Boris Johnson prefere “morrer numa valeta” a ter que pedir novo adiamento do Brexit

Neil Hall / EPA

O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, disse esta quinta-feira que prefere “morrer numa valeta” a ter que pedir a Bruxelas um novo adiamento do Brexit, agendado para o próximo 31 de outubro.

O líder conservador, que falava na tarda desta quinta-feira numa cerimónia com as forças armadas do Reino Unido, reiterou que pretende levar o cabo a saída do Reino Unido da União Europeia (UE) até ao fim de outubro.

“Vou fazer tudo o que me for possível para nos tirar da União Europeia a 31 de outubro”, disse, citado pela revista Sábado, acrescentando que “se o povo pensa que [o Reino Unido] deve permanecer na UE depois dessa data, então, cabe ao povo decidir”.

Depois de considerar que o Brexit “não serve para absolutamente nada“, o chefe de Estado britânico disse que continuar na UE é “não é dar bom uso ao dinheiro público”.

Boris, que sucedeu a Theresa May, sempre defendeu a saída do Reino Unido na data estipulada. A melhor forma de unir o país, frisou, é “concluir o trabalho”, isto é, terminar a saída, seja esta com ou sem acordo com Bruxelas.

Prefiro morrer numa valeta do que ir a Bruxelas pedir um novo adiamento”, frisou.

O discurso do o primeiro-ministro surge depois de ter sofrido duas derrotas na Câmara dos Comuns: primeiro, Boris perdeu a maioria parlamentar, depois de um deputado conservador mudar de bancada; já nesta quarta-feira, a Câmara dos Comuns conseguiu aprovar um projeto de lei para travar uma saída sem acordo.

Já esta sexta-feira, o deputado do Partido Conservador britânico Jo Johnson, irmão de Boris Johnson e secretário de Estado das Universidades e da Ciência, que se opõe à chamada “saída dura”, apresentou a demissão dos cargos de deputado e de membro do Governo.

Johnson passou pelos Governos de David Cameron (como secretário de Estado no gabinete do primeiro-ministro) e de May, de que se viria a demitir em janeiro de 2018.

ZAP //

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Toda a gente sabe quem é Boris: um mentiroso compulsivo com décadas de currículo e além disso, um milionário contratado por outros milionários para fazer do Reino Unido um paraíso fiscal para os grandes negócios deles. Algo que nunca poderá acontecer se o RU permanecer na UE ou tiver acordos com ela.

  2. Da UE acredito que sairão.
    A salvação deles é serem um paraíso fiscal. Eles têm várias ilhas com esse sistema. Os ingleses são burros com estas negociações vergonhosas e demoradas que descredibilizam o RU.
    De resto também são suficientemente inteligentes para saberem como se devem defender.
    Os trabalhistas não devem ser favoráveis a esta ideia.

  3. Se quer morrer na valeta isso é com ele. Jé teve uma série de derrotas . Não precisa de chegar a esse ponto. Vai-se embora e fica com o assunto resolvido.

RESPONDER

Partido Trabalhista britânico sofre dois ciberataques (e suspeita-se que tenham "dedo" russo)

O Partido Trabalhista britânico sofreu dois ataques informáticos em apenas dois dias. Contudo, o partido de Jeremy Corbyn admite que os ataques falharam e que as suas plataformas estão operacionais. Num espaço de apenas dois dias, …

Sterling tentou fazer "mata-leão" a Joe Gomez e foi afastado da convocatória

O estágio da seleção inglesa para os jogos da Qualificação para o Campeonato da Europa, frente ao Montenegro e ao Kosovo, não poderia ter começado da pior forma. Raheem Sterling foi afastado da equipa após …

Alunos com gaguez não terão de fazer exames orais

Os alunos com gaguez podem ser dispensados da realização das provas orais. Há dois anos, estes exames passaram a integrar a avaliação externa em línguas estrangeiras nos exames do ensino secundária e nas provas de …

PSD. Só 15,8% dos militantes poderiam votar se eleições diretas fossem hoje

A dois meses das eleições diretas no PSD, há hoje perto de 17.000 militantes com quotas em dia, que podem ser pagas até 22 de dezembro, de acordo com informação disponibilizada online pelo partido. Se as …

Hong Kong: Reforço policial, Parlamento suspenso e escolas fechadas

O Parlamento de Hong Kong foi suspenso, esta quarta-feira, e a segurança foi reforçada na cidade e nos campus universitários, com as escolas a fecharem num momento em que prosseguem os confrontos entre manifestantes e …

Debate quinzenal: Políticas de rendimento, Rio ao ataque com o lítio e a primeira vitória dos pequenos

Os debates quinzenais com o primeiro-ministro regressam esta quarta-feira. António Costa vai abrir o debate com uma intervenção sobre "políticas de rendimento", mas as atenções estão centradas na primeira vitória dos pequenos partidos. As políticas de …

Governo vai propor 635 euros para salário mínimo em 2020. Proposta não agrada patrões

Ana Mendes Godinho, ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, vai apresentar esta quarta-feira na Concertação Social a proposta de aumento para o salário mínimo nacional para 2020, com uma atualização de 35 euros. Esta quarta-feira, …

Novo alvo do Sporting consumia e traficava droga (e tentaram matá-lo seis vezes)

Michael, jogador de 23 anos do Goiás, é alvo do Sporting já neste mercado de transferências de inverno. O brasileiro teve uma adolescência marcada pelo consumo e tráfico de drogas. Aos 23 anos de idade, Michael …

O misterioso monstro Tully acabou de ficar ainda mais misterioso

Uma nova investigação desmente um anterior estudo que argumentava que Tully era um vertebrado. A verdadeira natureza desde "monstro" continua um mistério para a comunidade científica. De vez em quando, os cientistas descobrem fósseis que são …

Vítor Pereira condenado a oito meses de prisão com pena suspensa

O treinador português foi condenado, esta terça-feira, a oito meses de prisão com pena suspensa, na Grécia, por incitamento à violência. Vítor Pereira foi condenado pela justiça grega a oito meses de prisão, com pena suspensa, …