/

400 migrantes desaparecidos em mais uma tragédia no Mediterrâneo

1

Há cerca de 400 migrantes desaparecidos ao largo da costa do Egito. As embarcações afundaram-se enquanto atravessavam o mar Mediterrâneo.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

O jornal italiano Corriere della Sera, citando a imprensa local e a BBC Arabic, conta que a maioria era somali, mas a bordo viajavam também etíopes e eritreus.

Os migrantes seguiam em quatro barcos que tinham saído do Egito em direção a Itália.

Os meios de socorro intervieram de imediato, mas a guarda costeira italiana conseguiu salvar apenas cerca de 30 dos 400 migrantes e refugiados que estavam nas embarcações.

«Di pensare oggi ce n’è veramente bisogno» dice Sergio Mattarella «Ce lo ricorda l’ennesima tragedia del Mediterraneo pare con centinaia di morti a un anno dalla tragedia in cui ne morirono 800. Pensare è necessario».

 

Ao Corriere della Sera, o presidente da República Sergio Mattarella recorda que foi há exatamente um ano que 800 pessoas morreram no Canal da Sicília, próximo da costa líbia. “Somos lembrados de mais uma tragédia no Mediterrâneo com centenas de mortes, um ano após a tragédia em que 800 morreram. É preciso pensar”, afirmou.

“Fizemos muito, mas obviamente estamos ainda a fazer e a planificar outro tanto”, disse ao jornal Federica Mogherini, a alta representante da União Europeia para a política externa.

ZAP

1 Comment

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.