Chega sob suspeita de falsificação. Há assinaturas de menores e de pessoas que já morreram

João Relvas / Lusa

O Ministério Público pediu acesso ao processo de criação do novo partido Chega por considerar que podem existir indícios da prática de crimes, nomeadamente falsificação ou contrafação de documentos.

Em causa está o atribulado processo de criação do partido que, segundo os juízes do Tribunal Constitucional, na decisão a que a TSF teve acesso, revelou indícios que “não são tranquilizadores” quanto à forma como foram feitas ou obtidas tantas assinaturas irregulares para avançar com o Chega.

Numa primeira fase, os fundadores do partido apresentaram 8.312 assinaturas de cidadãos eleitores, mas depois de análise apenas foram validadas 6.499. As restantes 1.813 foram consideradas irregulares. Confrontados com o problema, os fundadores voltariam a apresentar centenas de assinaturas que também não puderam ser aceites.

Na resposta aos primeiros problemas levantados pelo Tribunal Constitucional, o Chega apresentou mais 2.223 assinaturas a subscrever a criação do partido, mas mesmo assim, destas, 826 voltaram a apresentar problemas. Ao todo, nas duas fases, cerca de 2.600 assinaturas foram consideradas irregulares.

O tribunal adianta que uma amostra analisada permitiu perceber que “além da falta de coincidência entre os números de cartão de cidadão e os nomes dos respetivos titulares, de entre os registos não validados encontram-se igualmente múltiplos casos de subscritores menores de idade ou já falecidos“.

O jornal avança com exemplo como o jovem Simão, que depois de cruzado o nome com o número do cartão de cidadão se percebeu que não tinha nascido a 15 de setembro de 2000, mas na mesma data em 2011, tendo por isso apenas oito anos. Outro caso é o do senhor Adelino, já falecido, que se fosse vivo teria 114 anos.

Os juízes acrescentam que a maior parte das assinaturas irregulares apresentadas pelo futuro partido referiam-se a números de cartão de cidadão não coincidentes com o nome dos subscritores.

As 6.499 assinaturas já validadas na primeira fase mais as 1.397 validadas na segunda fase ultrapassariam o limite de 7.500 necessárias para criar um partido, pelo que os juízes concluem que têm de aceitar a criação do Chega.

Garantindo que a maioria dos problemas foram apenas lapsos de escrita ou constrangimentos legais, na resposta que enviaram aos juízes depois de detetadas as primeiras irregularidades, os fundadores do Chega garantiram que recolheram as assinaturas de “boa-fé” acreditando na verdade dos dados transmitidos pelos subscritores.

Na decisão em que aceita as novas assinaturas como suficientes para criar o Chega, o Ministério Público sublinha, no entanto, que o partido não esclareceu cabalmente as irregularidades encontradas, “não identificando os seus causadores, não descrevendo o procedimento adotado na recolha, exame, confirmação e comunicação das subscrições nem esclarecendo qual a responsabilidade dos requerentes-subscritores no sucesso descrito”.

Apesar das interrogações e falta de tranquilidade sublinhadas por juízes e magistrados do Ministério Público, o Tribunal Constitucional aceitou a inscrição do Chega como o 24.º partido da democracia portuguesa, recordando que não tem competência para avaliar as consequências dos indícios criminais encontrados.

ZAP //

PARTILHAR

10 COMENTÁRIOS

  1. A ser verdade, afinal parece que NÃO CHEGA; só muda mesmo o cheiro, porque de resto, acabam por ser todos iguais: só querem mesmo é o poleiro.

    • Não. Quem terá falsificado terão sido as pessoas que, de má fé, deram os dados trocados. Só para prejudicar o partido. Há gente imaginativa e capaz de tudo.

