Assange pode suicidar-se se for extraditado para os EUA, diz advogado

acidpolly / Flickr

Julian Assange, fundador do WikiLeaks

Esta segunda-feira, o advogado Edward Fitzgerald avisou que Julian Assange pode suicidar-se se for extraditado para os Estados Unidos.

Julian Assange pode suicidar-se se for extraditado para os Estados Unidos, avisou um dos seus advogados de defesa, Edward Fitzgerald, num tribunal em Londres, no Reino Unido.

Por sua vez, os advogados que requerem a sua extradição disseram que o fundador do WikiLeaks deve ser extraditado e julgado em solo americano por ser um “vulgar criminoso” e ter posto em risco as vidas de centenas de informadores dos serviços de inteligência.

De acordo com o Público, o julgamento sobre o pedido de extradição começou esta segunda-feira no tribunal londrino. Caso seja extraditado, Julian Assange será acusado de 18 crimes e corre o risco de ser condenado a uma pena de prisão de até 175 anos.

A defesa do fundador do site argumentou que a extradição pode levá-lo a suicidar-se ao pô-lo numa situação desumana e de tratamento degradante, dado que a pena de prisão será desproporcionada.

Na semana passada, dois deputados australianos, George Christensen e Andrew Wilkie, já tinham denunciado que Assange está a sofrer “tortura psicológica” na prisão de alta segurança, onde se encontra detido desde maio.

“Não quero falar de forma demasiado pejorativa sobre o estado em que o vimos, mas era o género de estado que se espera de um homem que foi absolutamente privado e isolado e que não sabe o que se está a passar”, disse Christensen, citado pelo Sydney Morning Herald. “Ficou claro para nós que o seu estado mental não é bom.”

Também em novembro, dezenas de médicos escreveram uma carta aberta a alertar que Julian Assange poderia morrer na prisão se não recebesse, o mais depressa possível, os cuidados médicos necessários.

 

Além de se basear em questões de saúde, a defesa do australiano alega ainda que os Estados Unidos querem a extradição por “motivos políticos“, depois de ter denunciado que o chefe de Estado norte-americano, Donald Trump, lhe ofereceu um perdão presidencial em troca de dizer que a Rússia não esteve envolvida no roubo de e-mails democratas em 2016.

“O Presidente Trump chegou ao poder com uma nova abordagem à liberdade de expressão e nova hostilidade para com a imprensa, declarando efetivamente guerra aos jornalistas de investigação”, disse Fitzgerald, referindo que a Administração de Obama tinha decidido não acusar Julian Assange.

James Lewis, advogado que representa os EUA em tribunal, recusou qualquer motivação política e caracterizou Assange como um “vulgar criminoso” que ajudou a divulgar documentos secretos, pondo em risco as vidas de centenas de informadores dos serviços secretos e Departamento de Estado.

Nesse sentido, James Lewis defendeu ainda que Julian Assange não pode usar o jornalismo como desculpa para a pirataria informática e que não cabe ao tribunal britânico decidir se ele é um jornalista ou um hacker.

Assange divulgou 250 mil documentos confidenciais do Departamento de Estado e vídeos das Forças Armadas que provaram crimes de guerra no Iraque e no Afeganistão. Em 2012, procurou refúgio na embaixada do Equador em Londres e por lá se manteve durante sete anos, até as autoridades equatorianas lhe revogarem acolhimento.

Em abril de 2019, a polícia britânica deteve-o por ter violado a liberdade condicional e está detido desde então numa prisão de alta segurança aguardando a decisão do tribunal britânico sobre o pedido de extradição norte-americano.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Palácio onde Churchill nasceu muda nome do "Quarto Indiano" (para afastar polémica sobre ligações coloniais)

O Palácio de Blenheim mudou o nome da sua “Sala Indiana” para evitar polémica sobre ligações coloniais numa nova exposição sobre Winston Churchill. Uma exposição intitulada "O Grande Britânico" no local de nascimento do líder do …

militares a cantar hino do Sporting na parada

Exército investiga vídeo de militares a cantar hino do Sporting na parada

O vídeo que mostra recrutas de um quartel do Funchal, na Madeira, a entoar cânticos de apoio ao Sporting durante uma parada militar está a ser investigado pelo Exército. O episódio terá acontecido depois de …

Autoridade Marítima diz que multas nas praias ainda não podem ser aplicadas

A Autoridade Marítima Nacional explicou hoje que a fiscalização das praias se vai pautar pela sensibilização para o cumprimento das medidas de prevenção da covid-19, indicando que as coimas por incumprimento só podem ser aplicadas …

Trabalhadores das cantinas e refeitórios em greve na 2.ª feira por aumentos salariais

Os trabalhadores das cantinas, refeitórios, fábricas de refeições e bares concessionados vão estar em greve na segunda-feira, por aumentos salariais, segundo a Federação dos Sindicatos de Agricultura, Alimentação, Bebidas, Hotelaria e Turismo de Portugal (FESAHT). Além …

469 novos casos, 7 mortes e 386 recuperados em Portugal nas últimas 24 horas

Portugal registou, nas últimas 24 horas, sete mortes atribuídas à covid-19 e 469 novos casos de infeção pelo coronavírus SARS-CoV-2, segundo o boletim epidemiológico da Direção Geral da Saúde. O número de internamentos continua a descer. …

Limpeza, segurança e discrição. O Monte de Saint Michael procura um "rei" para o seu castelo

O Monte de Saint Michael, uma fortificação histórica na Cornualha, está a procura de um "rei". O trabalho inclui a responsabilidade pela segurança e proteção do castelo.  Abriram as inscrições para um "oficial do castelo" residente …

China cancela subidas ao Evereste por receio de casos vindos do Nepal

A China cancelou as permissões de escalar o Monte Evereste do seu lado do pico mais alto do mundo devido ao receio de importar casos de covid-19 do vizinho Nepal, noticiou a imprensa estatal. O encerramento …

Marcelo e Ferro repudiam identificação “inaceitável” de deputada em notícia da Lusa

O Presidente da República e o presidente da Assembleia da República condenaram a “lamentável notícia” da Lusa na qual se identificava a deputada do PS, Romualda Fernandes, de modo “a todos os títulos inaceitável”. A …

Museu Nacional Soares dos Reis reabre (e revela peças raramente vistas)

O Museu Nacional de Soares dos Reis, no Porto, reabre este sábado com três exposições temporárias e um concerto do Ensemble Vento do Norte, porque é “urgente devolver o Museu à cidade e ao país”, …

Portugal tenta anular decisão de Bruxelas sobre ajudas ilegais na Zona Franca da Madeira

Na mesma altura que prepara a recuperação das ajudas às empresas, Portugal recorreu ao Tribunal para anular a decisão da Comissão Europeia que declarou ilegais as ajudas públicas atribuídas através da Zona Franca da Madeira …