Vieira da Silva defende que teletrabalho “levanta problemas muito delicados”

Miguel A. Lopes / Lusa

O ex-ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, José Vieira da Silva

O ex-ministro do Trabalho José Vieira da Silva afirmou que o regime de teletrabalho não deve permanecer como regra após a pandemia, visto que pode potenciar situações de excesso de horas de trabalho difíceis de controlar.

“Nós ainda temos uma lei do trabalho que fixa as 40 horas de trabalho como o limite médio das horas de trabalho. Todos nós ouvimos relatos de pessoas que em teletrabalho trabalham 12 horas seguidas”, indicou, numa entrevista publicada esta quarta-feira no Jornal de Negócios.

Embora considere que existem vantagens nas tecnologias que permitem o trabalho à distância, este não deve substituir totalmente o trabalho presencial.

“A interpenetração da vida pessoal e familiar das pessoas com a vida profissional não é isenta de riscos para a nossa saúde coletiva”, assegurou, apontando: “Tudo isto levanta problemas muito delicados e por isso sou um pouco conservador”.

“Temos de aproveitar, obviamente, mas temos de saber que a organização do trabalho tem aspetos que são positivos do ponto de vista da socialização e do controlo global da sociedade sobre a forma como as pessoas prestam a sua atividade e são remuneradas”, frisou o antigo ministro.

Sobre as medidas de apoio ao emprego necessárias, respondeu que “o papel do Estado na fase de estabilização e recuperação terá de continuar a ser importante”, sublinhando que é preciso ter cautela quando se pensa em soluções que passem por proibir despedimentos.

“Numa crise mais prolongada a decisão de proibir o despedimento é, na minha opinião, um caminho que só pode ser tomado excecionalmente num período muito curto. Porque se uma empresa tem, por exemplo, 500 trabalhadores e tem uma redução de atividade estrutural que a leva a só ser viável com 400, se impedimos essa redução, estamos com elevada probabilidade a condenar os 500 trabalhadores ao desemprego”, sublinhou.

E acrescentou: “Teremos de utilizar toda a panóplia de instrumentos das políticas ativas de emprego, de apoio à contratação, à reconversão profissional, mas também instrumentos de proteção social e de apoio à capitalização das empresas”.

“Não tenho uma visão fechada, a originalidade [da crise] no mau sentido é de tal ordem que nós não podemos fechar a porta a qualquer instrumento”, disse ainda.

ZAP //

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. É uma tristeza que este género de pessoa tenho algum crédito para opinar sobre que assunto seja. Assim Portugal não sai da cepa torta. É desesperante chegar à minha idade (61) e continuar a “levar” com estes velhos do Restelo.

    • Tem tanto crédito como tu!…
      Levas com eles e não sais da cepa torta porque queres!!
      Ele não é ministro nem está no governo, portanto, tal como tu, é só mais um a dar a sua opinião!…
      E, se calhar, quem tem 61 anos, tem alguma responsabilidade na situação actual…

  2. Também há muitos a trabalhar 12 e mais horas presencialmente. Nalgumas profissões é a regra. Quantas vezes sem ganharem essas horas.
    Desde que se garanta o nível de serviço, podemos trabalharmos mais horas um dia e pedirmos compensação trabalhando menos noutros. Só temos a ganhar.
    O teletrabalho, quando possível e adequado, representa uma excelente oportunidade a diversos níveis, para todos e deve ser encorajado. Há sim, que modernizar, dar formação e apoios específicos.
    Só para dar alguns exemplos, ao empregador sobra espaço no escritório, o trabalhador terá mais tempo e flexibilidade, e todos nós beneficiamos do facto de haver menos deslocações, com menores despesa, horas de ponta mais desafogadas e poluição reduzida.
    Pensar de outra forma representa um apego ao mais convencional modelo de trabalho, uma forma de expressão dos Velhos do Restelo desajustado face à realidade atual.

