Vem aí um “grande alívio” fiscal para a classe média

Mário Cruz / Lusa

Luis Marques Mendes

O Governo está a preparar um “grande alívio fiscal” do IRS em 2019. A garantia é dada por Marques Mendes no seu habitual espaço de comentário, no Jornal da Noite de domingo, na SIC.

O ex-líder do PSD constata que vai haver “mexidas no IRS” nos dois próximos Orçamentos de Estado. “Em 2018, cria-se mais um escalão para as classes mais baixas, e em 2019, poderá ser feito algo mais para as classes médias, por razões políticas, porque é ano de eleições”, sustenta Marques Mendes.

O comentador da SIC anunciou também que Portugal vai sair do Procedimento por Défices Excessivos (PDE), conforme já se confirmou esta segunda-feira de manhã.

“Havia um comissário ou outro mais renitente”, mas uma carta enviada pelo Governo português a Bruxelas “com alguns compromissos”, nomeadamente “a continuada redução do défice”, “ajudou a que a Comissão tomasse a decisão” de retirar Portugal do PDE, afiança.

O ex-líder social-democrata alerta contudo que, apesar de ser “uma grande notícia”, “não vale a pena embandeirar em arco”. É que “não vamos ter facilidades, vamos ter de continuar a reduzir o défice e a reduzir a dívida”, avisa.

A este propósito, Marques Mendes deixa ainda uma mensagem a Passos Coelho, notando que o PSD fica a perder com a notícia da saída do PDE, embora o seu Governo tenha também contribuído para este desfecho positivo, pelo facto de ter insistido na ideia de que vinha aí o “diabo”.

Ora, se o PSD “não muda de vida, arrisca-se a passar oito anos na oposição”, alerta o comentador da SIC.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

26 COMENTÁRIOS

    • Comparar este mamiféro com o Marcelo é um grande insulto para com o MRS!!!
      O trajecto (e objectivo) deste “bicho” disfarçado de comentador é bem distinto…

  1. Tudo tretas, o governo já não sabe onde pôr o dinheiro que “rouba” aos Portugueses de 2ª…. Com a receita do IMI que agora querem reduzir mas que aumentaram enormemente, com as coismas fiscais que, segundo o Tribunal de Contas, são exageradas, para quem paga e nulas para quem espera pelos perdões. E ainda vem mais…. Agora estão a entrar nas execuções fiscais por excesso de despesas versus rendimentos (meta o NIF na factura da farmácia, do supermercado, do passe social, etc. ). Mas há mais, agora estão finalmente a tributar as rendas habitacionais porque conseguiram (até que enfim), localizar os rendimentos através do beneficio que atribuem a quem deduz a renda da habitação e lá pôe o nif do senhorio. Sou gestor de negócios de 3 familias que vivem nos EUA e têm 15 apartamentos alugados desde 2004. Só agora em 2017 e só referente às rendas de 2015 (?), estão a emitir notificações para pagamento de IRS sobre esses rendimentos…. Destes 15 apartamentos vão pagar 9.000 euros de IRS de 2016… Mas andaram 10 anos sem pagar nada….. A máquina fiscal está mais eficiente, mas a receita que daí resulta não se reflecte na qualidade da saude, na criação de unidades de cuidados continuados, na protecção dos idoso e pensionistas.
    Vai dar é para aumentar a despesa primária do estado aumentando “jobs” e melhorando a frota de automóveis de luxo do estado…… Tudo tretas….. A “ti” TEODORA até está a ficar “gaga” e a UTAO vai passar a reclamar por as receitas orçamentais terem sido subavaliadas….. Até já perguntou se será dos 20% de imposto sobre o EUROMILHÕES……. rsrsrsrsrsrsrsrs

  2. Não percebo mesmo é porque é que o PS e seus amigos do PC e BE não repuseram os 8 escalões de IRS logo no primeiro mês após terem tomado o poder . Afinal se era inútil e desnecessário o governo anterior ter feito isso, porque não o fizeram logo de imediato? Ou será que AFINAL ate foi preciso mesmo o tal “brutal aumento de impostos” e que mesmo agora só da para repor um ou dois escalões? Os comentador do regime sobre isto nada dizem….

