BE quer injeção de 1.650 milhões por mês para pequenas empresas pagarem salários

Face à pandemia de Covid-19, o Bloco de Esquerda quer que o Estado injete um montante a rondar os 1.650 milhões de euros por mês para micro e pequenas empresas pagarem salários.

Enquanto o governo estava reunido em Conselho de Ministros para decidir novas medidas de apoio às empresas, o Bloco de Esquerda tomou a iniciativa de anunciar um pacote de medidas “simples” e “rápidas” para garantir que micro e pequenas empresas consigam pagar os salários dos trabalhadores.

Em videoconferência de imprensa, o Bloco sugeriu a injeção direta de liquidez nas contas destas empresas, de forma a combater as consequências do surto do novo coronavírus. Segundo o Observador, o dinheiro é destinado apenas ao pagamento de salários e estão elegíveis todas as micro e pequenas empresas que não estejam em regime de lay-off e que tenham tido uma quebra de pelo menos 50% na faturação.

Os esquerdistas mencionam um valor na ordem dos 1.650 milhões de euros, embora o montante possa ser inferior.

“Precisamos de uma proposta rápida e urgente porque a urgência do momento exige uma urgência na resposta“, disse Mariana Mortágua. Na sua ótica, as medidas do Governo têm sido “insuficientes”

A deputada do BE defende que o Estado deve intervir para que as empresas não fechem e não se endividem, servindo de “balão de oxigénio” para estas firmas de menor dimensão.

O Bloco realça que as micro e pequenas empresas constituem cerca de 97% do tecido empresarial português, pelo que esta injeção é importante para conservar dois milhões e meio de postos de trabalho. As vantagens desta medida são a rapidez, o não-endividamento, a manutenção do emprego, a proteção da estrutura empresarial portuguesa e, ao mesmo tempo, a não sobrecarga dos cofres da Segurança Social.

“O pagamento de salários é já para março, mas estender-se-ia a medida no tempo que fosse necessário. Enquanto a economia estiver suspensa, as empresas devem poder ser acompanhadas, e devemos sempre ponderar que possam ser estendidas enquanto durar o período de aperto”, explicou Mortágua.

“Deverá haver uma carta de compromisso assinada pela empresa, que é verificada a posteriori, e que se não for cumprida é crime“, acrescentou a deputada, reiterando que o dinheiro é meramente destinado ao pagamento de salários.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Pois é, o BCE envia dinheiro aos bancos portugueses, sem juros, e eles emprestam com juros altíssimos, são uma corja de gatunos oportunistas que nem querem saber de quem lhes injectou capital quando precisaram.
    Eu tenho uma micro empresa, que desde o inicio da pandemia, está parada, já injectei tudo o que podia na empresa, agora já não tenho nem para mim, jamais pediria dinheiro emprestado, nem sem juros, se já estou mal só iria ficar pior, para Março, já não há dinheiro para ordenados. Preciso de ajuda, mas não é assim, adiando impostos ou emprestando dinheiro, só serve para adiar a morte.
    O raio do governo deveria lembrar-se que o nosso tecido empresarial é fundamentalmente constituído por micro empresas, que curiosamente são as mais esmifradas pelo fisco / governo.

  2. Finalmente o Bloco sugeriu algo util para as empresas e trabalhadores. Parabens.
    Agora é aplicar e deixar de conversa. Chegou a hora do Estado ajudar a quem trabalha e eleva o pais para a frente.
    Medida idêntica a que esta sendo aplicada na Europa.

    • Totalmente de acordo. Ou o Estado ajuda ou leva com os trabalhadores todos nos centros de emprego.
      Afinal de contas para que é que andamos sempre a pagar milhões anualmente em IVA, Seg. Social, IMT, IMI, ISV, IRC, IRS, imposto de selo (a maior anormalidade que existe à face da terra),…

RESPONDER

SAD do Leixões avança para lay-off

A SAD do Leixões propôs ao plantel "que nos próximos três meses, abril incluído, pagaria metade do salário em cada mês, valores que seriam repostos ao longo do trimestre que se seguiria". O plantel do Leixões, …

Rui Pinto colocado em prisão domiciliária

O hacker Rui Pinto, criador do Football Leaks e autor das revelações do caso Luanda Leaks, foi colocado em prisão domiciliária esta quarta-feira. Rui Pinto, que estava em prisão preventiva desde 22 de março de 2019, …

Detidas 33 pessoas desde a renovação do estado de emergência

A PSP e a GNR detiveram, até terça-feira, 33 pessoas pelo crime de desobediência desde 3 de abril, totalizando 141 as detenções feitas desde o início do estado de emergência, indicou o Ministério da Administração …

Bruxelas disponibiliza 300 milhões de euros a pequenas e médias empresas para alavancar investimentos

O programa "Escalar" disponibiliza 300 milhões de euros, através do Fundo Europeu de Investimento, para apoiar investimentos de pequenas e médias empresas "promissoras" que queiram crescer. A Comissão Europeia anunciou que vai disponibilizar 300 milhões de …

Maçonaria cancela eleições e proíbe rituais em sessões virtuais

A pandemia de Covid-19 levou o Grão Mestre do Grande Oriente Lusitano, Fernando Lima, a principal obediência maçónica em Portugal, a cancelar as eleições e a proibir os encontros com rituais maçónicos 'online', visto que …

Mourinho quebra regras e assume que errou ao ir treinar com Ndombele

Fotografias e vídeos divulgados nas redes sociais mostram José Mourinho e os jogadores do Tottenham a treinar juntos e a violar as regras de segurança impostas devido ao surto do novo coronavírus. O Tottenham, treinado por …

Rússia bate recordes de infeções diárias. Em Itália, o número de mortes voltou a diminuir

Há três dias consecutivas que o número de novos casos bate recordes de crescimento na Rússia. Já em Itália, o número de mortes voltou a diminuir esta quarta-feira. Pelo terceiro dia consecutivo, o crescimento de número …

Governo prepara apoios aos media "à medida das televisões"

O Governo está a preparar medidas de apoio aos meios de comunicação social, gravemente afetados pela crise causada pela pandemia de Covid-19. Contudo, como considerou o administrador da Global Media Group, Afonso Camões, citado pelo Dinheiro Vivo, tudo …

Archewell. Harry e Meghan registam a sua nova marca

O príncipe Harry e Meghan Markle registaram a sua nova marca, uma fundação sem fins lucrativos chamada Archewell. De acordo com o jornal britânico The Guardian, que cita registos datados de 3 de março, a marca …

Libertação de reclusos. Esquerda ao lado do Governo garante aprovação

PSD, CDS-PP, PAN e Iniciativa Liberal manifestaram reservas ao diploma que prevê a concessão de indultos e antecipação do fim das penas para reclusos que tenham cometido crimes pouco graves. A proposta do Governo que cria …