Berardo põe Banco de Portugal em tribunal para obter documentos

Homem de Gouveia / Lusa

José Berardo foi para os tribunais para ter acesso a documentos do Banco de Portugal. A Fundação com o seu nome já tinha pedido ao supervisor dados de 2007, quando foi autorizado o seu reforço acionista no BCP.

Agora, avança para o Tribunal Administrativo do Círculo de Lisboa. “Intimação para prestação de informações e passagem de certidões” – é este o tema da ação judicial interposta na passada terça-feira contra o Banco de Portugal por parte da instituição particular de solidariedade social Fundação José Berardo.

Não há informação adicional sobre o que está em causa no processo no tribunal administrativo. O Banco de Portugal ainda não foi notificado. De acordo com o Expresso, fonte autorizada do empresário não quis comentar.

A ação judicial segue-se a um pedido feito anteriormente por Berardo para ter acesso a documentos com 12 anos. O empresário madeirense solicitou informação e documentação sobre o processo de não oposição ao seu reforço da participação acionista no BCP em 2007 – a documentação que Vítor Constâncio teve acesso para se defender na sua segunda audição na comissão de inquérito à CGD.

No verão de 2007, em guerra acionista no banco fundado por Jardim Gonçalves, a Fundação José Berardo pediu para superar a fasquia dos 5% no banco. O Banco de Portugal, sob o comando de Vítor Constâncio, deu luz verde tendo conhecimento de que seria conseguido através de um financiamento de até 350 milhões de euros concedido unicamente pela concorrente Caixa Geral de Depósitos.

A segunda comissão de inquérito à CGD concluiu que, “na concessão do financiamento de 350 milhões de euros à Fundação José Berardo, o Banco de Portugal deveria ter realizado uma análise real da instituição em vez de aceitar informação de fraca qualidade dos seus serviços. Uma análise completa poderia ter levado à inibição dos direitos de voto e exigido contrapartidas adicionais, promovendo um alerta referindo a ausência do cumprimento de uma gestão sã e prudente”.

Vítor Constâncio rejeita quaisquer problemas neste caso, recusando também ter-se reunido com Berardo sobre o assunto – o que é uma contradição face às declarações do madeirense.

O empresário disse mesmo que vai chamar o ex-governador para testemunha no processo de execução de que está a ser alvo por parte da CGD, do BCP e do Novo Banco, em que as três instituições tentam recuperar 962 milhões de euros. Até agora, há um outro processo de execução da Caixa em que Berardo já saiu derrotado numa primeira decisão.

O processo colocado agora em tribunal contra o Banco de Portugal é feito quando Berardo está a ser atacado noutras frentes, nomeadamente com uma investigação a cargo do Departamento Central de Investigação e Ação Penal que, segundo o Eco, pediu dados sobre a chamada “golpada” que retirou força aos bancos no penhor sobre a Associação Coleção Berardo, a dona das obras de arte em exposição no Centro Cultural de Belém.

Além disso, a comissão de inquérito à CGD decidiu-se por uma queixa por crime de desobediência contra a Associação Coleção Berardo por não ter entregado os documentos solicitados pelos deputados sobre a “golpada”.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Guimarães vê perigo em pedreiras e fecha estrada. Ministério do Ambiente não

A freguesia de Airão Santa Maria tem uma estrada encerrada entre duas pedreiras desde março. A Câmara Municipal de Guimarães entendeu que estava em causa a segurança da população e mandou cortar o caminho com …

Água do mar está mais fria no Algarve do que no Minho (e já se sabe porquê)

Nas regiões mais a sul do país, em especial na costa ocidental mas mesmo em algumas zonas do Algarve, a água do mar está mais fria do que no norte do país. A culpa, escreve o …

A despesa pública nunca foi tão pouco produtiva

Apenas um em cada seis euros gastos pelo Estado português tem hoje impacto direto positivo no crescimento da economia a longo prazo. Os dados atualmente disponíveis só vão até 2017, mas os mínimos agora atingidos prenunciam …

Ativistas de Hong Kong apelam a boicotar o filme Mulan

A atriz Liu Yifei é a mais recente celebridade a tomar partido no conflito de Hong Kong. A chinesa naturalizada norte-americana escreveu na rede social Weibo que apoiava a polícia. "Eu apoio a polícia de Hong …

O Belenenses não joga com o Benfica este fim de semana

Patrick Morais de Carvalho, presidente do Belenenses, publicou esta sexta-feira na sua conta no Facebook um texto no qual se insurge contra a utilização da SAD do nome do clube, aproveitando a exposição mediática do …

Há verbas de contas "abandonadas a favor do Estado" que não são divulgadas

Quando uma conta bancária não regista qualquer movimento durante 15 anos, os montantes depositados são considerados “abandonados a favor do Estado”, o que acontece em contas de pessoas que morreram que não são encerradas. Porém, de …

Deputado do PSD chama “besta” a António Costa (e compara-o a Trump e a Bolsonaro)

O deputado do PSD Duarte Marques chamou “besta” ao primeiro-ministro, António Costa, e comparou-o aos presidentes dos Estados Unidos e do Brasil, Donald Trump e Jair Bolsonaro. Numa publicação na sua página pessoal do Facebook, o …

Poema na Estátua da Liberdade sobre migrantes "refere-se a pessoas vindas da Europa"

Após a publicação de uma lei sobre a migração no país, o poema "The New Colossus", escrito em 1883 por Emma Lazarus, está agora a provocar um debate sobre o seu verdadeiro significado. Ao longo do …

Três municípios multados pelo Governo por falta de Plano de Defesa contra incêndios

O Governo determinou esta sexta-feira a retenção de 20% do duodécimo das transferências do Fundo de Equilíbrio Financeiro a Odivelas, Paços de Ferreira e Peniche por não terem ainda aprovado os Planos Municipais de Defesa …

Encontrada uma aldeia perdida no local do mais infame massacre de clãs

Arqueólogos que escavaram a cena do mais infame massacre de clãs na história escocesa desenterraram partes de uma "aldeia perdida" no vale das Terras Altas de Glencoe. O assentamento apareceu no massacre de 1692 do clã …