ACT lança campanha para promover locais de trabalho saudáveis

wili_hybrid / Flickr

-

Uma campanha europeia de consciencialização para a importância da segurança e saúde no trabalho arrancou hoje em Portugal, com o objetivo de mostrar a “melhor forma” de lidar com o stresse e os riscos psicossociais nas empresas.

Promovida pela Autoridade para as Condições de Trabalho (ACT) e pela Agência Europeia para a Segurança e Saúde no Trabalho (EU-OSHA), a campanha “Locais de trabalho saudáveis contribuem para a gestão do stress” tem como base um estudo segundo o qual 51% dos trabalhadores europeus considera habitual o stress no local de trabalho.

Através da campanha, que decorre até 2015, a ACT procurará “apoiar e orientar os empregadores, gestores, trabalhadores e seus representantes para a prevenção de situações geradoras de stresse e promoção de ambientes de trabalho saudáveis”, explicou Emília Telo, da Ponto Focal Nacional da EU-OSHA, numa resposta escrita enviada à Lusa.

Emília Telo adiantou que a prevalência de stress relacionado com o trabalho na Europa é elevada e com “custos significativos para organizações e economias”.

Segundo o estudo da EU-OSHA, quatro em cada 10 profissionais afirmam que o stress não é corretamente abordado na sua empresa.

Atualmente, o stress é o segundo problema profissional mais frequente entre os trabalhadores europeus (logo a seguir às doenças músculo-esqueléticas), sendo responsável por 50 a 60% das faltas ao trabalho.

A maioria dos inquiridos (72%) apontou como causas mais comuns de stress a reorganização do trabalho ou a insegurança laboral, enquanto 66% referiram os horários alargados e o volume de trabalho excessivo e 59% apontaram a intimidação ou o assédio moral no trabalho.

Os trabalhadores mais expostos a estas situações ficam mais suscetíveis a doenças psicológicas e profissionais, fatores que levam a uma baixa produtividade e a um aumento de absentismo.

Realidade europeia

Na Europa, estima-se que os custos totais com perturbações da saúde mental (relacionadas ou não com o trabalho) ascendam a 240 mil milhões de euros por ano.

Menos de metade desse montante resulta de custos diretos, como tratamentos médicos, sendo 136 mil milhões de euros imputáveis à perda de produtividade, incluindo o absentismo por baixa médica.

“É, pois, importante invertermos esta situação para benefício de todos e tal pode ser alcançado, pois podemos prevenir e gerir os riscos psicossociais nos locais de trabalho”, defendeu Emília Telo.

As empresas e organizações têm “todos os motivos” para se envolverem na prevenção e gestão deste problema, através da “construção de ambientes de trabalho mais saudáveis, em que todos beneficiam: trabalhadores, empresas e economia”, sustentou.

Para isso, os empregadores devem estimular os trabalhadores: “Um bom gestor inspira e motiva os seus colaboradores, conhece os seus pontos fortes e fracos, incentiva-os a trabalhar para a concretização de objetivos comuns e eleva o seu moral”.

Por seu turno, os trabalhadores ajudam a identificar problemas e encontrar soluções ao partilharem o seu conhecimento do local de trabalho com os empregadores, explicou.

Emília Telo observou que há algumas empresas portuguesas “com boas práticas neste domínio”.

“Estamos numa economia global, altamente competitiva, e tudo o que se possa fazer para benefício das empresas e da própria economia é bem recebido”, sendo a informação “um dos pilares de qualquer estratégia de prevenção de riscos profissionais”, acrescentou.

/Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Mais uma falsidade, estes senhores que façam o que lhes compete e não precisam de fazer mais nada para atingir o fim a que se propõem. não é andarem a dizer aos patrões quando vão fazer a inspecção e a dizerem aos trabalhadores que se queixam, que se forem para o desemprego é bem pior que aguentarem as prepotências e ilegalidades dos patrões, ACT é uma farsa.

RESPONDER

Incêndios na Austrália permitiram descobrir canal mais antigo do que as Pirâmides do Egipto

Depois de a vegetação ter sido devastada pelos incêndios em Victoria, na Austrália, investigadores descobriram que este sistema de canais é significativamente maior do que se pensava. Desde setembro do ano passado que a Austrália enfrenta uma …

Sírios estão a vender os seus bens pessoais para que os filhos possam comer

O coordenador do projeto Médicos Sem Fronteiras na Síria diz que muitas famílias estão a ser forçadas a vender os seus bens pessoais para que os filhos possam comer. Bombardeamentos aéreos na Síria são uma constante. …

Casa Branca prepara medidas para travar "turismo de parto"

A Casa Branca prepara-se para endurecer as medidas que permitem a emissão de vistos para mulheres estrangeiras que vão aos Estados Unidos dar à luz para que os seus filhos recebem automaticamente cidadania norte-americana. A …

Eletrões e quarks podem experimentar consciência, defende professor

O filósofo Philip Goff defende, num livro que publicou recentemente, uma teoria milenar que sustenta que todas as formas de matéria - incluindo os eletrões e até os quarks - podem experimentar consciência. Tal como observa …

Lego lança réplica da Estação Espacial Internacional

A Lego anunciou um novo conjunto para todos os entusiastas de exploração espacial. A Estação Espacial Internacional está a muitos quilómetros de distância da Terra mas, agora, quem quiser pode ter uma reprodução nas sua …

HBO anuncia sátira de animação sobre família real britânica

A plataforma de streaming HBO encomendou uma série de comédia do género de "Family Guy" em versão realeza, inspirada nos membros mais famosos da família real britânica.  De acordo com a AFP, a série vai chamar-se …

Salário mínimo sobe para 950 euros em Espanha

O Governo de Espanha anunciou, esta quarta-feira, um aumento do salário mínimo nacional para 950 euros. A ministra do Trabalho e da Economia Social, Yolanda Díaz, anunciou, esta quarta-feira, a subida do salário mínimo para os …

O Relógio do Juízo Final avança 20 segundos. Faltam 100 para o Apocalipse

O Boletim de Cientistas Atómicos anunciou, esta quinta-feira, que o Relógio do Julízo Final está mais próximo do apocalipse. Especialistas avançaram o relógio 20 segundos para alertar líderes e cidadãos de todo o mundo que …

Juiz que pediu escusa por ser benfiquista continua com o caso dos emails

O presidente do Tribunal da Relação do Porto decidiu julgar improcedente o pedido de escusa do juiz. Em causa estava o facto de ser adepto do Benfica. Segundo o jornal Público, o juiz desembargador Eduardo Pires, …

Portugal piorou no Índice de Perceção de Corrupção

Mais de dois terços dos países, juntamente com muitas das economias mais avançadas do mundo, estão estagnados ou mostram sinais de retrocesso nos seus esforços de combate à corrupção. Segundo o Índice de Perceção de Corrupção …