/

Berardo chama Paulo Macedo e Faria de Oliveira como testemunhas

Manuel de Almeida / Lusa

Paulo Macedo, presidente executivo da Caixa Geral de Depósitos

Joe Berardo garantiu a presença de mais dois pesos pesados para testemunhar a seu favor na comissão parlamentar de inquérito. Paulo Macedo e Faria de Oliveira são as duas novas testemunhas.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Depois de garantir o testemunho de Vítor Constâncio a seu favor, Joe Berardo chama agora Paulo Macedo, antigo ministro da Saúde e atual presidente da Caixa Geral de Depósitos, e Faria de Oliveira, antigo presidente da CGD.

Macedo será chamado a testemunhar, já que na altura da reestruturação dos créditos de Joe Berardo era o vice-presidente da Caixa. Juntamente com o banco do Estado, também o BCP e o Novo Banco estão a tentar recuperar empréstimos de quase mil milhões a Berardo.

Faria de Oliveira, que na mesma altura era o presidente da Caixa Geral de Depósitos, aprovou a reestruturação dos créditos ruinosos ao empresário madeirense. A notícia é avançada esta manhã de sexta-feira pelo Jornal Económico.

Vítor Constâncio, que foi a primeira confirmação de Berardo como testemunha, afirmou que o Banco de Portugal, do qual era governador, não autoriza operações de crédito. Além disso, realçou que nunca se reuniu a sós com o empresário. “Berardo terá de ponderar muito se quer que eu seja sua testemunha”, rematou Constâncio.

“Ao contrário do que ele procura fazer crer, o património da Fundação responde por este crédito. A minha visão sobre este problema não é igual à dele”, acrescentou. No entanto, em declarações ao jornal Expresso, fonte oficial da Fundação José Berardo confirmou que Constâncio “será testemunha, ainda que se apresente como testemunha hostil“.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.