Mais de 18 mil pessoas demitidas por decreto-lei na Turquia

unaoc / Flickr

O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan

Mais de 18 mil pessoas foram hoje demitidas na Turquia, incluindo vários membros das forças de segurança, professores e académicos, na sequência da publicação de um decreto-lei no boletim oficial turco.

Ao todo, 18.632 pessoas, entre as quais mais de nove mil funcionários da polícia e seis mil das forças armadas turcas, viram o seu nome publicado naquele documento. Em contrapartida e, de acordo com o mesmo texto, foram readmitidas na função pública 148 pessoas saneadas em anteriores decretos.

Vários meios de comunicação social turcos afirmaram tratar-se do último decreto antes de um provável levantamento do estado de emergência. Os ‘media’ turcos afirmaram que o regime de exceção será levantado esta segunda-feira, após a tomada de posse de Erdogan, reeleito no cargo a 24 de junho.

O fim do estado de emergência foi uma das promessas eleitorais do Presidente turco. O decreto determinou também o encerramento de 12 associações, três jornais e uma cadeia de televisão.

O estado de emergência foi decretado pelo Presidente turco, Recep Erdogan, no dia seguinte à tentativa de golpe de Estado de julho de 2016, que o vice-primeiro ministro da Turquia nega que tenha sido orquestrado pelo próprio Erdogan, e após o qual o presidente turco lançou uma purga sobre as hierarquias militares, meios académicos e jornalistas.

Em conferência de imprensa para assinalar o 1º aniversário do golpe, o vice-primeiro-ministro, Numan Kurtulmus, considerou que o episódio não tinha sido “uma tentativa de golpe controlado, mas sim uma tentativa de defender o povo turco”.

“O nosso objectivo é encontrar todos aqueles que têm ligações a essa organização e a apoiam. Estamos a tentar purgá-los da sociedade“, declarou na altura Kurtulmus.

A organização não-governamental Human Rights Joint Platform indicou que 112.679 pessoas foram despedidas a 20 de março passado, incluindo mais de oito mil nas forças armadas, cerca de 33 mil do Ministério da Educação e 31 mil do Ministério do Interior. Destas, 22.600 pertenciam à direção-geral de Segurança.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Hoje em dia, quando há dinheiro envolvido (sobretudo se é muito), não há razão, não há lógica, não há direitos, não há mais nada…

  2. … é este tipo de país que quer ingressar na UE ? Países onde a necessidade de Democracia é precisa não interessam a ninguém. Países com governos ditadores que se alinhem e vivam a vida deles próprios.

    • Ao tempo que este gajo está a tornar-se ditador. Parece que só agora é que acordaste! E quando houve a limpeza dos tribunais, das universidades, da função pública,… o que estavas tu a fazer?!

Responder a Eu! Cancelar resposta

PEV e PAN ameaçam chumbar Orçamento na especialidade

Esta quarta-feira, em debate sobre o Orçamento do Estado para 2021, PEV e PAN ameaçaram chumbar a proposta de OE na especialidade. No debate sobre o Orçamento do Estado para 2021, no Parlamento, Inês Sousa Real …

Imagens de satélite indicam que Irão começou construções em instalação nuclear

Imagens de satélite divulgadas esta quarta-feira mostram atividades na instalação nuclear iraniana de Natanz, um dia depois de inspetores da Agência Internacional de Energia Atómica confirmarem que o Irão iniciou a construção de uma central …

"Salvadores brancos". Organização vai acabar com as viagens de celebridades a África

A organização Comic Relief vai deixar de enviar celebridades como Ed Sheeran ou Stacey Dooley para fazerem filmes promocionais em países africanos após decidir que a abordagem reforça estereótipos ultrapassados sobre “salvadores brancos”. Além de acabar …

Tragédia no Canal da Mancha. Quatro migrantes morreram em alto mar após Governo rejeitar rota segura

De acordo com as autoridades francesas, quatro migrantes - incluindo duas crianças de cinco e oito anos - morreram ao tentar chegar ao Reino Unido de barco através do Canal da Mancha. O pequeno barco …

Detidos 21 suspeitos de desviarem fundos para financiar Puigdemont na Bélgica

A operação da polícia espanhola contra o alegado desvio de fundos públicos para financiar as despesas do ex-presidente regional catalão Carles Puigdemont fugido na Bélgica resultou hoje em 21 detidos ligados ao movimento independentista na …

Ativista detido depois de tentar retirar uma escultura indonésia do Museu do Louvre

Mwazulu Diyabanza foi detido na semana passada em Paris, depois de tentar retirar uma escultura indonésia do Louvre. O ativista congolês disse que a ação foi parte de um protesto para que os museus europeus …

Proteção Civil do Porto já pediu recolher obrigatório e recomenda novo estado de emergência

A Proteção Civil do distrito do Porto já avançou com o pedido ao Governo de recolher obrigatório para a região. Marco Martins sugere ainda o regresso ao estado de emergência. Marco Martins, responsável pela proteção Civil …

Exames nacionais de 2021 mantêm normas excecionais criadas no anterior ano letivo

Os professores vão voltar a contabilizar, na classificação dos próximos exames nacionais, apenas as respostas às perguntas obrigatórias e àquelas em que o aluno tenha melhor pontuação, à semelhança das normas excecionais aplicadas no ano …

PSD-Madeira critica preços "pornográficos" e "obscenos" nas viagens da TAP no Natal

O PSD-Madeira voltou nesta quarta-feira a criticar os preços praticados pela TAP nas viagens para a região, referindo que na época do Natal chegam a atingir 1.143 euros, e considerou os valores “pornográficos” e “obscenos”. “São …

Autarca de Roma revela que máfia italiana planeou um ataque contra si e a sua família

A presidente da Câmara de Roma, Virginia Raggi, revelou que grupos do crime organizado planearam matá-la e a sua família porque ela os estava a atacar em partes da capital italiana que dominam. Aos 37 anos, …