  3. Até agora tem sido só promessas.
    Já alguém viu vencimento ou pensão aumentada, sem contar com as reposições que PSD também faria ?
    Talvez os deputados ou o Mexia…
    O que se vê são os impostos indirectos a disparar como nunca. IMI, taxas municipais como segurança e saneamento, ISPP mais alto apesar de crude em mínimos, gás electricidade água e comunicações em máximos europeus, sem qualquer controlo das Entidades Reguladoras (!!!). Até para estacionar o carro ao pé de casa é agora pago !
    Não há almoços grátis, e a matemática não falha. Se o governo quer dar por um lado, vai ter de tirar por outro, mesmo que esconda essa estratégia.

  4. Joca… Clubismos partidários não deviam dar direito a falta de objectividade. Você diz:

    “A máquina fiscal está mais eficiente, mas a receita que daí resulta não se reflecte na qualidade da saude, na criação de unidades de cuidados continuados, na protecção dos idoso e pensionistas.”

    Mas este governo já aumentou salários, reduziu cargas fiscais em certos escalões, melhoru condições laborais na função pública 8sim também são gente e seus empregos, como os outros), reduziu o IVa na restauração para 13% com a resultante criação de 28 mil empregos só em 2016 na restauração (depois ainda dizem que o aumento de receitas do Tuerismo não tem a ver com o governo). Reposições de pensões, etc…

    Em compensação a PAF só fez foi aumentar impostos, retirar isenção de medicamentos a deficientes profundos, congelar salários, liberalizar a lei laboral para permitir a precariedade, baixar as calças ao interesse agiota de compradores de dívida representados pela Troika e desbaratear o Herário Público a preço de saldo para depois conseguir empregos nesses mesmos grupos económicos que comprassem os país. Veja-se o exemplo da M. Luis Albuquerque (Miss SWAPs) agora na Arrow, empresa do grupo que comprou o Banif ou de Paulo Portas na Pemex, empresa Mexicana que em 2014 (Governo PAF) assinou um memorando de entendimento com a Galp relacionado com a “troca de informação e/ou desenvolvimento de projetos”. Poderemos falar dos 300 Milhões gastos pela PAF em frota automóvel ou da continuação de PPPs iniciada pelo criminoso do Sócrates… Poderemos falar das privatizações nos sectores de Energia e Transportes. Podemos até falar na tentativa de privatização de recursos naturais como a água ou até da tentativa de fazer daTAP uma PPP disfarçada. Mas não vale a pena…

    É evidente que comparar um governo criminoso que esteve ao serviço dos interesses corporativos e agiotas, dos eurocratas e de todos os que desejam instalar um feudalismo moderno com lucro privado e prejuizo público… Em que o fim da democracia é conseguido através de perda de soberania económica e do património do Estado…. Com um governo que não sendo perfeito, tem sabido reduzir desemprego e impostos, aumentar salários e pensões e tudo isto, não baixando as calças aos interesses agiotas e corporativos, nem deixando privatizar o herário público… é pura demagogia.

    • Caro Miguel Queiroz….
      Pura demagogia????? Será? Olhe amigo, faço acompanhamento e aconselhamento fiscal a mais de 300 contribuintes (empresas e individuais), é o meu barometro …… Nenhum deles tem emprego, têm é muito trabalho para conseguir sobreviver. Muitos deles trabalham 60 e mais horas por semana. Lamentável é a forma como o Estado, tipo roubo formiguinha, está a ir ao bolso dos portugueses. Ele é aumento da receita do IMI, taxas dos serviços essenciais, ISPP, taxas de justiça, emolumentos, etc. Grande parte das pessoas não atribui a este “roubo” a erosão da sua capacidade financeira porque está bem camuflado…