    • Concordo com o Nuno. E arrepia-me o desplante deste Sr. Falou do contrato de geração e anos passaram, nada aconteceu é hoje preconiza ideias contrárias; conciliação de vida profissional e familiar, agora vem hipocritamente dizer que para haver teletrabalho é necessário acordo com o empregador e (ridículo) porque esse acordo beneficia o trabalhador. Hipócrita

    • Boa resposta.
      A soluça é fechar o máximo empresas, escolas…
      Vejam o que o governo gastou para abrir várias repartições sem grande necessidade.
      Com novas tecnologias podemos evitar gastos.
      Emails, internet, Skype, menssager, As refeições, as compras tudo isto podemos fazer através da internet.
      Limpo, fácil.
      Distanciando das pessoas, objectos, cheiros, dos contágios…

RESPONDER

A polícia holandesa achava que tinha em mãos o mafioso mais procurado da Europa. Afinal, era só um fã de F1

Um homem de Liverpool de 54 anos pensava que o grande evento da sua viagem aos Países Baixos seria assistir ao Grande Prémio de Fórmula 1, mas acabou detido numa prisão de alta segurança por …

Cobertura global de corais caiu para metade desde 1950, revela relatório

A cobertura global de recifes de coral caiu para metade desde 1950, cenário originado pelo aquecimento global, pesca excessiva, poluição e destruição de habitats naturais, revelou uma análise divulgada esta sexta-feira. Desde a Grande Barreira de …

O sonho de Christo concretizou-se, 60 anos depois. O Arco do Triunfo foi embrulhado como um presente

Já desde o início dos anos 60 que Christo imaginava como seria cobrir o Arco do Triunfo em tecido. A sua visão foi finalmente concretizada e pode ser visitada entre 18 de Setembro e 3 …

Holanda. Ministra da Defesa renuncia devido à crise de evacuação do Afeganistão

Após a ministra das Relações Externas holandesa, Sigrid Kaag, renunciar devido ao desastre da evacuação do Afeganistão, esta sexta-feira foi a vez da ministra da Defesa, Ank Bijleveld. Segundo relatou o Guardian, acredita-se que os ministros …

Tribunal da África do Sul recusa anular pena de prisão do ex-Presidente Jacob Zuma

O mais alto tribunal da África do Sul rejeitou o pedido do ex-Presidente Jacob Zuma para anular a sua sentença de 15 meses de prisão por não comparecer a uma sessão de inquérito por corrupção. Em …

EUA. Advogado planeou o próprio assassinato para o filho receber seguro. Foi detido por fraude

Um influente advogado norte-americano, cuja esposa e um dos filhos foram assassinados, foi acusado de fraude contra uma empresa de seguros e falso testemunho por organizar o seu próprio assassinato. Segundo avançou a agência France-Presse, …

Norberto Mourão conquista bronze nos Mundiais de canoagem adaptada

Norberto Mourão já tinha conquistado o bronze nos Jogos Paralímpicos de Tóquio e junta agora mais uma medalha à colecção, desta vez nos Mundiais de canoagem adaptada. O atleta de canoagem adaptada Norberto Mourão conquistou hoje …

Caso George Floyd. Polícia condenado a 22 anos de prisão pode ver a sentença revertida

A intervenção do Supremo Tribunal do Minnesota num outro caso de violência policial para reduzir a pena de um agente pode abrir um precedente para que haja alterações na sentença de Derek Chauvin. Segundo avança a …

Futebol português contra Campeonato do Mundo de dois em dois anos

O futebol português está contra a intenção da FIFA de aumentar a periodicidade do Campeonato do Mundo, passando de quatro para de dois em dois anos, refere um comunicado conjunto divulgado hoje. O documento, assinado pela …

Governo quer proibir empresas de recorrer ao 'outsourcing' após despedimento coletivo

O Governo quer proibir as empresas que façam despedimentos coletivos de recorrerem ao 'outsourcing' (contratação externa) durante os 12 meses seguintes, disse hoje a ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho. No final …