Bombeiros em guerra com o Governo: aprovam por unanimidade boicote à Proteção Civil

Carlos Barroso /lusa

O presidente da Liga de Bombeiros, Jaime Marta Soares

Os bombeiros voluntários aprovaram este sábado, “por unanimidade e aclamação”, o boicote a toda a informação à Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC). Eduardo Cabrita reagiu esta manhã ao protesto dos bombeiros.

O Conselho Nacional da Liga dos Bombeiros Voluntários (LBP) aprovou “por unanimidade e aclamação de pé” suspender toda a informação operacional aos Comandos Distritais de Operações de Socorro (CDOS) a partir das 24h00 deste domingo.

“O Conselho Nacional da Liga dos Bombeiros Portugueses, reunido hoje em Santarém, deliberou por unanimidade e aclamação de pé, suspender toda a informação operacional aos respectivos CDOS, a partir das 24 horas do dia 8 de Dezembro de 2018”, é referido numa nota assinada pelo presidente da LBP, Jaime Marta Soares.

O Conselho Nacional “solicitou de imediato” a todas as associações e corporações de bombeiros voluntários que, a partir desta data, cumpram “a decisão tomada legitimamente” por este órgão, lê-se ainda no comunicado.

Ao início da tarde deste sábado, em declarações aos jornalistas, em Santarém, o presidente da LBP já tinha anunciado que a Liga iria “abandonar de imediato” a estrutura da Autoridade Nacional de Protecção Civil (ANPC), um “corte radical” de protesto contra os diplomas sobre as estruturas de comando aprovados pelo Governo.

Segundo Marta Soares, de imediato, os bombeiros deixam de participar na estrutura da ANPC, “não ouvindo nada do que dizem os CODIS (comandantes distritais operacionais)”, bem como em todos os eventos em que estejam representantes desta entidade ou membros do Governo, podendo mesmo “não participar no dispositivo dos incêndios florestais”.

Em causa estão as propostas aprovadas pelo Governo em 25 de outubro na área da protecção civil, com a maior contestação centrada nas alterações à lei orgânica da Autoridade Nacional de Emergências e Protecção Civil, futuro nome da actual ANPC, reivindicando a LBP uma direcção nacional de bombeiros “autónoma independente e com orçamento próprio”, um comando autónomo de bombeiros e o cartão social do bombeiro.

Marta Soares assegurou que esta atitude dos bombeiros não porá em causa a segurança e o socorro aos portugueses, garantindo que estes continuarão a funcionar “exatamente na mesma”.

“Nós sabemos organizar-nos em termos de comandos, nós tínhamos as nossas zonas operacionais, que nos retiraram e que estamos fartos de propor para serem repostas, que são ferramentas fundamentais para o enquadramento de uma estrutura de comando”, afirmou.

Eduardo Cabrita reagiu na manhã deste domingo ao protesto dos Bombeiros Voluntários, afirmando que este é “totalmente destituído de fundamento” e “absolutamente irresponsável”, “pondo em causa a segurança dos portugueses“.

Aos jornalistas, Cabrita começou por dizer que o ano de 2018 é marcado por “uma alteração estrutural nos mecanismos de coordenação de proteção civil e exemplar relação entre todas as entidades com a coordenação da ANPC”, que se traduzir numa capacidade de resposta e num menor número de incêndios e área ardida.

Tudo isto só se tornou possível com “o reforço da capacidade técnica” das ocorrências dos Bombeiros Voluntários que são “uma componente essencial da Proteção Civil“.

Em relação ao motivo que os bombeiros apontam para este protesto, o ministro da Administração Interna lembrou que “os diplomas em causa não estão aprovados, não foram enviados ao Presidente da República, e não estão em vigor“, motivo pelo qual, este protesto “é totalmente destituído de fundamento”.

Além disso, reforçou, “estes diplomas contemplam aquilo que é uma participação jamais existente entre estruturas” e que é resultado de um diálogo entre todas as partes.

