/

Acusação tem novas provas contra José Sócrates

4

José Goulão / Flickr

Ex-primeiro ministro e líder do PS, José Sócrates

José Sócrates vai ser novamente ouvido em tribunal, na próxima segunda-feira, e o juiz Carlos Alexandre deverá confrontar o ex-primeiro-ministro com novas provas, nomeadamente documentos bancários.

O jornal Correio da Manhã avança que o Ministério Público conseguiu reunir novos indícios contra José Sócrates, nomeadamente através de registos bancários relativos a contas em Portugal e na Suíça.

O diário adianta que os novos trunfos da acusação do Ministério Público são “o rasto de dinheiro na Suíça e documentos apreendidos em bancos”.

O juiz Carlos Alexandre vai agora confrontar José Sócrates com estes alegados novos dados, na próxima segunda-feira, durante a audiência em que vai decidir se mantém o ex-primeiro-ministro em prisão preventiva.

Na terça-feira da próxima semana completam-se três meses desde que foi decretada a prisão preventiva de José Sócrates.

Carlos Alexandre tem assim que decidir se mantém esta medida de coação pelo mesmo período de tempo ou se optará por outras medidas de coacção.

José Sócrates encontra-se preso preventivamente desde 24 de Novembro de 2014, sob suspeita de crimes de branqueamento de capitais, de corrupção e de fraude fiscal.

SV, ZAP

4 Comments

  1. Se fosse num País a sério era fuzilado com mais meia dúzia de amigos do PS e alguns PSDs que desgraçaram Portugal. Que saudades do Salazar!

    • Não é preciso violência. Se o matássemos ainda alguém fazia dele um mártir. Assim vai ficar na gaiola até ninguém ter saudades dele, como o Carlos Cruz.

  2. O Mário e o Zé, comentadores deste espaço, andam a ver muitos filmes de guerra. De certeza que nunca combateram na guerra colonial portuguesa, a guerra do amigo de Santa Comba Dão, de quem tanto gostam! Só tretas!!

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE