Berardo põe Banco de Portugal em tribunal para obter documentos

Homem de Gouveia / Lusa

José Berardo foi para os tribunais para ter acesso a documentos do Banco de Portugal. A Fundação com o seu nome já tinha pedido ao supervisor dados de 2007, quando foi autorizado o seu reforço acionista no BCP.

Agora, avança para o Tribunal Administrativo do Círculo de Lisboa. “Intimação para prestação de informações e passagem de certidões” – é este o tema da ação judicial interposta na passada terça-feira contra o Banco de Portugal por parte da instituição particular de solidariedade social Fundação José Berardo.

Não há informação adicional sobre o que está em causa no processo no tribunal administrativo. O Banco de Portugal ainda não foi notificado. De acordo com o Expresso, fonte autorizada do empresário não quis comentar.

A ação judicial segue-se a um pedido feito anteriormente por Berardo para ter acesso a documentos com 12 anos. O empresário madeirense solicitou informação e documentação sobre o processo de não oposição ao seu reforço da participação acionista no BCP em 2007 – a documentação que Vítor Constâncio teve acesso para se defender na sua segunda audição na comissão de inquérito à CGD.

No verão de 2007, em guerra acionista no banco fundado por Jardim Gonçalves, a Fundação José Berardo pediu para superar a fasquia dos 5% no banco. O Banco de Portugal, sob o comando de Vítor Constâncio, deu luz verde tendo conhecimento de que seria conseguido através de um financiamento de até 350 milhões de euros concedido unicamente pela concorrente Caixa Geral de Depósitos.

A segunda comissão de inquérito à CGD concluiu que, “na concessão do financiamento de 350 milhões de euros à Fundação José Berardo, o Banco de Portugal deveria ter realizado uma análise real da instituição em vez de aceitar informação de fraca qualidade dos seus serviços. Uma análise completa poderia ter levado à inibição dos direitos de voto e exigido contrapartidas adicionais, promovendo um alerta referindo a ausência do cumprimento de uma gestão sã e prudente”.

Vítor Constâncio rejeita quaisquer problemas neste caso, recusando também ter-se reunido com Berardo sobre o assunto – o que é uma contradição face às declarações do madeirense.

O empresário disse mesmo que vai chamar o ex-governador para testemunha no processo de execução de que está a ser alvo por parte da CGD, do BCP e do Novo Banco, em que as três instituições tentam recuperar 962 milhões de euros. Até agora, há um outro processo de execução da Caixa em que Berardo já saiu derrotado numa primeira decisão.

O processo colocado agora em tribunal contra o Banco de Portugal é feito quando Berardo está a ser atacado noutras frentes, nomeadamente com uma investigação a cargo do Departamento Central de Investigação e Ação Penal que, segundo o Eco, pediu dados sobre a chamada “golpada” que retirou força aos bancos no penhor sobre a Associação Coleção Berardo, a dona das obras de arte em exposição no Centro Cultural de Belém.

Além disso, a comissão de inquérito à CGD decidiu-se por uma queixa por crime de desobediência contra a Associação Coleção Berardo por não ter entregado os documentos solicitados pelos deputados sobre a “golpada”.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Bolsonaro diz estar de "consciência tranquila". Brasil com quase 100 mil mortos

O Presidente do Brasil afirmou, esta quinta-feira, que está de "consciência tranquila", num momento em que o país sul-americano está quase a chegar aos 100 mil mortos por causa da pandemia de covid-19. "Estamos de consciência …

PSP já apanhou mais de três mil pessoas a conduzir sem carta este ano

O número de pessoas detetadas a conduzir sem carta aumentou 22% nos sete primeiros meses deste ano, em comparação com o mesmo período do ano passado. "De 1 de janeiro a 31 de julho de 2020, …

"Vacina deve ser um bem global de saúde pública". OMS critica "nacionalismo de vacinas"

A Organização Mundial de Saúde (OMS) criticou na quinta-feira o "nacionalismo de vacinas" para a covid-19, afirmando que qualquer país terá benefícios económicos e de saúde se o resto do mundo recuperar da pandemia. "O nacionalismo …

Depois da explosão, os protestos em Beirute. Manifestantes anti-Governo pedem mudança política urgente

Esta quinta-feira, dezenas de manifestantes foram dispersos com gás lacrimogéneo quando protestavam na sequência da explosão em Beirute, capital do Líbano, que provocou pelo menos 149 mortos, cinco mil feridos e a destruição de casas …

Em vez de flores, família de Fernanda Lapa pede donativos por Bruno Candé

A família da atriz, que faleceu esta quinta-feira, apela a que quem queira oferecer flores para o funeral faça antes um donativo para os herdeiros do ator Bruno Candé, que foi assassinado, em Lisboa. "A Família …

Orbán diz que todos os migrantes ilegais são potenciais "bombas biológicas"

O primeiro-ministro da Hungria, o ultranacionalista Viktor Orbán, defendeu esta sexta-feira que se deve impedir a chegada de imigrantes ilegais ao país porque estes são potenciais "bombas biológicas" devido à covid-19. Conhecido pelos seus discursos contra …

Donald Trump proíbe transações com empresa chinesa detentora do TikTok

Donald Trump assinou uma ordem executiva que proíbe as transações com a ByteDance no prazo de 45 dias e o Senado já aprovou o projeto de lei que proíbe o descarregamento e utilização da aplicação. …

Preocupado com os incêndios, Marcelo admite interromper férias. Ontem foi o pior dia

O Presidente da Repúblic disse esta quinta-feira que está a acompanhar a vaga de incêndios que assola o território continental e admitiu a possibilidade de interromper as férias no Porto Santo se a situação piorar. "É …

Portugal foi o "patinho feio", mas volta a estar em contraciclo com a Europa (por bons motivos)

Portugal destaca-se agora por apresentar uma tendência de redução de novos casos de infeção pelo novo coronavírus, ao contrário de outros países europeus. Quando o novo coronavírus começou a ganhar terreno no continente europeu, Portugal foi …

Kim Jong-un insiste que a Coreia do Norte travou o vírus, mas intensifica combate à covid-19

Kim Jong-un tem repetido várias vezes que a Coreia do norte "travou o vírus maligno", mas o reforço das medidas de combate à covid-19 e a canalização urgente de material médico e alimentos para Kaesong …