Avião ucraniano não pediu ajuda (e há pistas que apontam para ataque de míssil russo)

Abedin Taherkenareh / EPA

A tripulação do avião ucraniano, que caiu em Teerão, não pediu ajuda via rádio e estava a tentar voltar ao aeroporto quando a aeronave se despenhou, segundo um relatório preliminar da investigação iraniana divulgado esta quinta-feira. Entretanto, a Ucrânia suspeita de que pode ter sido um acto terrorista ou um ataque de um míssil russo.

O aparelho, um Boeing 737, partiu do aeroporto de Teerão às 6h12 desta quarta-feira (hora local), com destino à capital ucraniana de Kiev.

Os dados foram avançados pela autoridade de aviação civil do Irão e constam de um relatório preliminar sobre o acidente que causou 176 mortos (83 iranianos, 63 canadianos, 11 iranianos, 10 suecos, quatro afegãos, três alemães e três britânicos) depois de cair na quarta-feira pouco depois de ter levantado voo do aeroporto da capital iraniana.

As primeiras indicações disponibilizadas pelas autoridades iranianas apontaram para a existência de problemas mecânicos na origem da queda do avião.

O acidente ocorreu horas depois do lançamento de mísseis iranianos contra duas bases da coligação internacional liderada pelos Estados Unidos, em Ain Assad e Erbil, no Iraque, numa operação de vingança pela morte do general iraniano Qassem Soleimani.

As autoridades iranianas encontraram as caixas negras do avião, diz a AFP. “As duas caixas negras do 737 ucraniano que se despenhou esta manhã foram encontradas, disse o porta-voz da proteção civil local, Reza Jafarzadeh à agência de notícias semi-oficial ISNA.

Porém, o Irão não tem intenção de entregar as caixas negras. “Não entregaremos as caixas negras ao fabricante [Boeing] nem aos americanos”, disse o chefe da Organização da Aviação Civil do Irão, Ali Abedzadeh, citado pela AFP.

Ucrânia investiga possível ataque russo

Entretanto, o secretário de segurança nacional da Ucrânia, Oleksiy Danylov, referiu que tem a decorrer uma investigação própria sobre o acidente, nomeadamente para analisar se o avião foi alvo de um atentado terrorista ou atingido por um míssil russo.

Oleksiy Danylov apontou que estão a ser analisadas pistas que foram divulgadas na Internet e que indicam que foi um míssil russo que provocou o acidente. As autoridades ucranianas procuram agora vestígios desse potencial míssil, como relata a Reuters.

Outras hipóteses em estudo são uma eventual falha no motor e a colisão com outro objecto.

O Boeing 737-800 é um avião a jato de curto a médio alcance. Milhares destas aeronaves são usadas por companhias aéreas em todo o mundo.

A verificar-se a tese de falha mecânica, esta seria mais uma ocorrência na lista de incidentes fatais que nos últimos meses assolaram a Boeing.

Em outubro do ano passado, um Boeing 737 Max 8 da companhia aérea Lion Air caiu e provocou a morte de 189 pessoas. Cinco meses depois, a queda de outro 737 Max 8, da Ethiopian Airlines, fez 157 mortos. Desde então, os Boeing 737 Max 8 foram retirados de circulação em todo o mundo.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

      • Portanto,.. o amigo Zé Esteves acha que as notícias que nos são enfiadas pela goela abaixo são, essas sim, fidedignas
        Pois eu chamos a essas verdadeiras ofensas à inteligência humana.
        que é exactamente o que os emissores pretendem. Esses sabem bem que “Inteligência Humana”, em termos colectivos é uma comodidade rara.
        portanto jogam pela estatística. e nunca falha, porque a mediocridade impera.

  1. É necessário descaramento e muita má fé para achar que a Russia ia atacar um avião cívil em solo de um país com o qual mantém boas relações… Já não há paciência para aturar estas tentativas, ainda para mais descabidas, de demonização.

