolas públicas estejam ao serviço nas férias do Natal e da Páscoa.

Segundo o Jornal de Notícias, o Ministério da Educação exige que as cantinas de todas as escolas públicas funcionem durante a totalidade do próximo ano letivo 2018/2019, servindo refeições também nas férias do Natal e da Páscoa.

A medida, que entra em vigor a partir de setembro, já tinha sido aplicada este ano letivo nas escolas onde existe uma maior percentagem de crianças com carências económicas.

De acordo com a TSF, as autarquias, responsáveis pela gestão de algumas destas escolas, não se opõem, mas pedem ao Governo que haja possibilidade de não abrirem os refeitórios se não houver alunos interessados.

Em declarações à rádio, Filinto Lima, presidente da Associação Nacional de Diretores de Agrupamentos e Escolas Públicas, admite que se trata de uma medida positiva, mas que precisa de ser analisada “caso a caso”.

“Ao nível do 1.º ciclo, essa medida pode ter sucesso, com alunos que têm o almoço mas que da parte da manhã e da parte da tarde também têm atividades”, refere. “O mesmo já não se passa quando se fala de escolas secundárias e de escola E.B.2/3, que já têm alunos com alguma maturidade, que querem ficar em casa e gozar as férias, sem ir à escola – que não lhes proporciona qualquer atividade”, explica.

A proposta também é aplaudida pelo presidente da Confederação Nacional das Associações de Pais (CONFAP), que recorda que algumas autarquias já garantiam estas refeições. “Em casos de maior necessidade, faz sentido que se possa continuar a proporcionar esse serviço em tempo de pausa letiva”, declarou.

Leite sem lactose, bebidas vegetais e fruta

Mas também há outra novidade. O despacho de Ação Social Escolar agora assinado também estabelece novas regras na alimentação dos estudantes. O Governo quer que todos os estabelecimentos de ensino disponibilizem pacotes de leite sem lactose e bebidas vegetais alternativas ao leite.

Pelo menos, 5% de bebidas vegetais, desde que solicitado pelos encarregados de educação. O pedido deve ser feito por escrito, em qualquer altura do ano letivo, à direção do agrupamento escolar, explica a rádio.

Além disso, o mesmo despacho também alarga a distribuição de fruta às crianças do pré-escolar. Alguns alunos do 1.º ao 4.º ano já beneficiam desta medida. Segundo o JN, que cita dados referentes ao ano letivo 2016/2017, 41% dos alunos inscritos tiveram direito a uma peça de fruta ao lanche.

Recorde-se que, no início deste mês, o Público avançou que Portugal só aproveita um quarto das verbas disponibilizadas para o Regime de Fruta Escolar (RFE), programa financiado em 85% pela União Europeia.

Em causa estará a elevada carga burocrática associada ao processo, devido ao facto de o RFE ser gerido por dois departamentos do Ministério da Agricultura e também pelos Ministérios da Educação e da Saúde.

Portugal ocupa o antepenúltimo lugar na taxa de execução do programa, contrastando com a realidade de países como Espanha e Itália que usaram mais de 85% das verbas atribuídas pela UE.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Amostras de sangue de animais de zoológicos ajudam a prever doenças em humanos

Os cientistas querem usar padrões genéticos similares, que estão presentes no sangue de humanos e animais há milhares de anos, para melhorar o prognóstico da doença assistida por computador. Os jardins zoológicos de Saarbrücken e Neunkirchen, …

Encontrado no topo dos Alpes um lago que não devia existir

Um montanhista capturou a formação de um lago "alarmante" no alto dos Alpes franceses depois de a neve glacial ter derretido durante a intensa onda de calor que atingiu a Europa central no final de …

Fogo na Sertã reacendeu e há aldeias cercadas pelas chamas

O incêndio no concelho da Sertã reacendeu à tarde depois de sido dado como dominado durante a madrugada, continuando os fogos no distritos de Castelo Branco a mobilizar mais de mil bombeiros e 15 meios …

Há uma cidade onde o dinheiro cresce das árvores

Morador da remota cidade de Skagway, no Alaska, há cerca de um ano, John Sasfai entra na cervejaria Skagway Brewing Co. e pede uma cerveja artesanal local à base de broto de abeto (árvore conífera …

Os gatos são um problema na Austrália. Matam mais de dois mil milhões de animais selvagens por ano

Quando os gatos vagueiam livremente, pequenos animais selvagens morrem. Na Austrália, a contagem de corpos já excede os dois mil milhões de animais nativos por ano. Na Austrália, investigadores ambientais analisaram centenas de estudos sobre os …

Morreu a antiga apresentadora da RTP Isabel Wolmar

Morreu a antiga apresentadora da RTP Isabel Wolmar. A cara histórica da estação pública tinha 86 anos. A notícia foi avançada pelo amigo Júlio Isidro na sua página oficial de Facebook. No Facebook, o apresentador da …

Cidade americana usa músicas infantis para afastar os sem-abrigo

https://vimeo.com/349252020 A cidade de West Palm Beach, no estado americano da Flórida, está a usar músicas infantis em loop para evitar que os sem-abrigo durmam no parque da cidade durante a noite. Numa tentativa desesperada e bizarra …

Nicolás Maduro acusa EUA de usarem sanções para se apoderarem do petróleo da Venezuela

O Presidente Nicolás Maduro acusou sábado os EUA de usarem as sanções contra a Venezuela como uma maneira de dominar o país para se apoderarem dos recursos petrolíferos venezuelanos. "Os EUA querem dominar-nos para controlar o …

Ministros das Finanças e da Justiça britânicos demitem-se se Boris Johnson for primeiro-ministro

O ministro das Finanças britânico, Philip Hammond, disse este domingo à BBC que se demite se o candidato à liderança do Partido Conservador Boris Johnson se tornar primeiro-ministro, por se opor a um Brexit sem …

Há 50 anos, Armstrong pousou na lua. Simulação mostra como foi

A equipa do Lunar Reconnaissance Orbiter Camera (LROC) da NASA recriou o pouso na superfície da Lua em 1969, do módulo lunar Apollo 11, conhecido como "Águia", mostrando o que o astronauta Neil Armstrong viu da …