Novos casos e novo máximo de mortes. Austrália e Nova Zelândia dão passo atrás no desconfinamento

Sebastião Moreira / Lusa

A Austrália e a Nova Zelândia viram-se obrigadas a recuar no seu processo de desconfinamento depois de terem sido registados novos casos de covid-19 naqueles países.

As autoridades do estado australiano de Victoria contabilizaram 21 mortes por covid-19 nas últimas 24 horas, um novo máximo diário desde o início do surto na capital regional, Melbourne.

O chefe do executivo de Victoria, Daniel Andrews, informou que 16 destas mortes ocorreram em lares de idosos, onde 1.929 pessoas, incluindo trabalhadores, continuam infetadas com o novo coronavírus (SARS-CoV-2).

Além disso, nas últimas 24 horas registaram-se 410 novas infeções, de acordo com as autoridades de saúde.

Desde o início da pandemia, Victoria acumulou 16.650 casos do novo coronavírus, o que representa 75% do total da Austrália, com 22.100 infeções.

Na origem do novo surto de covid-19 naquele estado terão estado violações das regras de segurança nos hotéis designados para realizar a quarentena obrigatória de viajantes vindos do estrangeiro. De acordo com a imprensa local, os seguranças terão deixado os viajantes sair dos quartos ou mesmo tido relações sexuais com pessoas em quarentena.

Em 8 de julho, Melbourne, a segunda cidade mais populosa do país, foi colocada novamente em confinamento até 20 de agosto, após o fracasso das medidas para evitar a propagação do vírus.

O novo surto levou as autoridades de Victoria a impor a utilização de máscaras em Melbourne e na cidade rural de Mitchell, também sob confinamento, uma medida sem precedentes na Austrália. O estado limítrofe de Nova Gales do Sul também encerrou, pela primeira vez em cem anos, a fronteira interna com Victoria, para evitar a propagação da doença.

Com 25 milhões de habitantes, a Austrália contabilizou mais de 22 mil casos de covid-19 desde o início da epidemia no país, em março, além de 352 mortos.

Nova Zelândia ordena confinamento de lares

Os lares de idosos na Nova Zelândia foram colocados em confinamento, após o reaparecimento de novos casos de covid-19 ao fim de 102 dias sem contágios locais, anunciou a primeira-ministra, Jacinda Ardern. “Compreendo como será difícil para aqueles que têm entes queridos nestas instalações, mas esta é a forma mais forte de os proteger”, disse a chefe do executivo.

Na terça-feira, Ardern já tinha ordenado o restabelecimento do confinamento da maior cidade do país, Auckland, após o aparecimento de quatro casos do novo coronavírus ao fim de 102 dias sem registo de qualquer contágio local. Os quatro casos foram identificados na mesma casa, mas a origem é desconhecida.

Auckland entrou no nível três das medidas de confinamento, o que significa que a população deverá ficar em casa e os bares e outros negócios terão de fechar portas.

A primeira-ministra neozelandesa admitiu a possibilidade de adiar as eleições, agendadas para 19 de setembro.

A Nova Zelândia, que registou 22 mortes causadas pela covid-19, numa população de cinco milhões de pessoas, está sem casos de transmissão local desde 1 de maio.

Alemanha. Aumento de casos após abertura de escolas

O ano escolar na Alemanha está a recomeçar de modo faseado, como acontece todos os anos. Hamburgo e Mecklemburgo-Pomerânia Ocidental, ambos no Norte, foram os primeiros a recomeçar as aulas. Porém, de acordo com o jornal Público, as aulas foram suspensas ao quarto dia num liceu na cidade de Ludwigslust, depois de uma professora ter tido um teste positivo.

Em Rostock, depois de um aluno de uma escola básica ter tido um teste positivo, 67 colegas e professores foram postos em quarentena.

Em Rostock, depois de um aluno de uma escola básica ter tido um teste positivo, 67 colegas e professores foram postos em quarentena.

No estado de Schleswig-Holstein, que recomeçou esta segunda-feira as aulas, uma escola básica encerrou depois de uma professora ter recebido um teste positivo. Uma segunda escola registou um caso ligado a esta, da irmã de um aluno infetado, e dois anos tiveram aulas suspensas.

Em Hamburgo, foram detetadas infeções num liceu, numa escola básica, e um potencial caso num segundo liceu, levando à suspensão das aulas para alguns anos.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Aglomerado de safiras estrela encontrado no Sri Lanka pode ser o maior do mundo

Um aglomerado de safiras estrela do mundo foi encontrado num quintal no Sri Lanka. A pedra é azul, pesa 510 quilos e estima-se que valha cerca de 84 milhões de euros. A pedra foi encontrada …

Médico sírio acusado na Alemanha de crimes contra a humanidade

Um médico sírio foi acusado na Alemanha de crimes contra a humanidade por supostamente torturar e matar pessoas em hospitais militares no seu país de origem, informaram os promotores na quarta-feira. O Ministério Público Federal de …

Justiça climática. Vamos todos sofrer com as alterações climáticas, mas não de forma igual

A recente onda de calor na América do Norte é mais um exemplo de que apesar de ser um problema global, as alterações climáticas não vão afectar todos igualmente e podem exacerbar injustiças sociais e …

Os exemplos que Portugal deve seguir (e evitar) nas últimas etapas da pandemia

No plano apresentado pela equipa de Raquel Duarte comparam-se as estratégias opostas adotadas por Israel e Reino Unido, com a segunda a merecer nota negativa por parte dos investigadores. Os dados foram lançados na reunião que …

Jogos da Taça da Liga de sábado adiados para domingo para poderem ter público

O presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) anunciou, esta quinta-feira, que os jogos da Taça da Liga agendados para sábado vão ser adiados para domingo, para que possam ter público nas bancadas. "A Liga, …

Dinamarca enfrenta acção legal por querer repatriar refugiados sírios

O governo dinamarquês quer repatriar sírios naturais de Damasco depois de um relatório mostrar que há zonas da Síria onde a segurança melhorou. A decisão está a ser criticada por activistas e o caso pode …

Pela primeira vez, foi observada luz por detrás de um buraco negro

Um estudo divulgado esta quarta-feira revelou a primeira observação direta da luz por detrás de um buraco negro, através da deteção de pequenos sinais luminosos de raios-X, confirmando a Teoria da Relatividade Geral, de Einstein. Segundo …

Cheias atingem campos no Bangladesh. Pelo menos seis refugiados Rohingya mortos

Pelo menos seis refugiados Rohingya morreram após as cheias inundarem os campos de refugiados em Bangladesh nos últimos dias, destruindo os abrigos de bambu e plástico e deixando pelo menos 5.000 desabrigados, informou o Alto-comissariado …

Defesa de Salgado alega diagnóstico preliminar de Alzheimer do ex-banqueiro

A defesa do antigo presidente do BES, que está a ser julgado por três crimes de abuso de confiança no âmbito da Operação Marquês, pediu ao tribunal uma perícia médica devido ao seu diagnóstico preliminar …

Três norte-americanos emitem carbono suficiente para matar uma pessoa, revela estudo

O estilo de vida de três norte-americanos leva a uma emissão de carbono suficiente para matar uma pessoa, revelou um novo artigo, concluindo ainda que as emissões de uma única usina a carvão podem causar …