Atentado em Manchester “podia ter sido evitado”

A ministra do Interior, Amber Rudd, revelou as principais conclusões de um relatório que analisou os quatro ataques terroristas que ocorreram entre março e junho deste ano. O atentado que ocorreu em maio, na Arena de Manchester, após um concerto de Ariana Grande, “podia ter sido evitado”.

Segundo o relatório, entregue em outubro ao Ministério do Interior e divulgado agora pelo Governo Britânico, Salman Abedi, o autor do atentado de Manchester estava já a ser investigado pela polícia.

O documento, assinado por David Anderson, conselheiro da rainha, revela que os serviços secretos britânicos tinham informações sobre o bombista responsável pelo atentado e estavam já a seguir os seus passos. “O atentado podia ter sido evitado, caso a sucessão de acontecimentos tivesse sido diferente”, explica.

De acordo com a Euronews, a ministra do Interior assumiu que o MI5, os serviços secretos do país, não terá avaliado com a devida atenção a importância das informações recolhidas até então sobre Abedi, cujos passos já estavam a ser seguidos desde 2014.

Nos meses anteriores ao atentado, o MI5 recebeu informações sobre o bombista que teriam sido “muito relevantes” na compreensão do ataque. Se uma investigação tivesse sido reaberta naquele momento, os planos de Abedi poderiam ter sido interrompidos. O MI5 considera que teria sido improvável”, afirmou Anderson.

O relatório revela que o bombista suicida, de 22 anos, regressão ao Reino Unido, vindo da Líbia, apenas quatro dias antes do ataque e não terá sido interrogado pelas autoridades aquando da sua entrada no país.

Além disso, sabe-se agora que o MI5 tinha uma reunião marcada para 31 de maio com o intuito de discutir as investigações a Abedi, mas as autoridades britânicas não foram a tempo de evitar o ataque de 22 de maio.

A direção da agência de segurança britânica afirma que, ao longo do último ano, evitou nove ataques terroristas. No entanto, David Anderson apela a uma melhor relação entre as diferentes forças de segurança, assim como uma maior partilha da informação.

O relatório analisou os ataques ocorridos em Westminster, Manchester, London Bridge e Finsbury Park, que fizeram, entre março e junho deste ano, um total de 36 vítimas mortais.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Portugal "não está livre de uma quarta vaga" de contágios quando desconfinar

Na quarta-feira, Graça Freitas admitiu que Portugal pode voltar a enfrentar uma nova vaga da pandemia de covid-19 nos próximos meses. O epidemiologista Manuel Carmo Gomes repete o alerta da diretora-geral da Saúde. Portugal pode enfrentar …

PCP propõe estender moratórias por seis meses. BE quer ouvir Centeno

O PCP quer estender as moratórias bancárias, que vão terminar dentro de algumas semanas, por seis meses. O Bloco de Esquerda entregou um requerimento, com carácter de urgência, para ouvir o Governador do Banco de …

Plano de desconfinamento tem várias velocidades, mas não tem datas

O primeiro esboço do plano de desconfinamento já chegou a São Bento e será apresentado na reunião do Infarmed, marcada para a próxima segunda-feira. A equipa de peritos - liderada por Óscar Felgueiras, da ARS/Norte, e …

Átomo extinto revela segredos da infância do Sistema Solar

Usando o átomo extinto nióbio-92, uma equipa de investigadores da ETH Zurich, na Suíça, conseguiu explicar eventos do início do sistema solar com a maior precisão de sempre. Se um átomo de um elemento químico tiver um …

Marcelo cria nova equipa em Belém para controlar "bazuca" europeia

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, criou uma equipa para manter uma vigilância apertada sobre a gestão do dinheiro que chega da "bazuca" europeia. Marcelo Rebelo de Sousa criou uma nova equipa para a …

Espanha vai proibir viagens durante a Páscoa. França, Hungria e Brasil com novas restrições

Espanha prepara-se para aprovar um plano de desconfinamento para as próximas semanas, particularmente para a Páscoa, que prevê a proibição de viajar entre as suas comunidades autónomas e recolher obrigatório entre as 22h00 e as …

FBI detém funcionário de Donald Trump pela invasão ao Capitólio

O Departamento Federal de Investigação (FBI) deteve na quinta-feira um funcionário do ex-Presidente dos Estados Unidos Donald Trump pela invasão ao Capitólio a 6 de janeiro, noticiaram os media norte-americanos. Trata-se de Federico Klein, um homem …

Bebidas, fatos e centro "fantasma". Presidência portuguesa da UE debaixo de fogo após gastos "incomuns"

A presidência portuguesa do Conselho Europeu está no olho do furacão depois de uma reportagem que evidencia as "despesas incomuns" com bebidas, fatos e um centro de imprensa "fantasma", em contratos que custaram "centenas de …

Padres, provedores e autarcas. MP investiga casos de vacinação indevida

A investigação do Ministério Público (MP) e da Polícia Judiciária (PJ) conta já com 33 casos suspeitos de vacinação indevida, estendendo-se a padres, provedores de misericórdias, administradores hospitalares e autarcas. Desde o início da campanha da …

Atrasos na vacina da Pfizer condicionam vacinação de doentes de risco entre os 65 e os 79

A vacinação de doentes de risco entre 65 e os 79 anos está condicionada pela chegada de mais vacinas da Pfizer. Na união Europeia, Portugal é o quinto país com a percentagem mais elevada de doses …