    • Carlos, presta atenção! ninguém disse que foi a “Rússia” e sim, um “missel russo” idêntico aos utilizados pelo Irã em sua defesa aérea.

      • Não é isso que é importante S(eu) Malagoli.
        O que é importante é a intenção de ‘colar’ uma vez mais algo que é negativo e fresco na cabeça das pessoas, aos Russos.
        Os factozinhos manhosos sem fundamento de fazer conecções esterotipadas de “misseis” “terrorismo” “Ucrânia x Rússia”,…tudo técnicas de manipulação de massas que funciona estatisticamente. Pura propaganda medíocre.
        E, quando daqui a uns dias se provar (por quem de direito) que afinal era tudo ‘conjectura’ maliciosa, e sair um desmentido no fundo da 4ª página do jornal, já de nada serve. A mensagem negativa já está plantada.

RESPONDER

Estados Unidos registam 9 desempregados por segundo

O desemprego está a atingir números preocupantes nos Estados Unidos: só na última semana, 6,6 milhões de pessoas declararam estar sem emprego para poder receber apoios, um número semelhante ao da semana anterior. De acordo com …

Chineses desistem de comprar o BNI Europa. Está agora em mãos angolanas

O contexto de incerteza, provocado pela pandemia de covid-19, levou o Grupo chinês KWG a desistir de comprar 80,1% da participação do BNI Europa. O grupo chinês KWG desistiu de comprar 80,1% da participação do BNI …

Tesla usa peças do Model 3 para construir um ventilador

A Tesla também está a tentar contribuir para colmatar a escassez de ventiladores com um novo protótipo, feito com partes do Model 3. A Tesla construiu um ventilador com recurso a componentes automóveis. A fabricante elétrica …

Há acordo no Eurogrupo: 500 mil milhões de euros "disponíveis imediatamente"

Os ministros das Finanças da Zona Euro chegaram a acordo, esta quinta-feira, sobre os apoios económicos para fazer face à pandemia de covid-19. O Eurogrupo chegou a acordo sobre o pacote de ajuda económica para a …

Se recebeu uma chamada da Tunísia, não devolva. É fraude

Clientes de várias operadoras nacionais têm recebido, nas últimas semanas, um "anormal" volume de chamadas internacionais. As operadoras suspeitam de fraude. Segundo o Jornal de Notícias, várias pessoas têm recebido chamadas de u número internacional que …

FMI avisa que vêm aí "tempos sombrios" e que "todos vão sofrer"

Kristalina Georgieva, chefe do Fundo Monetário Internacional (FMI), avisou que os próximos tempos serão sombrios e que todos irão sofrer. Numa introdução às reuniões da primavera do FMI e do Banco Mundial, que decorrem entre 14 …

Merkel pede paciência: situação continua "frágil"

Angela Merkel pediu paciência aos alemães e admitiu que "não será necessário" impor no país medidas mais rigorosas de confinamento. A chanceler alemã, Angela Merkel, apelou esta quinta-feira à paciência dos alemães, num momento de crescente …

Detido bilionário chinês que criticou Presidente Xi Jinping. Estava desaparecido há um mês

O bilionário chinês Ren Zhiqiang que criticou a forma como Presidente da China, Xi Jinping, lidou com a pandemia, está sob custódia das autoridades chinesas devido a uma investigação em que é o principal suspeito. …

Bloqueio dos coronabonds pela Holanda é "irresponsável"

Jean-Claude Juncker, antigo presidente da Comissão Europeia, considera que o bloqueio pela Holanda do uso do Mecanismo Europeu de Estabilidade é "irresponsável". O antigo presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, considerou esta quinta-feira “irresponsável” o bloqueio …

Creche recusou receber filho de enfermeira por falta de funcionários. Meteram baixa

A creche e pré-escolar "Voar mais alto", em Setúbal, recusou receber uma criança de três anos, filha de uma enfermeira, por falta de funcionários. A notícia é avançada esta quinta-feira pelo Observador que adianta que as …