Portugal desperdiça milhões da UE para oferta de fruta nas escolas

Portugal só aproveita um quarto das verbas disponibilizadas pela União Europeia para o Regime de Fruta Escolar, programa que distribui fruta gratuita nas escolas, para promover o seu consumo entre as crianças. E a culpa é da burocracia.

O Regime de Fruta Escolar (RFE) é financiado em 85% pela União Europeia (UE), mas Portugal só consegue aproveitar um quarto das verbas disponibilizadas, avança o Público.

Este cenário deve-se à elevada carga burocrática associada ao processo, devido ao facto de o RFE ser gerido por dois departamentos do Ministério da Agricultura e também pelos Ministérios da Educação e da Saúde.

O jornal nota que os últimos dados revelados apontam que o país só aproveita 25,2% da verba disponibilizada pela UE, que se situa à volta dos três milhões de euros por ano.

Portugal ocupa o antepenúltimo lugar na taxa de execução do programa, contrastando com a realidade de países como Espanha e Itália que usaram mais de 85% das verbas atribuídas pela UE.

O Público apurou ainda que o número de autarquias que participam no RFE caiu de 154, no ano lectivo 2009/2010, para 114. A situação deve-se ao facto de o programa ser “extremamente burocrático e com enormes custos operacionais“, conforme alega a Câmara de Lisboa, uma das que não adere à iniciativa, em nota ao jornal.

As candidaturas ao programa são feitas pelas autarquias, que têm que tratar dos aspectos operacionais envolvidos, nomeadamente da recolha da fruta, que depois é distribuída pelas escolas. As crianças recebem peças de fruta, ou tomate e cenouras, duas vezes por semana.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. nao se preocupem.
    agora temos e nao usamos, quando perdermos esses subsidios, os politicos para sacudirem a agua do capote (incompetencia) vêm dizer que a culpa é de bruxelas.

  2. Tanto assessor e secretario e assessores destes todos e ninguem mexe um dedo para o que quer que seja… E a Republica das Bananas… Enfim!

  3. A ignorância e os interesses ocultos dos nossos governantes e políticos é patente, pois será nas escolas, primeiro e importante veículo informacional, que os futuros cidadãos portugueses se vão dar conta que só serão saudáveis se comerem mais frutas e vegetais. Entre outros, os “lobbies” agro-pecuário e farmacêutico, têm os políticos e médicos reféns de interesses económicos óbvios e é exclusivamente pela alimentação equivocada da população que os hospitais estão a abarrotar de doentes que não foram devidamente informados por quem de direito a favor de estilos de vida saudáveis.

RESPONDER

Abandonar Aeroporto do Montijo e apostar em Alcochete custará ao Estado tanto como "15 hospitais"

O Aeroporto do Montijo está, de novo, em águas de bacalhau, mas se o Governo tiver mesmo de abandonar o projecto, o Estado terá de desembolsar uma indemnização de 10 mil milhões de euros. Além …

Equipas móveis vão percorrer o país para testarem alunos, professores e funcionários de escolas públicas

Equipas móveis - compostas por enfermeiros, técnicos e administrativos - vão percorrer o país para testarem todas as escolas públicas do continente. Numa primeira fase, o universo de testados rondará as 500 mil pessoas. O Público …

Disse para mim mesma: "Auriol, o primeiro é o teu lugar" - e foi

A portuguesa Auriol Dongmo conquistou, esta sexta-feira, a medalha de ouro do lançamento do peso nos Campeonatos da Europa de atletismo de pista coberta, que se estão a disputar em Torun, Polónia. Auriol Dongmo conquistou a …

Eduardo Quaresma não tem o que é preciso para singrar, diz olheiro de topo

Um olheiro internacional de topo considera que Eduardo Quaresma não tem aquilo que é preciso para singrar ao mais alto nível. Em declarações ao ZAP, o scout argumenta que lhe faltam qualidades físicas. Eduardo Quaresma é …

Governo aprova proposta de lei para retirar veto de autarquias a aeroportos

Após o chumbo do Montijo, o Conselho de Ministros aprovou, esta sexta-feira, uma proposta de lei que prevê a dispensa do parecer favorável das autarquias na construção de aeroportos. De acordo com o Observador, esta proposta …

João Loureiro regressou a Portugal. Diz ter sido "ingénuo ou utilizado" no caso do avião com cocaína

João Loureiro, antigo presidente do Boavista, aterrou esta sexta-feira em Portugal. Em declarações aos jornalistas, remeteu explicações para mais tarde. João Loureiro regressou a Portugal esta sexta-feira. O ex-presidente do Boavista afirmou ter sido “ingénuo” ou …

Pavlopetri é uma impressionante cidade subaquática na Grécia (e é das mais antigas do mundo)

A cidade foi descoberta nos anos 60 e acredita-se que tenha mais de 5 mil anos de história. Com o seu planeamento urbano praticamente intacto, o local ainda exibe ruas, pátios, edifícios e até mesmo …

Dos partidos aos patrões, há expectativas quanto ao plano de desconfinamento

O primeiro esboço do plano de desconfinamento será apresentado na reunião do Infarmed, marcada para a próxima segunda-feira. A apresentação do roteiro para a reabertura do país acontece no dia 11 de março. Esta semana, o …

"Estamos em pé de guerra." OMS defende dispensa de patente para países poderem fazer cópias baratas de vacinas

Os laboratórios devem dispensar as patentes se tal for necessário para garantir que todas as pessoas são imunizadas contra o novo coronavírus, defendeu o diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS). Num artigo publicado esta sexta-feira …

Apalpar fruta passou à história. Cientistas criam novo método para saber quando está madura

Uma equipa de investigadores desenvolveu um método para saber se uma fruta está madura sem a apalpar. Para já, os testes foram realizados em mangas, mas os cientistas esperam alargá-lo a outras frutas. Apalpar fruta para …