/

Após novo interrogatório, Sócrates vai mesmo ser acusado de corrupção

11

Mário Cruz / Lusa

O antigo primeiro-ministro, José Sócrates

O antigo primeiro-ministro, José Sócrates.

O Ministério Público vai voltar a interrogar José Sócrates, na próxima segunda-feira, no âmbito da Operação Marquês, para o confrontar uma última vez, antes de avançar com a acusação por corrupção contra o ex-primeiro-ministro, garante o Expresso.

Quando faltam apenas cinco dias úteis para terminar o prazo dado pela Procuradora-Geral da República (PGR), Joana Marques Vidal, para que seja deduzida a acusação no processo Operação Marquês, sai a notícia de que José Sócrates voltará a ser interrogado pelo Ministério Público (MP).

O jornal Expresso garante que o objectivo é confrontar o ex-primeiro-ministro com as “provas robustas” recolhidas contra ele pelos investigadores do mega-processo que conta com 23 arguidos.

O MP estará certo de que Sócrates foi “corrompido por 23 milhões de euros” e vai avançar com uma acusação por corrupção, fraude fiscal qualificada e branqueamento de capitais, salienta o semanário.

A SIC avança que Sócrates será interrogado pela terceira vez, no âmbito da Operação Marquês, na segunda-feira à tarde, 13 de Março.

O ex-primeiro-ministro deverá ser confrontado com os indícios recolhidos recentemente, pelo MP em torno da OPA fracassada da Sonae à Portugal Telecom, em 2007, e da venda e compra das operadoras telefónicas brasileiras Vivo e Oi, em 2010.

Os investigadores acreditam que o ex-governante recebeu 17,5 milhões de euros do antigo líder do BES, Ricardo Salgado, como contrapartidas para “enterrar a PT” em benefício do Grupo Espírito Santo.

Além disso, Sócrates é acusado de ter recebido 2 milhões de euros no âmbito do empreendimento turístico de Vale do Lobo, no Algarve, e o restante valor terá saído do Grupo Lena.

O Expresso também nota que, além de Sócrates, serão ainda ouvidos novamente, pelo MP, a ex-mulher do ex-primeiro-ministro, Sofia Fava, e o seu amigo, Carlos Santos Silva, bem como o ex-ministro e ex-administrador da Caixa Geral de Depósitos, Armando Vara.

O prazo para ser deduzida acusação na Operação Marquês termina no dia 17 de Março.

  ZAP //

11 Comments

  1. A ver se engaiolam este chungoso de uma vez por todas que já se gastou demasiado dinheiro em processos e tribunais e palhaçadas. So é pena o Portas e mais meia dúzia não lhe irem fazer companhia.

  2. Alguém acredita que quando engailoram este socas, o MP e o Carlos Alexandre não tinham provas mais que robustas para o fazerem? Alguém acredita que se mete na pildra um ex primeiro ministro só pelo ladrar dos cães? Por muito menos passou o Isaltino anos na Carregueira. Vamos a ver o que isto dá porque eles vão espernear até à exaustão. O não arranja um juiz que destrua tudo só se não puderem!!

    • “Alguém acredita que quando engailoram este socas, o MP e o Carlos Alexandre não tinham provas mais que robustas para o fazerem?”. Eu acredito (tenho quase a certeza)! “Alguém acredita que se mete na pildra um ex primeiro ministro só pelo ladrar dos cães?” Eu acredito (tenho ainda mais certeza que a anterior afirmação)! O que me espanta é que ainda há gente que acredita naquilo que o sr acredita. Independentemente se odeia ou não o “socas”. É óbvio que o MP fez esta palhaçada toda, não “só pelo ladrar dos cães”, mas também por uma vingança mesquinha de quem lhe foi tirado algumas (?) regalias. Ainda acredita que “eles” têm provas “robustas”? Ha, ha, ha, ha!!!
      Mas o melhor, foi a sua última frase: “…arranja um juiz que destrua tudo só se não puderem!!”. Caso não saiba, todo este processo foi feito de forma atabalhoada para esse efeito que sugere. Para dar em nada. O objectivo (que os cegos não querem ver) era enterrar (vingar-se) o Sócrates. Objectivo atingido. Tudo o que vier é um bónus (talvez surja uma prova dos céus, quem saiba, bem robusta e sólida para partir a tola a alguém)! Quer continuar a acreditar na “honestidade” desta “justiça”, neste caso em específico? Pois acredite. Seja feliz! Eu não!

  3. Muito muito curioso… Um comentário/resposta ao Desiludido (e penso que até teve resposta) é retirado? Dizia eu, nesse comentário, que acreditava naquilo que o Desiludido não acreditava. Em resposta, o Sr Desiludido disse qualquer coisa como “acreditar” no socas. E; em resposta disse que nunca tinha dito para quem quer que fosse acreditasse em quem quer que fosse. Boa Zap! Não restam dúvidas. Não só publicam aquilo que vos interessa (têm todo o direito (?)) mas também censuram comentários já publicados! Será que é porque digo a verdade (e essa magoa)? Será que é porque faço acusações graves (coisa que o Zap faz quase todos os dias assim como alguns comentadores)? O que me espanta não é o facto de ter sido censurado. É o facto de ter sido publicado e depois retirado. Se calhar feri a sensibilidade de algum juiz (que devia ter vergonha) que por aqui anda… Independência e imparcialidade. Boa Zap!

    Nota: E o sr Desiludido não diz nada?

  4. …E, curiosamente, os comentários são repostos. Terá sido um milagre à la Teodora? será que vão “fugir” outra vez?

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.