Atletismo russo banido dos Jogos Olímpicos

Marcello Casal Jr / ABr

-

O Conselho da Associação Internacional das Federações de Atletismo (IAAF) decidiu expulsar as equipas de atletismo da Rússia dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.

A IAAF reuniu-se em Viena para decidir sobre a participação dos atletas russos nos Jogos do Rio de Janeiro, no seguimento de vários escândalos de doping nos últimos meses, que levaram à suspensão da federação russa.

Em causa estão os testes positivos em controlos de antidoping a vários atletas a acusação de um esquema para beneficiar os atletas russos prevaricadores.

O organismo entendeu que a Rússia não fez o suficiente para restaurar a confiança na integridade dos seus atletas, e não foram levados a cabo esforços suficientes para que fosse assegurado que estes incidentes não voltariam a suceder.

A decisão final irá caber ao Comité Olímpico Internacional, que se irá reunir na próxima terça-feira para debater o assunto, mas segundo o New York Times é pouco provável que venha a contrariar a decisão da federação internacional.

Tudo aponta para que a Rússia recorra da decisão para o Tribunal Arbitral do Desporto (TAS), já que os atletas entendem que os seus direitos estão a ser violados.

Dificuldade de controlos

Esta quarta-feira, a Agência Mundial Antidopagem (AMA) divulgou um relatório demolidor sobre o trabalho recentemente desenvolvido na Rússia, referindo situações de ameaças, intimidação dos serviços secretos e grandes dificuldades para realizar controlos no país.

A AMA relata que agentes armados do FSB (serviços secretos russos) ameaçaram expulsar do país elementos das suas brigadas antidoping e cita casos de extrema dificuldade para se chegar a atletas residentes em cidades de difícil acesso.

O acesso foi pedido em fevereiro e só em maio foi garantido pela agência antidopagem russa (RUSADA), sem que, no entanto, tenham sido fornecidos documentos pelo ministério dos Desportos. Os controladores que tentaram a ir foram “vítimas de intimidação”, acusa a AMA, pelo que foi muito complicado avaliar o progresso da Rússia no combate ao doping.

Foram feitos 2.947 controlos entre 18 de novembro 2015 e 29 de maio de 2016, com 52 resultados anormais, dos quais 49 por meldonium, só que, no mesmo período, ficaram por fazer 736 controlos, um número considerado muito elevado pela AMA.

Entre outras situações, a AMA cita ainda os casos de amostras colhidas na Rússia e enviadas para laboratórios acreditados fora do país terem sido abertas pela alfândega russa.

Ainda esta sexta-feira, horas antes da decisão sobre a sua presença nos Jogos Olímpicos Rio2016, o governo russo apelou à IAAF para que levante a interdição de participação em competições internacionais imposta aos atletas russos.

“A Rússia fez tudo o possível para assegurar que os seus atletas participem nuns Jogos Olímpicos justos e limpos. Em função dos nossos esforços, peço-vos que reconsiderem a vossa posição sobre a suspensão dos nossos atletas”, afirmou o ministro russo dos Desportos, Vitali Moutko, em carta aberta dirigida à IAAF.

ZAP

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Está bem, deixem lá vir os atletas russos, qual é o problema?!

    Não há lugar a controlos anti-doping nos Jogos Olímpicos? Nessa ocasião logo se verá…

Índice de transmissibilidade sobe. É de 0,71 em Portugal Continental (e acima de 1 nas ilhas)

O índice de transmissibilidade da covid-19 subiu ligeiramente a nível nacional nas últimas duas semanas. Entre 24 e 28 de fevereiro, o índice foi de 0,71. O índice médio de transmissibilidade (Rt) do vírus SARS-CoV-2 está …

Museu Neandertal responde a Joe Biden. "Eram mais espertos do que pensa"

O Museu Neandertal, na Alemanha, endereçou um convite ao Presidente norte-americano Joe Biden, depois de o governante ter considerado a decisão do governador do Texas de acabar com a obrigatoriedade de utilização de máscara um …

Olhos postos no Senegal. Violentos protestos contra a prisão do opositor do Governo

Os confrontos no Senegal, os piores dos últimos anos, foram desencadeados pela detenção do líder da oposição Ousmane Sonko. Os confrontos eclodiram em Dakar, na quinta-feira, depois de o principal líder da oposição, Ousmane Sonko, ter …

Grupo de cientistas questiona missão da OMS e pede investigação independente na China

Um grupo de cientistas está a pedir uma investigação independente sobre a origem do Sars-CoV-2, com acesso total aos registos da China. Um grupo de cientistas escreveu uma carta aberta, divulgada nos jornais Le Monde e …

Brasil a braços com uma tragédia anunciada. República Checa pede ajuda estrangeira

No Brasil, o número diário de mortes já ultrapassou o dos Estados Unidos. Alemanha, Suíça e Polónia estão a disponibilizar os seus hospitais para receber casos graves de covid-19 da República Checa. Em relação a número …

Iniciativa Liberal diz não a Moedas e avança com candidatura em Lisboa

Este sábado, a Iniciativa Liberal rejeitou integrar a megacolicação encabeçada por Carlos Moedas e anunciou um candidato próprio à Câmara de Lisboa.  Foi este sábado, na Praça do Município, que João Cotrim de Figueiredo, líder do …

Agente da PSP que chamou "aberração" a Ventura suspenso por 10 dias

A Direção Nacional da Polícia de Segurança Pública (PSP) confirmou a suspensão de dez dias a Manuel Morais, o agente que chamou "aberração" a André Ventura. O agente da PSP Manuel Morais vai iniciar, este sábado, …

1.007 novos casos e 26 mortes nas últimas 24 horas

Portugal registou este sábado 26 mortes e 1.007 novos casos de infeção nas últimas 24 horas, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS). O boletim epidemiológico deste sábado, divulgado pela Direção-Geral da Saúde, dá conta de 1.007 …

Publicada lista de entidades abrangidas por alargamento da ADSE

A ADSE já publicou a lista de entidades abrangidas pelo alargamento do subsistema de saúde da função pública aos trabalhadores com contrato individual de trabalho. As entidades reguladoras e a maioria das empresas municipais foram …

O "caminho ainda é longo", mas Portugal já administrou um milhão de vacinas

Esta sexta-feira, Portugal ultrapassou o marco do primeiro milhão de vacinas administradas, mas o "caminho ainda é longo". Portugal ultrapassou, esta sexta-feira, um milhão de vacinas contra a covid-19 administradas, uma marca que o secretário de …