Como forma de solucionar este problema, Eduardo Cabrita apelou para que todas “as comunicações de ocorrência sejam feitas pelo 112 de modo a permitir a articulação plena” entre todos os meios de Proteção Civil.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. O maior “incendiário” do país volta a atacar com a chantagem e a falta de vergonha do costume, para tentar justificar o seu tacho (e o dos amigos)!!
    Querem dinheiro do Estado e ainda querem mandar no Estado!…
    O pior é que este político de meia-tigela não representa os bombeiros portugueses; usa-os!!
    Além disso, este parasita fez um bonito serviço nos 40 anos como presidente da Câmara de Poiares, que deixou completamente endividada!…

Responder a Eu! Cancelar resposta

Estudantes de Medicina dizem adeus ao "terrível" Harrison

Mais de 2.700 recém-licenciados de Medicina realizaram, esta segunda-feira, a Prova Nacional de Acesso (PNA), que substitui o "terrível" Harrison. Esta segunda-feira, mais de 2.700 candidatos responderam pela primeira vez a 150 questões da Prova Nacional …

Vítimas de legionella de Vila Franca de Xira reclamam 2,6 milhões ao Estado

A Associação de Apoio às Vítimas do Surto de Legionella de Vila Franca de Xira reclama uma indemnização de 2,6 milhões de euros por falhas e omissões de entidades públicas em relação às vítimas que ficaram …

Pelo menos três mortos em tiroteio em supermercado no Oklahoma

Pelo menos três pessoas morreram, esta segunda-feira, num tiroteio num supermercado da cadeia Walmart em Duncan, cidade do Estado norte-americano Oklahoma. O responsável da polícia de Duncan, Danny Ford, citado pela televisão local TNN-ABC, indicou que …

Benfica tem 125 jogadores com contrato profissional. Sporting tem 123 e o FC Porto só 80

O Benfica tem assinado contratos profissionais com cada vez mais jogadores, ao longo dos últimos anos. Actualmente, o clube da Luz tem contrato com 125 atletas. O Sporting está lá perto, com vínculos profissionais com …

Rússia está a negociar a troca de espiões ao estilo do que acontecia na Guerra Fria

A Rússia, a Noruega e a Lituânia realizaram recentemente uma troca de espiões, garantindo o retorno de vários agentes capturados aos seus países de origem. De acordo com chefe da contrainteligência lituana, citado pelo Moscow Times, …

"Totalmente depauperado". Bruno de Carvalho pede dispensa das sessões de julgamento

O ex-presidente do Sporting, que disse ser comentador desportivo, pediu dispensa das sessões, alegando não ter meio de transporte e estar completamente "depauperado". Arrancou, esta segunda-feira, no Tribunal de Monsanto, em Lisboa, o julgamento de 44 …

Nike deixa de vender produtos através da Amazon

A marca desportiva Nike vai deixar de vender as suas peças de roupa e calçado diretamente através da Amazon, acabando com um contrato firmado em 2017, no qual concordava em vender uma variedade limitada de produtos …

Marco António Costa apoia Pinto Luz. Cavaco também era “improvável e desconhecido”

O antigo vice-presidente do PSD declarou, esta segunda-feira, o seu apoio ao candidato Miguel Pinto Luz, afirmando que, em 1985, Cavaco Silva também foi um vencedor "improvável e desconhecido". "Em maio de 1985, o Governo de …

Veneza com "centenas de milhões" de euros de prejuízo por causa das cheias

A cidade de Veneza, com inundações nos últimos dias, voltou este domingo a registar uma maré alta, mas de menor magnitude, tendo as chuvas intensas que afetam Itália levado a alertas para as cidades de …

Vila Galé abandona projeto que ameaçava reserva indígena no Brasil

O Vila Galé anunciou que vai abandonar o projeto para a instalação de um resort na região da Bahia, que tem estado debaixo de críticas por estar previsto para um local de potencial reserva indígena. Em …