Bélgica anuncia confinamento parcial. Ministro visita hospital e mostra-se “chocado” com o que viu

Erdem Sahin / EPA

O chefe do governo federal na Bélgica anunciou ontem novas medidas de confinamento que entraram em vigor à meia-noite em todo o território. Em causa está uma crescente preocupação com o aumento de infetados que, consequentemente, pode levar a que hajam mais mortos no país.

As novas regras passam por restringir as atividades culturais, desportivas e recreativas agora em todo o país. A permanência em estabelecimentos comerciais passa a ter uma duração máxima de meia hora, e os mercados de Natal e feiras da ladra, tão conhecidos no país, foram cancelados.

Os cafés e restaurantes já estão encerrados desde a semana passada, mas os que se mantém abertos devem trabalhar apenas em regime de take-away até às 22h, diz o DN.

O recolher obrigatório tem vindo a ser ampliado em várias regiões do país, e é “a exceção” no plano nacional, tendo em conta que tanto no sul, como na capital terá uma duração prolongada, com início às 22h até às 6h.

No país, o teletrabalho é obrigatório sempre que assim seja possível.

No que diz respeito ao ensino secundário, este está desde esta quarta-feira a funcionar à distância, e muitas escolas primárias acionaram um plano de alerta de última hora. A justificação enviada dada pelo governo belga é que as infeções e quarentenas entre o pessoal docente, alunos e encarregados de educação, torna impossível a manutenção dos estabelecimentos abertos.

Perante o drástico aumento de casos diário que se tem vindo a registar, as autoridades de saúde belgas lançaram um apelo à população, para se preparar para uma aceleração do número de mortes nos próximos dias.

O coordenador federal para covid-19, na Bélgica, Yves Van Laethem admitiu que os números mais recentes geram “inquietação”. “Há dois dias registámos a marca de 100 mortes em 24 horas. No período de uma semana, tivemos 540 mortes ligadas à covid. É um aumento de 80 por cento em relação à semana anterior”, revela preocupado.

O especialista alertou também para o número de pessoas internadas em estado grave, tendo em conta que “911 estão atualmente nos cuidados intensivos”. Segundo, Laethem dentro de “dois dias” será atingida a barreira de 1000 pacientes nos intensivos. O coordenador da saúde pública avisa que os cuidados intensivos estão a aproximar-se do limite máximo, e podem colapsar na próxima semana

Com os hospitais a uma semana do colapso, e sem profissionais de saúde que cheguem para enfrentar o “tsunami”, o Laethem apela a um gesto solidário básico, da parte da população, para com os médicos e enfermeiros. “Temos de lhes demonstrar solidariedade. E, a melhor forma é seguir as medidas, para que não estejam outra vez sobrecarregados durante um longo período”, sugeriu.

Numa altura em que os profissionais de saúde estão a passara cada vez mais dificuldades  na sua atividade, Franck Vandenbroucke, ministro da Saúde belga, fez uma visita ao Hospital de MontLégia, nos arredores de Liège, e emocionou-se. “Aquilo que vi é muito doloroso. É muito chocante. Penso que as pessoas que trabalham aqui estão a fazer algo inacreditável”, disse numa conferência de imprensa em que mal conteve as lágrimas.

Com 11,5 milhões de habitantes, a Bélgica é neste momento um dos países europeus mais afetados pela pandemia, com um rácio de 1619 infetados por cada 100 mil habitantes – e, para já, o número de novos contágios continua a subir. Entre 18 e 24 de outubro foi registada uma média diária de 13.858 novos infetados e 60 mortos. Desde o início da pandemia, já morreram mais de 11 mil pessoas no país, revela o Observador.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Futebol português contra Campeonato do Mundo de dois em dois anos

O futebol português está contra a intenção da FIFA de aumentar a periodicidade do Campeonato do Mundo, passando de quatro para de dois em dois anos, refere um comunicado conjunto divulgado hoje. O documento, assinado pela …

Governo quer proibir empresas de recorrer ao 'outsourcing' após despedimento coletivo

O Governo quer proibir as empresas que façam despedimentos coletivos de recorrerem ao 'outsourcing' (contratação externa) durante os 12 meses seguintes, disse hoje a ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho. No final …

Barcelona: Cruyff afasta-se e perder com o Benfica seria "um drama"

Ronald Koeman até poderá sair mas não será Jordi Cruyff a substituir o seu compatriota. O Barcelona atravessa uma fase perturbada, já há algum tempo, mas o panorama financeiro piorou o cenário fora de campo e …

Casa Branca oferece "telefonema educativo" a Nicki Minaj para acalmar apreensões sobre a vacina

Depois de um tweet de Nicki Minaj se ter tornado viral por associar a vacina contra a covid-19 à impotência, a Casa Branca convidou a rapper para um telefonema com especialistas para esclarecerem as suas …

Baterias de lítio-enxofre melhores e mais baratas? O segredo é uma pitada de açúcar

Uma colher cheia de açúcar pode ser o suficiente para permitir que um veículo elétrico faça uma viagem de Melbourne a Sidney (878 km) com uma única carga. Atualmente, os automóveis elétricos e os telemóveis utilizam …

Parlamento aprova na generalidade mudança do TC para Coimbra. Oito socialistas votaram a favor

A proposta passou com votos contra do Chega e PAN, abstenção do PCP, BE, PEV e maioria da bancada do PS e votos favoráveis do PSD, CDS, IL e de oito deputados socialistas. O resultado já …

Escola da Amadora queria proibir minissaias, decotes e chinelos - mas já voltou atrás

Um Agrupamento na Amadora publicou um código de vestuário que acendeu um debate nas redes sociais devido às regras que controlavam mais as raparigas. Entretanto, a escola já voltou atrás na decisão. Segundo escreve o Jornal …

Governo francês vai dar 100 euros a famílias carenciadas para pagar energia

O Governo francês vai entregar um cheque de 100 euros a 5,8 milhões de famílias de menores recursos para ajudar a pagar a fatura energética. A medida anunciada pelo executivo vai ter um custo de 580 …

Incidência e R(t) recuam em dia com mais 1.023 infetados e sete mortes

Portugal registou, esta sexta-feira, 1.023 novos casos e sete mortes na sequência da infeção por covid-19, de acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde, Portugal …

Apoiantes de Navalny acusam Google e Apple de "censura" política

Os apoiantes de Alexei Navalny acusaram hoje as empresas Google e Apple de terem suprimido o apelo ao voto "útil" proposto pelo oposicionista através das respetivas plataformas, denunciando "censura" num processo eleitoral em que a …