    • É por causa de Boys infiltrados como o Miguel Queirós, que passam a vida a vender propaganda, e da ingenuidade de muitas pessoas, que a ‘compram’, que os nossos filhos, netos e por aí adiante (não somos nós, nós havemos de ter uma boa vida e de lutar por ela, as gerações futuras é que vão pagar isto) hão-de ser escravos da dívida, que estes senhores insistem em aumentar.
      Não tenho a tarde inteira para rebater todos os factos e consequentes conclusões expostas aqui, vou só pegar nos 28 mil postos na restauração criados.
      – Quantos postos de trabalho, na restauração, tinham já sido criados em 2015, com o IVA a 23%?
      Quem vive junto da população, e não está fechado num gabinete de um Job for the Boy, e vai aos cafés, e restaurantes ‘do povo’, sabe bem que se notavam já mais clientes nestes estabelecimentos antes deste Governo tomar posse. Isto devido à retoma que já se notava durante o antigo Governo. Isto é um facto, talvez os políticos da Geringonça tenham dificuldade em observar, mas o comum cidadão sabe disto.
      Foi esta retoma, est tendência de recuperação, que agora este Governo está a saber ampliar que levou à criação desses empregos, e não um corte no IVA.
      Os restaurantes e cafés ajustaram-se quando o IVA subiu para 23%. Quem teve de despedir, despediu, quem teve de fechar, fechou.
      O corte do IVA da restauração serviu apenas para aumentar o lucro dos cafés e restaurantes que sobreviveram à crise, à custa do Estado/Impostos. Pode-se discutir se esta medida é correcta ou incorrecta, mas atribuir a essa medida a criação de milhares de postos de trabalho é pura propaganda.
      Ninguém vai tomar a decisão de abrir um café ou restaurante por cauas do IVA, e nem nenhum dono vai contratar pessoas só porque o IVA está mais baixo.
      As pessoas abrem cafés e restaurantes e contratam pessoas, baseando-se na clientela que têm, ou esperam ter.
      E foi essa clientela que aumentou, já antes de 2016, e que permitiu criar postos de trabalho na restauração.
      E essa clientela cresceu devido à retoma que já se sentia no anterior Governo, e não devido ao IVA, até porque o decréscimo do IVA para 13% não se reflectiu no preço para o cliente.

  5. Pois é, agora como se trata de “boa notícia” aí está a geringonça a colher os louros. Não se esqueçam que foi o PS que nos atirou, apesar de nos dizerem que estava tudo bem (vendedores de ilusões) para o procedimento por deficit excessivo, deixando-nos nos 11% quando foi corrido do governo.
    O esforço não foi dos partidos, mas sim de todo o povo português, que sofreu, uns mais do que outros, nas suas vidas, os cortes que foi necessário fazer para reduzir o déficit para os 3%, que esta geringonça assumiu quando tomou posse.
    Mas, se estivermos atentos, a descida de 3 para 2% (apenas 1%) mereceu mais foguetório que os restantes 8%.
    Também não se esquecem que estamos a viver um ciclo económico positivo, beneficiando da boa conjuntura que os países com quais mantemos relações comerciais estão actualmente a usufruir e, essencialmente, do turismo, que está fortemente influenciado pela insegurança que se verifica em outros destinos.
    Basta um espirro na América/UE, para que Portugal apanhe uma gripe para a qual já não tem antibiótico.
    Reformem o Estado e ponham este ao serviço dos cidadãos na justa medida das necessidades e acabem com tanto político (metade deles já são demais e que nunca contribuíram para o PIB), a viver à custa do esforço e impostos dos portugueses.

    • Carlos oliveira, não se esqueça que Passos Coelho achava que tudo o que António Costa fazia, estava a anular tudo o que de “bom” ele tinha feito, que um novo resgate era inevitável, que ele não estaria cá para salvar o governo, não contassem com ele, etc, etc.
      Afinal o método está a resultar, as vacas já voam, António Costa estava seguro disso e estava certo.
      Os laranjas é que estão ficando de rastos…
      Mas agora mudaram o discurso: – O mérito é do anterior governo….

    • Carlos Oliveira, o Catramolho tem razão. A Geringonça colhe os louros e com razão. Já lá está há ano e meio e já nem pra rir dá, essa patranha do mérito ser do anterior governo. A PAF fez TUDO ao contrário do que este governo faz! Tudo! E o turismo… Mas quais turismo? Parece que o turismo é algum OVNI que aterrou em Portugal há uns meses. Turismo sempre tivémos… Onde é que ele estavva a contribuir para a redução do défice no governo PAF? Eu digo-lhe: Estava na merda, por causa de medidas de estrangulamento do sector como a subida do IVA da restauração para 23%, em que os restaurantes para não subirem os preços, recorreram à redução de pessoal e muitos tiveram de fechar as portas. Graças a essa medida da PAF muito empregado de restauração foi contribuir para os números do desemprego que atingiu 17% no tempo da PAF.
      Agora em consequencia do IVA baixar na restauração pra 13%, o sector só em 2016 criou 28 mil empregos (números da Segurança Social) e você acha que o Turismo como um todo melhora e o governo nada tem a ver com isso. Só rir!..