  2. Epá isto é muito bom!.. Assinaturas de putos e defuntos e vamos embora com a formalização do partido!.. Ainda dizem que o TC os prejudica e mais não sei o quê…

    Assim andam os populismos da Europa. Levados ao colo pelas instituições que melhor nos deviam proteger deles. Já não basta o Brexit, com a campanha Leave a ter infringido a Lei Eleitoral Britânica, tendo ultrapassado escandalosa e ilegalmente o limite de gastos… E mesmo assim dizem que o referendo é válido e que o povo votou pra sair.

    Mas claro que os Populistas, que por natureza são bebés chorões, vão sempre dizer que são discriminados e umas vítimas.

    Eu diria mesmo mais… CHEGA de André Ventura!.. BASTA de André Ventura!..

  3. É normal que um partido de garotos possa ser legalizado utilizando assinaturas de menores. E depois vão governar o Portugal dos Pequenitos!

  4. Mas não foi o CHEGA e o Andre ventura a dizer que ia fazer queixa por suspeita de haverem pessoas a assinar para prejudicar propositadamente o partido CHEGA?
    E agora sai um spin-off encomendado pela esquerda de que é o Ministerio Publico que afinal quer investir

RESPONDER

Puigdemont em liberdade, mas com proibição de sair da Sardenha

O Tribunal de Recurso de Sassari decidiu, esta sexta-feira, deixar em liberdade o ex-presidente catalão Carles Puigdemont. Enquanto decorrer o processo judicial, não pode sair da ilha italiana. Carles Puigdemont saiu em liberdade esta sexta-feira, depois …

Centenas de pessoas protestam em Barcelona contra a prisão de Puigdemont em Itália

Centenas de pessoas reuniram-se próximo do consulado italiano em Barcelona em protesto contra a prisão de Carles Puigdemont. Centenas de pessoas reuniram-se esta sexta-feira próximo do consulado italiano em Barcelona, guardado por um forte dispositivo da …

Portugal com mais 9 mortes e 757 casos de covid-19

Portugal registou 757 novos casos e nove mortes na sequência da infeção por covid-19, de acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde. Segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde, Portugal registou, nas últimas …

EUA comprometem-se a tomar medidas concretas para resolver diferenças com França

Os Estados Unidos continuam a tentar resolver as diferenças com a França na sequência da crise dos submarinos, com o secretário de Estado a admitir que Washington terá de tomar medidas concretas para reconquistar a …

Portugueses suspeitos de violação em Espanha vão ser libertados

Depois de um recurso inicial ter sido rejeitado por perigo de fuga, um tribunal de instância superior aceitou o pedido de libertação dos dois portugueses que estavam em prisão preventiva desde Julho. Vão ser libertados esta …

Administração da insolvência defende a viabilização da Dielmar

As manifestações de interesse na compra da Dielmar devem ser apresentadas até à próxima segunda-feira. A assembleia de credores está marcada para 6 de Outubro. Segundo revela uma fonte próxima ao Jornal Económico, o administrador da …

FBI emite mandado de detenção a Brian Laundrie, namorado de Gabby Petito

O namorado de Gabby Petito desapareceu três dias depois da jovem também ter sido dada como desaparecida. O jovem de 23 anos está também a ser acusado de fraude bancária. O FBI emitiu esta quarta-feira um …

Cavidade gigante no espaço lança nova luz sobre a formação estelar

Astrónomos que analisaram mapas 3D das formas e tamanhos de nuvens moleculares próximas descobriram uma cavidade gigantesca no espaço. O vazio em forma de esfera, descrito na revista The Astrophysical Journal Letters, abrange cerca de 150 …

Professor que fazia vídeos obscenos foi suspenso

O Ministério da Educação suspendeu o professor de Economia e Direito da Escola Secundária Eça de Queirós, na Póvoa de Varzim, que terá um canal de YouTube com vídeos obscenos. O docente da Secundária Eça de …

Bolsonaro quis apostar caixa de uísque com Boris Johnson por “anticorpos”

O Presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, revelou na quinta-feira que tentou "apostar uma caixa de uísque" com o primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, alegando ter mais anticorpos para a covid-19 do que o britânico. A sugestão …