Afinal, Portugal pode atingir linha vermelha em poucas semanas

Num relatório conhecido este fim de semana, as autoridades de saúde previam mais de dois meses até Portugal atingir a linha vermelha. Contudo, os números atualizados revelam um crescimento mais rápido da incidência da infeção.

Um relatório do Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge (INSA), conhecido no sábado, estimava que Portugal podia atingir uma taxa de incidência de 120 casos por 100 mil habitantes daqui a dois ou mais meses.

No entanto, segundo a TSF, Portugal pode chegar à linha vermelha muito mais cedo do que foi previsto pelas autoridades de saúde – possivelmente, já na próxima semana.

A incidência da infeção é um dos dois principais indicadores, a par com a taxa de transmissibilidade R(t), que podem fazer travar ou reverter as medidas de desconfinamento.

Esta segunda-feira, o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS) já revelava um aumento do R(t) e da incidência. No entanto, Carlos Antunes, perito da equipa da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa que tem colaborado com as autoridades, explicou ao matutino que o cálculo tem uma semana de atraso.

Numa semana, de acordo com a DGS, a incidência passou de 63 para 70 novos casos por 100 mil habitantes e o R(t) de 0,98 para 1,04. Estes números revelam um “ritmo de aumento do R(t) de uma centésima por dia e de dia 5 até dia 12 de abril serão sete centésimas”.

“À data de hoje, 1,04+0,7 dará 1,11 o que confere com o valor que eu também estimo de 1,09, dentro da magnitude de 1,10 que será aquilo que estaremos a assistir atualmente”, disse, em declarações à TSF.

Isto significa que Portugal pode atingir a linha vermelha muito mais cedo do que o esperado. “O parâmetro está a evoluir muito rapidamente e cálculo à data de hoje com uma duplicação de casos a cada 20 dias”, havendo mesmo a “probabilidade elevada de chegarmos aos 120 casos por 100 mil habitantes já na próxima semana“, afirmou.

O especialista acrescentou que pode ser altura de pensar se devemos ou não continuar o processo de desconfinamento. “Começa a preocupar, primeiro porque a tendência está consolidada. Segundo porque para inverter essa tendência teria de acontecer algo para reduzir ou retrair esses contágios e o que acontece é exatamente o contrário”, justificou.

Contudo, apesar de o país verificar uma tendência crescente do número de novos casos a nível nacional, nem tudo são más notícias. Segundo o Público, graças à vacinação, esta realidade não é a mesma para todos os grupos etários da sociedade.

Neste momento, o ritmo de contágio está a aumentar em todas as faixas etárias exceto na de pessoas com mais de 80 anos, de acordo com Milton Severo, epidemiologista do Instituto de Saúde Pública da Universidade do Porto (ISPUP).

O especialista adiantou que o grupo em que 85% das pessoas já foi inoculada com, pelo menos, uma dose de vacina contra a covid-19 é o único em que o surgimento de novos casos está a diminuir. A vacinação é a justificação para este comportamento.

“O que se nota é que todas as faixas etárias estão em crescimento exceto a dos mais de 80 anos. Aí continua a decrescer. Tendo em conta que começaram a subir as outras e esta não, a grande diferença entre elas é a vacinação”, disse Milton Severo.

Já em relação à letalidade, o investigador do ISPUP adiantou que também houve uma redução de 50% na faixa etária dos 80 ou mais anos, passando de cerca de 25% a 1 de fevereiro para 12%.

A diminuição é mais acentuada do que a verificada em outros grupos: na faixa etária dos 60 aos 69 anos, por exemplo, a redução foi de apenas 20% (de 2,7% para 2,2%).

Liliana Malainho Liliana Malainho, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Anúncios de TV promovem mais os brindes do que o próprio fast food (e violam diretrizes do setor)

Para uma criança, a melhor parte de uma refeição de fast food não é a comida, mas o brinde que vem juntamente com a refeição. Os anúncios televisivos de fast food são regidos por diretrizes que …

“Se querem sucesso, têm de depender do sistema“. Empresário chinês é preso após disputa com o Estado

Sun Dawu, um dos empresários mais bem sucedidos da China, corre o risco de ser condenado a 25 anos de prisão, caso seja provado que cometeu os crimes dos quais está a ser acusado. O empresário …

Cientistas criam verniz para superfícies que mata bactérias em poucos minutos

Uma equipa multidisciplinar de cientistas desenvolveu um verniz para superfícies que mata bactérias, mesmo as mais resistentes, em apenas 15 minutos, anunciou a Universidade de Coimbra (UC). Trata-se de “uma solução segura e eficaz para prevenir …

Num país marcado pelo racismo, Jane Bolin fez história tornando-se a primeira juíza negra dos EUA

A 22 de julho de 1939, Jane Bolin fez história ao prestar juramento como juíza na cidade de Nova Iorque. A jovem ocupou o cargo durante 40 anos e só saiu de cena quando atingiu …

A petrolífera Exxon está a culpá-lo pelas alterações climáticas

Nos últimos anos, as empresas petrolíferas têm-se afastado do discurso de negação das alterações climáticas. Gigantes globais de energia como a Total, a Exxon, a Shell e a BP reconhecem abertamente que a mudança climática …

"Muita fraternidade”. Portugal enviou vacinas para Cabo Verde

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, disse esta segunda-feira que os indicadores da pandemia de covid-19 em Portugal permanecem "muito estáveis" e que a última grande abertura no plano de desconfinamento não teve …

Mais de metade dos alunos LGBTQI sofre bullying na escola, diz relatório

Mais de metade dos alunos LGBTQI sofre 'bullying' na escola, alertou esta segunda-feira a UNESCO, por ocasião do Dia Internacional Contra a Homofobia, Bifobia e Transfobia. A Organização Internacional de Jovens e Estudantes LGBTQI (IGLYO) e …

Telescópio vai "caçar" a luz de 30 milhões de galáxias para mapear Universo e "revelar" energia escura

Um instrumento de um telescópio nos Estados Unidos vai capturar nos próximos cinco anos a luz de quase 30 milhões de galáxias e outros objetos cósmicos, permitindo aos cientistas mapearem o Universo e desvendarem os …

Portugal ficou acima da média europeia quanto ao teletrabalho

Dados do Eurostat sobre o teletrabalho durante a pandemia revelaram que Portugal registou uma média ligeiramente superior (13,9%) à da União Europeia (12,3%) entre as pessoas com idade dos 15 e os 64 anos. Em anos …

"Idiotas". Bolsonaro critica pessoas que mantêm isolamento social na pandemia

O Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, criticou os brasileiros que seguem as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e mantêm isolamento social na pandemia, a quem chamou de 'idiotas', em conversa com os seus …