      Finalmente, quando você diz que não nos esqueçamos que foi o PS que nos atirou para os 11%, bem se vê que para si a política é como ir ao futebol. Para sim o que interessa é se é o partido A ou B, como quem fala de Benfica x Sporting. Não são as mesmas pessoas e quem faz a diferença são PESSOAS. As pessoas é que são competentes ou não, não são os partidos. As pessoas é que têm bons princípios ou não… Não são os partidos. Sócrates era um vígaro e um arrogante que andou a tratar da vida dele enquanto esteve no Governo. Bastava ouvi-lo no Parlamento ou nas entrevistas para perceber os seus rasgos de ditador. Atirava areia para os olhos com Magalhães e Simplex, mas andava criar PPPs como se não houvesse amanhã e dar golpadas com as obras públicas a estoirar dinheiro público. Costa e Centeno são diametralmente o oposto e estão acima de tudo a lutar pelo país e subir as calças que a PAF baixou para a Troika. País que quer ser respeitado, dá-se ao respeito e Costa mostrou aos eurocratas e agiotas da Troika, que isto AINDA não é deles… E ao mesmo tempo melhorou as coisas. Que me interessa se é do PS?? Eu que até votei PSD em 2011 (por detestar o Sócrates). Eu nunca votei PS na vida (nem nas últimas eleições), mas Costa e Centeno surpreenderam pela positiva.

      Está tudo perfeito? Claro que não!.. Perfeito mesmo só para o Portas, que já foi convidado para consultor da Pemex depois de ter facilitado os negócios com a Galp… Ou para a M. Luis Albuquerque que está como quer na Arrow depois de ter vendido o BANIF ao Santander. Ou o Durão… Esses sim, está tudo perfeito pra eles.

      Valha-nos o Guterres para dar boa imagem da classe política Portuguesa lá fora. E agora Costa e Centeno também.

      • Este homem só diz disparates. O senhor não percebe rigorosamente nada de economia. Parece que andou a tentar ler uns livros sobre o assunto mas decididamente não compreendeu o que leu.

  6. Caro Catramolho
    Tem todo o direito a ter a sua opinião e a “doer-se” pelo PS.
    No entanto, entendo que não leu bem o texto que escrevi, pois o que eu pretendi foi tirar o mérito da saída aos partidos políticos, e sim dá-lo aos portugueses.
    Sejamos realistas e não tenhamos a memória curta. Quem nos colocou em tal posição foi o PS da altura e que nos vendiam que estava tudo bem e até falavam em obras como TGV, 3ªautoestrada para Lisboa, etc, etc. quando já não tínhamos dinheiro para “mandar tocar um cego”.
    Estamos, isso sim, agora a viver uma conjuntura internacional que nos é favorável, mas tudo pode mudar, salvo se, até lá, as vacas passem a voar…

    • A vacas já estão a ‘voar’ há algum tempo…. e o diabo teima em não aparecer!!…
      O que pode (e deve!) mudar são essas mentalidades calamitosas, que, tal como a visão de Passo e companhia, nunca resolve nada e só serve para se andar para trás – invés de se olhar e seguir em frente!!
      Claro que a conjuntura é favorável, portanto, há que aproveitar para melhorar a vida das pessoas e o país; que é o oposto de o vender ao desbarato e de se andar sempre a acenar com desgraças e infelicidades!…

      • A conjuntura é favorável? É com cagagésimas que saímos da cepa torta? Este crescimento (fraco) do PIB é apenas devido ao turismo e pouco mais. Não foi feito nada para que haja crescimento. Mas como o turismo tem aumentado porque a instabilidade no norte de África a isso tem obrigado, parece que já há muita luz ao fundo do túnel. Logo que aquela zona estabilize os turistas vão-se embora…!

        • Não!!
          Se calhar, saímos da ‘cepa torta’ com mentalidades tristes e caducas como a tua!…
          Sempre puxar para trás e a ver o ‘copo meia-vazio’…
          Ainda gostaria de saber o que tens feito para melhorar a situação…
          E, realmente os turistas só vem a Portugal devido à instabilidade do norte de África!…
          No dia em que o norte de África ficar mais estável, vão-se logo embora!…
          Eles vem para cá todos contrariados e nem sequer gostam de Portugal nem nada…
          Enfim… mais um ‘profeta da desgraça’ a escrever barbaridades..

