9,7 milhões de eleitores chamados a eleger 21 deputados portugueses

Perto de 9,7 milhões de eleitores podem hoje votar para eleger os 21 deputados portugueses no Parlamento Europeu, numas eleições a que concorrem 16 listas.

Segundo dados da Direção-Geral da Administração Interna (DGAI), podem votar nas eleições europeias 9.451.624 eleitores inscritos no território nacional e 244.849 cidadãos recenseados no estrangeiro, num total de 9.696.473 eleitores.

De acordo com a lei eleitoral, podem votar nestas eleições os cidadãos portugueses recenseados no território nacional, os cidadãos portugueses inscritos no recenseamento eleitoral português mas residentes fora do território nacional, que optem por não votar em outro Estado membro da União Europeia, e cidadãos da União Europeia, não nacionais do Estado português, recenseados em Portugal.

Nas eleições para o Parlamento Europeu, que se realizam de cinco em cinco anos, vão ser eleitos 21 eurodeputados portugueses, menos um do que em 2009.

Ao todo concorrem 16 listas nas europeias de hoje, mais três do que nas eleições de 2009.

O PSD e o CDS-PP apresentam-se coligados, sob a designação Aliança Portugal. A outra coligação presente nesta eleição é a CDU, que junta tradicionalmente em atos eleitorais o PCP, o PEV e a Intervenção Democrática.

Dois novos partidos vão disputar nestas europeias o seu primeiro ato eleitoral: o MAS, registado em julho de 2013, e o Livre, o mais recente partido político, registado há cerca de dois meses no Tribunal Constitucional.

O PAN, o PDA, o PTP e o PPV, que não concorreram em 2009, apresentaram desta vez candidaturas às eleições europeias.

O PS, BE, POUS, PCTP-MRPP, MPT, PNR, PPM e PND completam a lista de formações políticas concorrentes.

Nas eleições realizadas há cinco anos, o PSD, que agora concorre coligado com o CDS-PP, elegeu 8 eurodeputados, enquanto o PS conseguiu conquistar 7 lugares no Parlamento Europeu.

O BE foi a terceira força política mais votada, elegendo 3 eurodeputados, e o CDS-PP elegeu dois, tal como a CDU.

A abstenção nas eleições realizadas a 07 de junho de 2009 foi de 63,22%, mesmo assim abaixo do valor recorde registado em 1994, 64,46%.

Nestas eleições, as televisões só poderão divulgar as projeções relativas aos resultados nacionais das europeias a partir das 22:00, hora de encerramento das urnas em Itália, e não logo às 20:00, como habitualmente.

Se os eleitores necessitarem de saber o local onde votar podem obter a informação através do serviço de mensagens por telemóvel (3838), do portal do recenseamento e da linha de informação eleitoral 808206206.

Os concelhos de Braga e Sintra vão testar nas eleições europeias um projeto-piloto que passa pela introdução direta dos resultados provisórios na plataforma informática.

Segundo o Ministério da Administração Interna, as eleições europeias têm um custo aproximado de 8,5 milhões de euros, menos 13 por cento do que as últimas eleições em 2009.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Anúncios de TV promovem mais os brindes do que o próprio fast food (e violam diretrizes do setor)

Para uma criança, a melhor parte de uma refeição de fast food não é a comida, mas o brinde que vem juntamente com a refeição. Os anúncios televisivos de fast food são regidos por diretrizes que …

“Se querem sucesso, têm de depender do sistema“. Empresário chinês é preso após disputa com o Estado

Sun Dawu, um dos empresários mais bem sucedidos da China, corre o risco de ser condenado a 25 anos de prisão, caso seja provado que cometeu os crimes dos quais está a ser acusado. O empresário …

Cientistas criam verniz para superfícies que mata bactérias em poucos minutos

Uma equipa multidisciplinar de cientistas desenvolveu um verniz para superfícies que mata bactérias, mesmo as mais resistentes, em apenas 15 minutos, anunciou a Universidade de Coimbra (UC). Trata-se de “uma solução segura e eficaz para prevenir …

Num país marcado pelo racismo, Jane Bolin fez história tornando-se a primeira juíza negra dos EUA

A 22 de julho de 1939, Jane Bolin fez história ao prestar juramento como juíza na cidade de Nova Iorque. A jovem ocupou o cargo durante 40 anos e só saiu de cena quando atingiu …

A petrolífera Exxon está a culpá-lo pelas alterações climáticas

Nos últimos anos, as empresas petrolíferas têm-se afastado do discurso de negação das alterações climáticas. Gigantes globais de energia como a Total, a Exxon, a Shell e a BP reconhecem abertamente que a mudança climática …

"Muita fraternidade”. Portugal enviou vacinas para Cabo Verde

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, disse esta segunda-feira que os indicadores da pandemia de covid-19 em Portugal permanecem "muito estáveis" e que a última grande abertura no plano de desconfinamento não teve …

Mais de metade dos alunos LGBTQI sofre bullying na escola, diz relatório

Mais de metade dos alunos LGBTQI sofre 'bullying' na escola, alertou esta segunda-feira a UNESCO, por ocasião do Dia Internacional Contra a Homofobia, Bifobia e Transfobia. A Organização Internacional de Jovens e Estudantes LGBTQI (IGLYO) e …

Telescópio vai "caçar" a luz de 30 milhões de galáxias para mapear Universo e "revelar" energia escura

Um instrumento de um telescópio nos Estados Unidos vai capturar nos próximos cinco anos a luz de quase 30 milhões de galáxias e outros objetos cósmicos, permitindo aos cientistas mapearem o Universo e desvendarem os …

Portugal ficou acima da média europeia quanto ao teletrabalho

Dados do Eurostat sobre o teletrabalho durante a pandemia revelaram que Portugal registou uma média ligeiramente superior (13,9%) à da União Europeia (12,3%) entre as pessoas com idade dos 15 e os 64 anos. Em anos …

"Idiotas". Bolsonaro critica pessoas que mantêm isolamento social na pandemia

O Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, criticou os brasileiros que seguem as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e mantêm isolamento social na pandemia, a quem chamou de 'idiotas', em conversa com os seus …