Ameaça de Brexit leva moeda britânica ao fundo

A libra esterlina registou esta quarta-feira a cotação mais baixa em sete anos face ao dólar devido à incerteza sobre a permanência do país na União Europeia (UE).

A cotação da libra face ao dólar caiu para 1,40 dólares pela primeira vez desde março de 2009 e estava a negociar-se nos mercados de câmbios a 1,3928 dólares, menos 0,67% do que na sessão anterior, e a 1,2677 euros, menos 0,37%.

A divisa britânica também estava a recuar face ao iene, a cotar-se a 155,68 ienes, menos 0,97%.

A libra tem estado a cair desde segunda-feira, dia em que vários ministros do Governo britânico e o presidente da Câmara de Londres, Boris Johnson, confirmaram que vão apoiar o ‘Brexit’ (junção das palavras em inglês Britan e exit, saída da UE) no referendo sobre a permanência do país na UE que se vai realizar a 23 de junho.

A incerteza sobre o futuro do Reino Unido, com a possibilidade de ‘Brexit’, tem estado a pressionar a libra, que na última segunda-feira registou uma queda brusca diária de 2%, a de maior dimensão desde janeiro de 2015.

A perspetiva de uma saída, bem como as divisões internas que atingem o Governo britânico alarmaram os investidores, que preveem uma grande volatilidade até ao dia do referendo, referiram analistas citados pela Efe.

A depreciação da libra esterlina também afasta a possibilidade de o Banco de Inglaterra subir as taxas de juro, que estão no mínimo histórico de 0,5% desde março de 2009.

Por outro lado, apesar da depreciação da moeda favorecer o turismo e as exportações, também pode gerar um aumento da inflação causada pelas importações mais caras.

O primeiro-ministro britânico, David Cameron, anunciou no sábado que o referendo se vai realizar na quinta-feira, 23 de junho, depois de ter concluído um acordo de reformas da UE com os parceiros europeus.

O acordo concluído por Cameron na sexta-feira em Bruxelas permitirá ao Governo britânico limitar as ajudas públicas a trabalhadores comunitários no Reino Unido durante um período de quatro anos, bem como adaptar as ajudas por filhos que vivem fora das ilhas britânicas ao custo do nível de vida daqueles países.

Também exclui o Reino Unido de qualquer medida destinada a aumentar uma maior integração política com a Europa e cria mecanismos para que os países fora da zona euro forcem um debate sobre leis que consideram contrárias aos seus interesses.

Bom Dia

PARTILHAR

RESPONDER

Porsche e Boeing unem-se em projeto de táxi aéreo premium

A Porsche e a Boeing estão a unir esforços para explorar o mercado de mobilidade área urbana. Aproveitando os seus pontos fortes, as duas empresas prometem desenvolver um táxi aéreo para o futuro. Numa verdadeira fusão …

Fotografia com pombos? Na Tailândia, há "profissionais" contratados para assustá-los

A área de uma das portas da cidade, Tha Pae, parte do que resta da muralha vermelha que protegia a cidade antiga em Chiang Mai, na Tailândia, é uma das maiores atrações turísticas locais. Os turistas …

Sky News lança canal sem qualquer notícia sobre o Brexit

O canal Sky News Brexit-Free foi esta quarta-feira para o ar às 17h horas, sendo que os seus programas serão transmitidos até às 22h, de segunda a sexta-feira. O grupo de televisão britânico Sky vai lançou …

Vacina contra o cancro da mama pode estar disponível dentro de 8 anos

Investigadores da Clínica Mayo desenvolveram uma vacina contra o cancro ovário e da mama que poderá estar disponível comercialmente dentro de apenas oito anos. A ideia da vacina é estimular o próprio sistema imunológico dos pacientes …

Busca pelo avião de Amelia Earhart só encontrou chapéus, detritos de um naufrágio e uma lata de refrigerante

A mais recente busca pelos restos do avião de Amelia Earhart, a famosa aviadora americana que desapareceu sobre o Pacífico em 1937, terminou sem resultados. De acordo com o jornal norte-americano The New York Times, a investigação …

Protestos em Hong Kong. LeBron acusado de apoiar regime chinês

A super estrela do basquetebol LeBron James juntou-se à polémica entre a NBA e a China, após apelidar de “mal-informado” o treinador dos Houston Rockets, Daryl Morey, que expressou apoio aos manifestantes em Hong Kong …

Acordo para o Brexit está "prestes a ficar fechado"

A chanceler alemã, Angela Merkel, e o Presidente francês, Emmanuel Macron, disseram esta quarta-feira que um acordo para o Brexit está em finalização e poderá ser apresentado quinta-feira para aprovação no Conselho Europeu. "Quero acreditar que …

Em Chernobyl, estão a desaparecer "as memórias que as pessoas deixaram para trás"

Chernobyl é, atualmente, a maior atração internacional da Ucrânia e o novo presidente, Volodymyr Zelenski, já apresentou um projeto para trazer ainda mais turistas. No entanto, estão a desaparecer "as memórias que as pessoas deixaram …

Huawei afirma que a tecnologia 6G vai estar disponível daqui a 10 anos

O CEO da Huawei, Ren Zhengfei, assinalou, durante uma entrevista à CNBC, que a sua empresa está a trabalhar em redes móveis 6G, que estarão completamente desenvolvidas daqui a 10 anos.   "Trabalhámos em 5G e 6G …

Nazismo e comunismo classificados em pé de igualdade pelo Parlamento Europeu

No passado dia 19 de setembro, a União Europeia colocou comunismo e nazismo em pé de igualdade, depois de aprovar no Parlamento Europeu uma resolução condenando ambos os regimes por terem cometido "genocídios e deportações …