  7. Sim! Em ano de eleições deve aparecer alguma coisa. Cambada de vigaristas. A austeridade era demais nos tempo do coelho mas eles têm desgovernado com a austeridade dos outros. Até para dar o subsídio de natal em Novembro estão já a descontar agora. Ao menos tivessem deixado estar como estava. Quem não os conhecer que os compre. Comunistas e “socialistas” da trampa!!!

    • E o que é para si a classe média? Quantifique-me se conseguir o intervalo de rendimentos anual de um casal da classe média! Se calhar não faz a mínima ideia do que está a falar. Olhe responda à minha questão.

      • O senhor, que sabe tanto, é que poderia ter respondido e não pedir aos outros.
        Para a geringonça e seus lacaios, qualquer português que ganhe mais que o salário mínimo já deve pertencer à classe média para os carregar de impostos. Para sustentar chulos, chupistas, parasitas e quejandos.

RESPONDER

Advogado da família de Homeniuk pede condenação de inspetores do SEF por homicídio qualificado

O advogado da família do cidadão ucraniano Ihor Homeniuk, que morreu nas instalações do SEF no aeroporto de Lisboa, insistiu, esta segunda-feira, na condenação dos três inspetores pelo crime de homicídio qualificado que consta da …

"Mestre do churrasco", "lenda da brincadeira" e homem de "honra". William e Harry recordam avô

Os príncipes William e Harry prestaram hoje homenagem, em comunicados separados, ao príncipe Filipe, que morreu na sexta-feira aos 99 anos no Castelo de Windsor, lembrando o avô como um homem “extraordinário” marcado pelo “dever” …

Em São Miguel, os restaurantes de concelhos em nível de alto risco fecham as portas a partir de amanhã

Todos os estabelecimentos de restauração, bebidas e similares nos concelhos do Nordeste e Vila Franca do Campo, em São Miguel, nos Açores, vão encerrar a partir de terça-feira, funcionando apenas em regime de take-away ou …

O Brasil está a construir uma nova estátua gigante de Cristo. Vai ser mais alta que a do Rio de Janeiro

Uma nova estátua gigante do Cristo que está a ser construída no sul do Brasil será ainda mais alta do que a icónica estátua do Cristo Redentor com vista para o Rio de Janeiro. Cabeça e …

Costa anuncia 252 milhões de euros de investimento na investigação e economia do mar

O primeiro-ministro anunciou hoje que o Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) vai ter uma verba de 252 milhões de euros autonomizada para financiar investimentos na investigação, na economia do mar e na segurança pesqueira. Além …

Setor da restauração diz que os apoios e horários estabelecidos aumentam a “escravização"

Segundo um documento da PRO.VAR, dois em cada três (66,4%), dos estabelecimentos localizados em centros comerciais, ponderam apresentar pedidos de insolvência. O trabalho tem por base um inquérito a empresas do sector realizado entre os dias …

Ucrânia diz que Rússia não responde a pedido de conversações, mas conta com o apoio da NATO

O Presidente ucraniano, Volodimir Zelenskii, disse que ainda não conseguiu falar com o seu homólogo russo, Vladimir Putin, para discutir a escalada do conflito no Leste da Ucrânia. A Rússia e a Ucrânia acusam-se mutuamente de …

"O trabalho liberta." Polícia comunica pichagem nazi no Porto ao Ministério Público

A Polícia Municipal vai comunicar ao Ministério Público (MP) uma pichagem num portão da Avenida do Brasil, no Porto, com a frase nazi "o trabalho liberta". Uma pichagem num portão da Avenida do Brasil, no Porto, …

Um morto e um ferido em tiroteio junto a hospital em Paris. Atirador encontra-se em fuga

Um tiroteio numa rua no bairro 16 da capital francesa causou a morte de um segurança do hospital Henry Dunant e ferimentos muito graves numa utente. Os disparos deram-se em frente ao hospital Henry Dunant, …

Bloco de Esquerda quer plano nacional de férias de Verão financiado pelo Governo

O Bloco de Esquerda vai entregar um projeto de lei na Assembleia da República para que o Governo defina um programa de férias de Verão. Catarina Martins, coordenadora do partido, frisa que a maior parte …