“Ato vergonhoso”. Guatemala também vai mudar embaixada para Jerusalém

Esteban Biba / EPA

O Presidente guatemalteco Jimmy Morales

O Presidente de Guatemala anunciou, este domingo, que o país vai transferir a embaixada que tem em Telavive para Jerusalém, no seguimento da aliança com os Estados Unidos, que reconheceram esta última cidade como capital de Israel.

“Querido povo da Guatemala, conversei hoje com o primeiro-ministro de Israel, Benjamín Netanyahu, e falámos das excelentes relações que temos tido enquanto nações desde que a Guatemala apoiou a criação do Estado de Israel”, disse Jimmy Morales, numa publicação no Facebook.

O Presidente acrescentou que, nessa conversa, “um dos temas de maior relevância foi o retorno da embaixada de Guatemala a Jerusalém“. “Por isso, informo que dei instruções à ‘chanceler’ para iniciar os devidos procedimentos para que assim seja. Deus vos abençoe”.

É um ato vergonhoso e ilegal que vai totalmente contra os sentimentos dos líderes das igrejas em Jerusalém” e da recente resolução, não vinculativa, da Assembleia-geral da ONU a condenar o reconhecimento dos EUA de Jerusalém como capital de Israel, disse o Ministério dos Negócios Estrangeiros palestiniano, num comunicado.

“O Estado da Palestina considera a decisão como um flagrante ato de hostilidade contra os direitos inalienáveis do povo palestiniano e do direito internacional”, prosseguiu a diplomacia palestiniana.

“O Estado da Palestina atuará com os aliados regionais e internacionais para opor-se a esta decisão ilegal”, advertiu, afirmando que o Presidente Jimmy Morales arrastou a Guatemala para “o lado errado da história”.

A decisão da Guatemala ocorre dias depois de 128 países-membros da Assembleia-geral da ONU terem aprovado uma resolução contra o reconhecimento dos EUA de Jerusalém como capital de Israel.

A Guatemala foi um dos nove Estados-membros que votaram contra a resolução. EUA, Israel, Honduras, Togo, Micronésia, Nauru, Palau e as ilhas Marshall foram os outros países que rejeitaram a resolução votada a 21 de dezembro.

Outros 35 países optaram pela abstenção. Entre estes constaram o Canadá, o México, a Argentina, mas também Estados-membros da União Europeia, como foi o caso da Polónia, Hungria e da República Checa.

A número dois do Ministério dos Negócios Estrangeiros israelita, Tzipi Hotovely, já garantiu que o Governo está “em contacto com pelo menos dez países” para que também mudem as suas embaixadas.

Trump anunciou a 6 de dezembro que os EUA reconhecem Jerusalém como capital de Israel e que vão transferir a sua embaixada de Telavive para Jerusalém, contrariando a posição da ONU e dos países europeus, árabes e muçulmanos, assim como a linha diplomática seguida por Washington ao longo de décadas.

A questão de Jerusalém é uma das mais complicadas e delicadas do conflito israelo-palestiniano, um dos mais antigos do mundo.

Israel ocupa Jerusalém oriental desde 1967 e declarou, em 1980, toda a cidade como a sua capital indivisa. Os palestinianos querem fazer de Jerusalém oriental a capital de um desejado Estado palestiniano, coexistente em paz com Israel.

Jerusalém é considerada uma cidade santa para cristãos, judeus e muçulmanos. Desde o anúncio de Trump foram registados confrontos e manifestações, nomeadamente na Cisjordânia e na Faixa de Gaza, e pelo menos 12 palestinianos perderam a vida.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Sporting 3-1 Gil Vicente | “Pote” de ouro na recta final

Sofrimento e alívio. O Sporting esteve a perder em casa por 1-0 com o Gil Vicente até aos 82 minutos, mas deu a volta ao marcador num curto espaço de tempo, acabando por fixar o …

Descoberto na Austrália recife de coral mais alto do que o Empire State Building

Um novo recife "maciço" de 500 metros foi descoberto na Grande Barreira de Corais da Austrália, tornando-o mais alto do que alguns dos arranha-céus mais altos do mundo. Os cientistas encontraram o recife separado - o …

Encontrados restos de ossos e madeira em pregos que terão sido usados na crucificação de Jesus

Um geólogo israelita analisou pregos supostamente associados à crucificação de Jesus Cristo e descobriu que os objetos contêm traços de osso e madeira. Em 1990, durante a escavação em Jerusalém do túmulo de Caifás, o sumo …

Oreo construiu um "Cofre do Apocalipse" para proteger as suas famosas bolachas

Depois do Svalbard Global Seed Vault, que guarda mais de um milhão de amostras de sementes num bunker, e o Arctic World Archive, que preserva os dados do mundo de hoje, a Oreo criou um "Cofre do …

"O Palmeiras sabe quem é o Abel?" - as dúvidas no Brasil, parte II

Abel Ferreira deverá ser confirmado como novo treinador do Palmeiras nesta sexta-feira. No Brasil voltam a surgir questões sobre as contratações de técnicos estrangeiros. Lembra-se de Marco de Vargas, o jornalista da FOX Brasil que não …

Guru de seita de escravas sexuais condenado a 120 anos de prisão

O guru de uma seita de escravas sexuais, conhecida como NXIVM, foi condenado a 120 anos de prisão. Foi considerado culpado de obrigar mulheres a fazer sexo com ele. Keith Raniere, guru da seita de escravas …

Jogadores do Atlético de Madrid "apanhados" a falar sobre João Félix

Saúl e Oblak elogiaram o jovem português, durante o intervalo da receção ao Salzburgo. Tom diferente teve uma conversa entre jogadores do Real Madrid. João Félix voltou às grandes noites nas competições europeias. Depois de já …

Creches "verdes" na Finlândia mudaram o sistema imunitário das crianças

Um pequeno experimento mostra que brincar numa "pequena floresta" durante apenas um mês pode ser o suficiente para mudar o sistema imunitário de uma criança. De acordo com o site Science Alert, várias creches na Finlândia …

Museus holandeses apertam a segurança após assaltos a objetos nazis

Uniformes da SS, armas de fogo e paraquedas estão entre os objetos nazis que estão a ser roubados de museus de guerra holandeses. De acordo com o jornal The Guardian, museus de guerra por todos os …

Beber chá e falar sobre o fim da vida. Nem a pandemia acabou com os Cafés da Morte

Os Cafés da Morte são locais especialmente criados para beber chá, comer bolos e falar sobre o fim da vida. Porém, com a pandemia e a morte a ocupar os pensamentos de todos, será que …