Von der Leyen admite ter subestimado problemas com a produção das vacinas

John Thys / EPA

Ursula Von der Leyen, a presidente da Comissão Europeia

A presidente da Comissão Europeia reconheceu pela primeira vez que subestimou a complexidade de produção das vacinas. Olaf Scholz, ministro das Finanças alemão, terá dito que a gestão por parte de von der Leyen é uma “desgraça”.

Numa entrevista a vários órgãos de comunicação social, disponível no La Vanguardia, a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, admitiu, pela primeira vez, ter subestimado a complexidade de produção das vacinas.

“Olhando para trás, se pudesse mudar alguma coisa, seria explicar às pessoas que sim, que estamos a avançar, mas que vai ser lento, que vamos encontrar problemas e atrasos porque é um procedimento completamente novo”, disse. “Deveríamos saber de antemão que um procedimento novo não arranca sem montanhas russas nem sem problemas no início, até que o processo se estabilize.”

Além de ter admitido a complexidade de produção, von der Leyen também lamentou a situação gerada com a Irlanda por causa das vacinas. “Na semana passada, não deveríamos ter pensado no artigo 16.º. Lamento isso.”

Apesar de todas as lições que diz ter aprendido, a responsável mostrou-se satisfeita com o processo relacionado com a vacinação e pouco mais mudaria.

“Quero recordar que nos encarregaram desta tarefa em junho e que o primeiro contrato, com a AstraZeneca, foi fechado em agosto. Posso dizer que havia 100 empresas e instituições a solicitar a participação no processo da Comissão Europeia e que reduzimos a uma carteira de seis”, disse, congratulando-se com a escolha das vacinas que foi feita e com o facto de não se ter poupado na avaliação de segurança e eficácia com a Agência Europeia do Medicamento.

“Foi uma aposta, mas foi uma boa aposta, porque temos, neste momento, três vacinas já autorizadas e outras que virão”, rematou.

“Desgraça”, critica ministro alemão

O The Guardian avança, esta quinta-feira, que o ministro das Finanças alemão, Olaf Scholz, terá dito que a gestão das vacinas por parte da Comissão Europeia é uma “desgraça” numa reunião do Governo na segunda-feira.

O governante terá criticado diretamente Ursula Von der Leyen pela gestão das vacinas, afirmando que Berlim não poderá deixar esta situação repetir-se. O ECO lembra que, em 2019, o SPD opôs-se à nomeação de Von der Leyen para presidente da Comissão Europeia por esta ser uma “candidata inadequada”.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Líderes do G7 prometem milhões de vacinas, mas evitam apoio claro a suspensão de patentes

Os líderes do G7 prometeram entregar milhões de doses adicionais de vacinas contra a covid-19 ao longo do próximo ano, mas evitaram apoiar claramente a suspensão de patentes, de acordo com o comunicado final. "Os compromissos …

Bolsonaro multado por não usar máscara em desfile de motociclistas

O Presidente brasileiro foi multado, este domingo, em 552 reais (cerca de 89 euros) por estar sem máscara quando participava num desfile de motociclistas no estado de São Paulo. Milhares de motociclistas participaram no desfile "Acelere …

Inglaterra 1-0 Croácia | Três leões matam borrego à décima tentativa

A Inglaterra estreou-se este domingo com uma vitória no grupo D do Euro2020 de futebol, ao bater a Croácia por 1-0, em jogo disputado no estádio Wembley, em Londres. Um golo de Raheem Sterling, aos 57 …

Bloco ataca ministro do Ambiente, que acusa Catarina Martins de fazer declarações "infames e infundadas"

O Bloco de Esquerda anunciou, este domingo, que vai pedir a apreciação parlamentar do decreto que regula a lei das minas e acusou o ministro do Ambiente de ser "mais rápido a defender negócios" do …

Antes de se lesionar, Vertonghen foi ignorado

Defesa do Benfica não cumpriu os 90 minutos da estreia vitoriosa da Bélgica no Europeu 2020. E também ficou esquecido pela realização televisiva. A Bélgica começou muito bem o Europeu 2020, confirmando no campo o que …

Governador do Texas quer construir novo muro na fronteira com o México

O governador do Texas, Greg Abbott, quer construir um novo muro na fronteira entre o México e o estado do sul dos Estados Unidos, retomando assim o trabalho realizado pelo ex-presidente republicano Donald Trump e …

Alto funcionário da EMA sugere deixar de administrar vacina da AstraZeneca

Um alto funcionário da Agência Europeia do Medicamento (EMA) disse numa entrevista, este domingo, que seria melhor deixar de administrar a vacina da AstraZeneca a todos os grupos etários quando houver alternativas disponíveis. Marco Cavaleri, responsável …

707 casos de covid-19 e duas mortes em Portugal. Maior número de internados desde abril

Portugal registou este domingo mais duas mortes e 707 novos casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Uma das duas mortes por covid-19 registadas este domingo em …

Líderes do G7 apresentam alternativa à Nova Rota da Seda. China já respondeu

Os líderes do G7 acordaram, este sábado, lançar a iniciativa "reconstruir melhor para o mundo" para "responder às tremendas necessidades nos países de renda média e alta", anunciou a Casa Branca, em comunicado. O plano, dirigido …

Eriksen continua hospitalizado, mas já enviou cumprimentos aos colegas

O jogador dinamarquês, vítima de um súbito problema cardíaco este sábado, durante o jogo com a Finlândia, mantém-se hospitalizado num estado estável, revelou a Federação Dinamarquesa de Futebol (DBU). "Esta manhã, falámos com Christian Eriksen, que …