Abrandamento económico pode dificultar consolidação orçamental em Portugal

António Cotrim / Lusa

A agência de notação financeira Fitch reconhece a “trajetória firme de descida” da dívida pública portuguesa, mas adverte que o abrandamento da economia e as pressões sobre o investimento poderão dificultar a consolidação orçamental nos próximos anos.

“O abrandamento do crescimento do PIB [Produto Interno Bruto] e as pressões no investimento de capital poderão tornar a consolidação orçamental mais desafiante nos próximos anos”, lê-se numa nota de análise divulgada esta segunda-feira pela Fitch sobre a evolução das dívidas soberanas das economias da Europa ocidental.

Segundo a agência de notação – que em junho reafirmou o rating de Portugal em BBB, dois níveis acima de lixo, e manteve uma perspetiva “estável” para a evolução da qualidade da dívida – a “política orçamental restritiva” é para manter em Portugal, cuja dívida soberana se mantém numa “firme trajetória descendente”.

“A forte recuperação cíclica e as políticas orçamentais restritivas conduziram a uma significativa melhoria da situação orçamental“, considera a Fitch, destacando “o compromisso do Governo com uma gestão orçamental prudente” nos últimos anos.

Apesar da descida do rácio de crédito malparado para os 13% no primeiro trimestre de 2018, face aos 16,3% do período homólogo, e à melhoria do rácio de cobertura para 52,2% contra os 45,3% do final de 2016, a agência adverte que a dívida do setor privado “continua alta” e “condiciona o potencial de crescimento” da economia.

“O fluxo líquido de empréstimos a particulares foi positivo em 2017 pela primeira vez desde 2011, impulsionado pelo crédito ao consumo e pelo crédito imobiliário. O endividamento das famílias e das empresas continua acima dos níveis médios da zona euro“, aponta a agência Fitch.

Em relação aos empréstimos concedidos, nota para o valor mais alto atingido nos últimos 14 anos, mesmo depois de alertas do Banco de Portugal.

De acordo com a agência, “o apetite dos investidores por ativos de alto risco está a aumentar”, mas a Fitch “acredita que os bancos vão ter de registar perdas de imparidade adicionais para ativos problemáticos”.

Numa análise que incluiu ainda considerações sobre as economias italiana, espanhola, grega, cipriota, britânica, francesa, austríaca e finlandesa, a Fitch aponta como principais “riscos” para as economias europeias “a perspetiva de taxas de juro mais altas e de abrandamento económico, que colocarão desafios à dinâmica da dívida nas economias mais endividadas”.

A agência avisa ainda que “a composição do ajustamento fiscal poderá mudar, com os juros e gastos de capital a aumentarem”, e prevê que “a partir de 2018 esforços fiscais adicionais venham a ser necessários em países altamente endividados“.

Finalmente, a Fitch nota que “a crescente incerteza política, face às eleições para o Parlamento Europeu, poderá comprometer a dinâmica de crescimento”.

// Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. O Costa e o PS querem lá saber disso! É tudo à grande e à palerma! Depois vem outro tapar o buraco. Não percebem que a atual conjuntura é mesmo isso, uma conjuntura. No entanto, alteram elementos estruturais, isto é, não conjunturais. Não é preciso ser-se nenhum iluminado para perceber que quando se for a conjuntura o que fica? Os elementos estruturais, isto é, mais despesa para muito menos receita. E aí vem novamente o FMI. Sabe… Costa e gangue do PS… em Portugal começamos a estar um pouco fartos disto!

RESPONDER

Marcelo nada diz sobre eventual candidatura de Ana Gomes à Presidência da República

O Presidente da República recusou esta quinta-feira comentar, em Israel, uma possível candidatura presidencial da ex-eurodeputada do PS Ana Gomes. "Eu não faço comentários sobre a vida política portuguesa", justificou Marcelo Rebelo de Sousa, quando questionado …

Defeito nos travões força Metro do Porto a andar devagar. Falha foi detetada há um ano

O descarrilamento de um metro na estação de Campanhã foi provocado por um defeito nos patins eletromagnéticos. A avaria afeta vários veículos da frota do Metro do Porto. No passado dia 2 de janeiro, uma falha …

Soares da Costa acusada de ajudar hotel-fantasma a "sacar" 1,2 milhões de euros ao Estado

A Soares da Costa e dois ex-responsáveis de um dos maiores grupos de construção civil portugueses estão acusados de fraude e de branqueamento de capitais num processo judicial que envolve um hotel-fantasma, que nunca foi …

Chega vai organizar angariação de fundos para a pediatria do S. João (mas hospital não sabe de nada)

O partido Chega, liderado por André Ventura, vai realizar um jantar no Mercado Ferreira Borges, no Porto, esta sexta-feira, e anunciou que parte da receita reverte para o serviço de Oncologia Pediátrica do S. João. …

Isabel dos Santos também sai da Efacec. Era "o negócio mais vulnerável" da empresária em Portugal

A Efacec anunciou, nesta sexta-feira, que Isabel dos Santos decidiu "sair da estrutura accionista" da empresa, "com efeitos definitivos". Uma decisão que surge no âmbito do "Luanda Leaks" que implica a empresária no desvio de …

Há pessoas a fingir serem funcionários da Segurança Social

A Segurança Social está a alertar para situações de fraude e roubo por pessoas que se fazem passar por funcionários que prometem prémios. Esta sexta-feira, o Instituto da Segurança Social alertou para situações de fraude e …

Já chegaram à Assembleia da República quase 600 propostas de alteração ao Orçamento

Nos serviços do Parlamento já deram entrada quase 600 propostas de alteração ao Orçamento do Estado para 2020. A esquerda domina a lista de mudanças. O PCP foi o partido que mais alterações colocou em cima …

Brexit já recebeu luz verde da Comissão e do Conselho Europeu

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, e o presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, formalizaram esta sexta-feira o Acordo de Saída do Reino Unido da União Europeia (UE), faltando agora apenas a …

Isabel dos Santos esteve em Portugal, mas saiu na hora da reunião entre procuradores

No mesmo dia, Isabel dos Santos chegou e saiu de Portugal, onde esteve em Lisboa para conceder "plenos poderes" aos seus representantes legais no processo de alienação do capital do Eurobic. Isabel dos Santos esteve em …

Invencível fora de portas. Benfica é quase caso único nas grandes ligas

O Benfica é uma das três equipas das grandes ligas europeias que ainda não perdeu fora de casa para o campeonato, esta temporada. As 'águias' venceram todos os oito jogos. Jogar em casa costuma ser um …