Bruxelas disponibiliza 80 milhões para apoiar laboratório alemão que testa vacina

european_parliament / Flickr

Ursula Von der Leyen, presidente da Comissão Europeia

A Comissão Europeia anunciou esta segunda-feira que vai disponibilizar até 80 milhões de euros ao laboratório alemão que está a trabalhar numa potencial vacina para o novo coronavírus, após uma alegada oferta da administração norte-americana, desmentida pela biofarmacêutica.

“A Comissão disponibilizou hoje um apoio financeiro de até 80 milhões de euros à CureVac, uma empresa inovadora de Tübingen, na Alemanha, para amplificar o desenvolvimento e produção de uma vacina contra o novo coronavírus na Europa”, informa o executivo comunitário em comunicado.

A instituição liderada por Ursula von der Leyen explica que este apoio é dado sob a forma de uma garantia da União Europeia (UE) a um empréstimo do Banco Europeu de Investimento (BEI) neste valor, no âmbito do mecanismo de financiamento de doenças infeciosas InnovFin e do programa comunitário para a investigação Horizonte 2020.

“Nesta crise de saúde pública, é de extrema importância apoiarmos os nossos principais investigadores e empresas de tecnologia. Estamos determinados a fornecer à CureVac o financiamento necessário para aumentar rapidamente o desenvolvimento e a produção de uma vacina contra o novo coronavírus”, sublinha Ursula von der Leyen, citada pela nota de imprensa.

A responsável adianta: “Estou orgulhosa por termos empresas líderes como a CureVac na UE. A casa deles é aqui, mas as suas vacinas beneficiarão todos, na Europa e fora”.

A informação foi divulgada depois de, também esta segunda-feira, a CureVac ter negado haver recebido uma oferta do Governo dos Estados Unidos para reservar a sua descoberta para os norte-americanos.

No domingo, o jornal alemão Welt am Sonntag citava fontes não identificadas do Governo alemão que asseguravam que o dono da CureVac, uma empresa farmacêutica, tinha participado numa reunião com o Presidente Donald Trump, no início do mês, tendo recebido uma generosa oferta para garantir o seu trabalho em exclusivo para os Estados Unidos.

O jornal dizia ainda que a chanceler alemã, Angela Merkel, estaria a disputar com a empresa a necessidade de a vacina, quando estiver pronta, ser igualmente utilizada na Europa, que é neste momento o principal foco da pandemia.

“Para que fique claro sobre o coronavírus: a CureVac não recebeu uma oferta do Governo dos Estados Unidos ou de entidades com ele relacionadas, antes, durante ou desde a reunião com a task-force da Casa Branca, no dia 2 de março”, escreveu na segunda-feira o diretor do laboratório alemão, na conta da empresa na rede social Twitter.

O diretor de operações da CureVac, Hans Werner Haas, disse ao jornal Tagesspiegel que a sua empresa tinha realmente participado numa reunião com o Presidente Donald Trump, mas desmentiu a versão de uma qualquer oferta para a compra dos direitos do novo produto.

O embaixador dos Estados Unidos na Alemanha, Richard Grenell, também usou a rede social Twitter para desmentir a versão do jornal Welt am Sonntag.

Antes destas mensagens no Twitter, Helge Braun, chefe da casa civil da chanceler Angela Merkel, disse ao jornal diário Bild que as autoridades alemãs tiveram um “contacto muito intenso com a CureVac, nas duas últimas semanas”, quando havia intenções de negociação com os Estados Unidos. Helge Braun disse que a empresa obterá todo o apoio para desenvolver uma vacina o mais depressa possível.

Por seu lado, o ministro do Interior alemão, Horst Seehofer, afirmou que tinha ouvido “repetidamente da boca de membros do Governo” que era verdadeira a versão do interesse do Governo norte-americano. Já o ministro da Economia alemão, Peter Altmaier, vincou que “a Alemanha não está à venda”.

O coronavírus responsável pela pandemia da Covid-19 infetou cerca de 170 mil pessoas, das quais 6.850 morreram. Em Portugal há 331 pessoas infetadas e uma morte devido ao novo coronavirus que causou a epidemia. Das pessoas infetadas em todo o mundo, mais de 75 mil recuperaram da doença.

Lusa // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Há sempre dinheiro aos montes para resgatar banqueiros e seus falidos bancos e para a altamente lucrativas industria das drogas farmacêuticas!!..
    Nunca há dinheiro para subir os salários miseráveis nem para combater a pobreza que grassa pela UE!…

RESPONDER

Marcelo Rebelo de Sousa inicia visita oficial à Guiné-Bissau, 32 anos depois de Mário Soares

Marcelo Rebelo de Sousa inicia esta segunda-feira à tarde a sua primeira visita oficial à Guiné-Bissau enquanto Presidente da República, com um programa intenso, que inclui encontros institucionais, com a comunidade portuguesa e uma homenagem …

Rui Pinto gera discórdia no inquérito ao Novo Banco. PSD levanta dúvidas sobre presença do hacker

No centro da discórdia está Rui Pinto, já que os partidos não conseguem chegar a um consenso sobre a convocatória do hacker para a comissão de inquérito ao Novo Banco. A sua presença será discutida …

Pesca da sardinha reabre hoje após quase sete meses

A pesca da sardinha reabre hoje, após quase sete meses de interdição, com um limite de 10.000 toneladas que deverá ser revisto em junho. No entanto, num diploma publicado em Diário da República no dia 6 …

Cortes do Estado em contratos levaram ao encerramento de 20 colégios

Desde que o Estado começou a cortar nos contratos com os estabelecimentos de ensino particular e cooperativo já 20 colégios fecharam portas. Em 2016, o Estado começou a implementar cortes graduais nos contratos de associação com …

Portugal vai ser o país europeu com menor percentagem de população ativa

De acordo com as novas projeções, em 2050, Portugal terá 1,6 pessoas em idade ativa por cada idoso, sendo que atualmente conta com 2,9. As projeções do Eurostat, divulgadas pelo Jornal de Notícias, indicam que em …

"Sentimento anti-Modi." Pandemia deixa primeiro-ministro indiano debaixo de fogo

A segunda vaga de covid-19 na Índia tem alfinetado Narendra Modi. Restam saber quais serão as consequências políticas para o primeiro-ministro indiano. Narendra Modi chegou ao poder em 2014, cheio de promessas de crescimento e prosperidade …

"Um dia feliz". Britânicos voltam em força (e até o calor se antecipou)

Turistas de quase toda a Europa podem, a partir desta segunda-feira, entrar em Portugal, no regresso do turismo internacional. É "um dia feliz" para o turismo nacional, sobretudo devido ao regresso dos britânicos que trazem …

FC Porto avança por Beto e já há valores em cima da mesa

O negócio entre o FC Porto e o Portimonense pelo avançado Beto já estará numa fase bastante avançada. Apesar de os três grandes terem demonstrado grande interesse em Beto, segundo avança o jornal O Jogo, são …

Odemira não é um caso único. Em Santarém, há situações "em tudo semelhantes"

O SEF tem investigado em Santarém situações "em tudo semelhantes às investigadas em Odemira e no Alentejo" por auxílio à imigração ilegal e tráfico de pessoas. Odemira tem estado recentemente no centro de toda a atenção …

No último ato da Liga, há uma luta por uma vaga europeia e uma fuga à despromoção

Vitória de Guimarães, Santa Clara e Famalicão lutam pela derradeira vaga de acesso às competições europeias de futebol da próxima época, numa 34.ª e última jornada marcada também pela ‘fuga’ à despromoção da I Liga …