Bombeiros prioritários na vacinação. Apenas 61% dos portugueses quer tomar a vacina assim que possível

Paulo Cunha / Lusa

Os bombeiros também vão ser vacinados contra a covid-19 durante a primeira fase de vacinação, de acordo com o presidente Liga dos Bombeiros Portugueses (LBP), que questionou a secretária de Estado da Administração Interna sobre o tema.

No final da reunião, em que a inclusão dos bombeiros nos grupos prioritários no programa de vacinação contra a covid-19 foi um dos temas em cima da mesa, Jaime Marta Soares disse à agência Lusa que a questão ficou esclarecida.

“Penso que no primeiro período possam ser vacinados cerca de 12.500 bombeiros. Essa é uma perspetiva que está devidamente esclarecida, mas que passará também pela quantidade de vacinas que o país possa importar”, referiu.

Depois de apresentada a primeira versão do Plano de Vacinação covid-19, em que são definidos os grupos prioritários para as primeiras fases, a LBP lamentou que os bombeiros “não sejam citados expressamente” no grupo dos profissionais de serviços críticos.

Na altura, a Liga afirmou que o plano parecia “esquecer quem tem estado ao longo do país na primeira linha da resposta à pandemia com esforço e riscos acrescidos associados”.

A dúvida ficou agora esclarecida e a expetativa que o Governo transmitiu, segundo Jaime Marta Soares, é a de que entre janeiro e março (o período em que deverá decorrer a primeira fase) sejam vacinados 12.500, dos mais de 30 mil bombeiros existentes em Portugal.

Durante a reunião com a secretária de Estado Patrícia Gaspar, o presidente da LBP questionou também o Governo sobre o fornecimento de equipamentos de proteção individual (EPI) e o motivo para terem de deixado de ser enviados às corporações, e também daí saiu uma promessa.

“Fomos informados de alguns [EPI] vão ser distribuídos, mas continuam a estar muto aquém das necessidades e dos gastos que efetivamente temos nessa matéria”, sublinhou.

61% dos portugueses quer tomar a vacina já

Segundo uma sondagem feita pelo Centro de Estudos e Sondagens de Opinião da Universidade Católica, citada pelo jornal Público, à pergunta “Quando chegar a sua vez de ser vacinado, como vai reagir?”, 8% dos portugueses respondeu taxativamente que não vão querer ser vacinados e 24% declarou que vão adiar algum tempo a sua vez.

O Público revela que apenas 61% se declararam disponíveis para receber a vacina assim que forem chamados.

Esta falta de recetividade dos portugueses surge numa altura em que as vacinas estão prestes a começar a ser administradas pelo Serviço Nacional de Saúde (SNS).

Segundo o mesmo jornal, a explicação para estas reticências face à vacinação poderá encontrar-se na perigosidade percebida do vírus.

A comparação com os resultados do inquérito de abril mostra, que a percentagem dos que consideram o vírus “muito perigoso” para os outros desceu de 87% para 73% e, para si próprio, desceu de 67% para 53%.

Em abril, apenas 8% dos portugueses considerava o vírus pouco perigoso para si próprios. Agora, essa proporção subiu para os 15%. Quanto à avaliação da perigosidade para a população em geral, em abril, apenas 1% chassificou-o como “pouco perigoso” e, agora, são já 4%.

Portugal contabiliza pelo menos 5.733 mortos associados à covid-19 em 353.576 casos confirmados de infeção, segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Maria Campos Maria Campos, ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

“É como ser queimado com ácido quente“. Planta venenosa australiana causa dores que podem durar anos

Os "cabelos" da planta gympie-gympie causam uma picada tão tóxica que a dor pode durar anos. Esta pode ser encontrada nas florestas australianas. A gympie-gympie, ou dendrocnide moroides, é um tipo de arbusto que recebe o …

Sporting 1-1 Famalicão | Leão volta a tremer e vê Porto a 6

Segundo empate consecutivo do Sporting na Liga NOS, e pelo mesmo resultado, 1-1. Na recepção ao Famalicão, o líder do campeonato começou bem, marcou, mas sofreu um golo de imediato e nunca mais se encontrou …

Arqueólogos descobrem túnel medieval na Polónia. Tinha restos mortais de 18 carmelitas

Uma equipa de arqueólogos descobriu um cemitério medieval onde estava sediado um mosteiro do século XIV. No local foi ainda encontrado um túnel com dezoito esqueletos de padres carmelitas. A descoberta ocorreu em Jaslo - uma …

Militantes apoiados pelo Al-Qaeda defendem uso de mel contra a covid-19

O Al-Shabaab, um grupo rebelde islâmico apoiado pela Al-Qaeda, apela ao boicote à vacina da AstraZeneca contra a covid-19. A alternativa é "cominho preto e mel". A vacina da AstraZeneca não está apenas a levantar preocupações …

Em menos de um ano, a polícia foi chamada a intervir pelo menos nove vezes na mansão dos Sussex

A vida nos Estados Unidos não tem sido fácil para os duques de Sussex. No último ano, a polícia da Califórnia foi chamada pelo menos nove menos à mansão onde o casal habita desde que …

Rivalidade entre China e Índia é obstáculo à maior aproximação entre os BRICS, diz especialista

Apesar de os BRICS representarem "o tipo de relações entre países que queremos no século XXI", a rivalidade entre a Índia e a China ainda é um obstáculo a uma maior integração, dizem os especialistas. Na …

Variante sul-africana pode resistir à Pfizer. China pondera misturar vacinas

A variante do coronavírus descoberta na África do Sul pode "romper" a vacina contra a covid-19 da Pfizer/BioNTech até certo ponto, concluiu um estudo em Israel, embora a sua prevalência no país seja baixa e …

Rússia garante que não haverá guerra com Ucrânia. EUA desconfiam e prometem consequências

O porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, descartou este domingo a possibilidade de uma guerra com a Ucrânia, depois de Kiev ter manifestado preocupação com o reforço de tropas russas nas suas fronteiras. “Ninguém está a embarcar …

Inspetores do SEF rejeitam extinção sem aval do Parlamento (e dizem estar em causa o Espaço Schengen)

O sindicato dos inspetores do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) rejeitou este domingo a extinção daquele organismo sem a aprovação formal da Assembleia da República e considerou que está em causa a permanência de …

Testes rápidos registaram maior número de sempre. APED defende venda nos super e hipermercados

O recurso a testes rápidos de antigénio à covid-19 está a aumentar em Portugal, tendo atingido o maior número a 7 de abril, com mais de 34 mil realizados nesse dia, segundo dados do Instituto …