Eduardo Cabrita foi “um verdadeiro incendiário”

Carlos Barroso / Lusa

Luís Marques Mendes

O comentador político criticou o primeiro-ministro por “sacudir a água do capote”, apontou o dedo a Eduardo Cabrita, por ser “um verdadeiro incendiário” e acusou o Governo de arrogância e autoritarismo.

Para Luís Marques Mendes, o ministro da Administração Interna foi “um verdadeiro incendiário” na forma como geriu as polémicas dos incêndios nas últimas semanas.

No Jornal da Noite da SIC, no seu espaço habitual de comentário este domingo, Marques Mendes criticou a reação de Eduardo Cabrita às declarações do presidente da Câmara de Mação e às notícias sobre as golas inflamáveis distribuídas à população.

Ele foi um susto, um verdadeiro incendiário do princípio ao fim da semana. É uma semana horribilis para Eduardo Cabrita. Começou por atirar forte e feio ao Presidente da Câmara Mação – coitado do desgraçado daquele presidente da Câmara, que não esteve até a fazer críticas a ninguém, apenas a desabafar em público, porque constatou a falta de meios”, atirou o comentador político.

Em relação aos kits de autoproteção distribuídos pela Proteção Civil, Luís Marques Mendes afirmou que o ministro voltou a falhar, numa situação em que devia apenas ter feito “o óbvio”: reconhecer que podia haver um problema e mandar abrir um inquérito de imediato.

Em vez disso, “o que fez foi acusar a comunicação social de ser alarmista” porque “os kits eram magníficos”. Depois “deu o dito pelo não dito em 24 horas” e “afinal é preciso fazer um inquérito”, disse Marques Mendes, citado pelo Observador.

Se Eduardo Cabrita mostrou desorientação e arrogância, Marques Mendes considera, porém, que não foi o único. As críticas são estendidas ao primeiro-ministro António Costa e ao Governo, que também não conseguiram “mudanças concretas que se vejam” depois das tragédias de há dois anos.

“Acho que estão nervosos e desorientados”, explicou Marques Mendes, dizendo de forma irónica que o Executivo tem demonstrado coerência na forma como gere politicamente a questão dos incêndios no país.

“O Governo, em matéria de gestão política dos incêndios, tem sido um desastre. Mas manda a verdade que se diga que, no plano do desastre, é coerente. Porque foi um desastre em 2017, com descoordenação e muita incompetência. Foi desastre também no ano passado, no incêndio de Monchique – o Governo dizia que estava tudo bem quando foi um incêndio devastador, uma insensibilidade enorme. E esta semana foi o desastre total. A atuação do Governo em geral e do ministro da Administração Interna em particular foi uma coisa completamente desastrosa”, rematou o comentador.

António Costa, que “nunca tem culpa”, também mereceu críticas direcionadas por Marques Mendes, por tentar “sacudir a água do capote”, apontando o dedo aos autarcas. “Ultimamente é um padrão do Governo reagir com arrogância e autoritarismo.”

Nestas questões, Luís Marques Mendes vai ainda mais longe: “à medida que o PS sobe nas sondagens e se aproxima da maioria absoluta, torna-se mais arrogante, mais insensível e mais autoritário”.

Por último, em relação às golas inflamáveis, Marques Mendes criticou o presidente da Proteção Civil e afirmou que a distribuição destas golas “é uma trapalhada grave”.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Pois foi !!!!!………………..mas Políticos “pirómanos”, não é o que falta, nesta baixa classe de Políticos profissionais de uma ponta a outra do hemiciclo !…quanto ao Sr. L.M.M só é mais um !

RESPONDER

Pela primeira vez, uma astronauta corrige página da Wikipédia a partir do Espaço

Pela primeira vez na história da Humanidade, a astronauta norte-americana Christina H. Koch fez a edição de uma página da Wikipedia na Internet a partir da Estação Espacial Internacional (EEI), enquanto orbitava o planeta Terra. A …

Rover Mars 2020 vai procurar fósseis microscópicos

Cientistas do rover Mars 2020 da NASA descobriram o que poderá ser um dos melhores locais para procurar sinais de vida antiga na Cratera Jezero, onde o veículo vai pousar no dia 18 de fevereiro …

MP quer passar a ouvir todas as crianças expostas a violência doméstica

A procuradora-geral da República quer que os magistrados do Ministério Público peçam sempre ao juiz de instrução criminal que as crianças expostas a violência doméstica sejam ouvidas em tribunal para memória futura. A procuradora-geral da República, …

Greta Thunberg no Parlamento entre final do mês e início de dezembro

A ativista sueca aceitou participar numa sessão na Assembleia da República, em Lisboa, promovida pela comissão parlamentar de Ambiente, Energia e Ordenamento do Território, que se realizará entre o final deste mês e início de …

Phineas Fisher. O "hacker fantoche" que está a pagar para piratearem bancos e petrolíferas

Phineas Fisher é um hackers mais infames do mundo e procura agora renovar esse estatuto ao oferecer 100 mil dólares a quem piratear instituições capitalistas, como bancos e empresas petrolíferas. O hacker ficou conhecido após ter …

Conselho Superior da Magistratura arquiva processo disciplinar a Carlos Alexandre

O Conselho Superior da Magistratura decidiu arquivar o processo disciplinar relativo ao juiz do Tribunal de Instrução Criminal por declarações sobre o sorteio da fase de instrução do processo Operação Marquês. "O plenário de hoje do …

Jardins e complexo de estufas descobertos num dos bunker de Hitler

Um grupo de especialistas descobriu jardins e um complexo de estufas, que serviu para cultivar legumes e frutas, num dos maiores quartéis generais de Adolf Hitler durante a II Guerra Mundial, o bunker conhecido como …

Ataque a Alcochete. Advogados pedem impugnação do auto de notícia da GNR

Uma discrepância nas datas de elaboração e de assinatura do auto de notícia que relata a invasão à academia do Sporting motivou, esta terça-feira, a apresentação de um requerimento de impugnação subscrito por vários advogados. No …

Japão diz que é seguro libertar água radioativa de Fukushima no Pacífico

O Ministério da Economia, Comércio e Indústria do Japão afirmou esta segunda-feira que é seguro libertar água contaminada de Fukushima no Oceano Pacífico, de acordo com o jornal local Japan Today. A central nuclear, recorde-se, sofreu …

Dez autarcas e quatro clubes entre os 68 acusados na operação Ajuste Secreto

O Ministério Público da Feira deduziu acusação contra 68 arguidos, incluindo dez autarcas e ex-autarcas, quatro clubes desportivos e os seus respetivos presidentes, no âmbito da operação "Ajuste Secreto". Numa nota publicada no seu site oficial, …