Ursula Von der Leyen foi a Estrasburgo tentar ganhar a confiança dos eurodeputados

Patrick Seeger / EPA

Ursula Von Der Leyen, ministra da Defesa alemã

A candidata indicada pelos líderes europeus para a presidência da Comissão Europeia deslocou-se a Estrasburgo, em França, para se apresentar aos eurodeputados. Os encontros com Socialistas e Verdes não se concretizaram.

Ursula von der Leyen foi o nome indicado na terça-feira pelos líderes dos 28 Estados-membros da União Europeia (UE) para suceder ao luxemburguês Jean-Claude Juncker na presidência da Comissão Europeia.

Para tentar ganhar a confiança do Parlamento Europeu, a atual ministra da Defesa alemã deslocou-se, esta quarta-feira, a Estrasburgo, em França, onde esta semana se sentaram pela primeira vez os eurodeputados eleitos nas eleições europeias de maio passado.

“É aqui que bate o coração da democracia europeia”, afirmou a ministra alemã, depois de um breve encontro com o italiano David Sassoli, que ontem foi eleito presidente do PE.

Tenciono ouvir muito, de forma a desenvolver, nas próximas duas semanas, um diálogo com o Conselho e o Parlamento, uma visão para os próximos cinco anos para a Europa”, declarou von der Leyen em declarações à imprensa.

Após uma campanha para as eleições europeias “longa e difícil”, é agora “decisivo mostrar a nossa unidade e paixão comum pela Europa, que é tão importante neste mundo e que deve ser audível e visível”, disse ainda.

Durante um encontro com os deputados do Partido Popular Europeu (PPE), a sua família política, a alemã “foi principalmente apresentada, e também explicou a respetiva carreira”, disse uma fonte parlamentar, citada pelas agências internacionais. “Falou em três línguas [alemão, inglês e francês]” e “respondeu a algumas perguntas”, afirmou a mesma fonte.

A alemã, que chegou a ser considerada como a sucessora da chanceler Angela Merkel, tentou também contactar com os Socialistas e os Verdes, no entanto, segundo apurou o Expresso junto de fonte parlamentar, os dois grupos não se mostraram disponíveis.

Para se tornar a primeira mulher presidente da Comissão Europeia, a vice-presidente da União Democrata-Cristã (CDU) terá de conseguir a aprovação do Parlamento Europeu numa votação prevista para 17 de julho. Se não tiver pelo menos 376 votos dos 751 eurodeputados, não será eleita e os líderes europeus terão de apresentar um outro nome.

No acordo alcançado pelos Vinte e Oito, ficou ainda decidido que o belga Charles Michel assumirá a presidência do Conselho Europeu, o espanhol Josep Borrell o cargo de Alto Representante da UE para a Política Externa e a francesa Christine Lagarde o Banco Central Europeu (BCE).

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

50 anos de monarquia e uma guerra de dias. A pandemia "matou" a micronação mais antiga da Austrália

O reinado de 50 anos de uma micronação na Austrália chegou ao fim devido ao impacto económico da pandemia de covid-19, que fez com que o autodeclarado principado se rendesse ao país. Hutt River, um principado …

NASA vai rebatizar planetas e outros corpos celestes com nomes ofensivos

A agência espacial norte-americana (NASA) anunciou que vai rebatizar alguns planetas, galáxias e outros corpos celestes que possuem nomes "ofensivos". Em comunicado publicado esta quinta-feira, a NASA explica que vai abandonar os nomes "não-oficiais" a …

O maior parque de crocodilos da Índia está à beira da falência. Abriga mais de 2.000 animais

O maior parque de crocodilos da Índia, localizado perto da cidade de Chennai, no sul do país asiático, encontra-se à beira da falência depois de a pandemia de covid-19 ter obrigado a fechar o espaço …

Campanha científica acrescenta mais de 37 mil quilómetros quadrados ao mapa do mar português

A campanha científica que o navio hidro-oceanográfico D. Carlos I da Marinha Portuguesa realizou durante nove semanas nos Açores, para levantamentos hidrográficos, permitiu “acrescentar cerca de 37.500 quilómetros quadrados sondados ao mapeamento do mar português”. Numa …

Apesar dos alertas, houve quem plantasse as sementes misteriosas da China (e já começaram a crescer)

Durante as últimas semanas, pessoas em todo o mundo têm recebido, sem ter encomendado, nas suas caixas de correio sementes com origem na China. Apesar dos avisos em contrário, houve quem plantasse os misteriosos presentes. As …

Marcelo veta redução de debates sobre a Europa. Não foi uma "solução feliz"

O Presidente da República vetou esta segunda-feira a redução do número de debates em plenário para o acompanhamento do processo de construção europeia de seis para dois por ano, defendendo que não foi uma “solução …

Boris Johnson admite alargar quarentena a mais países

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, admitiu esta segunda-feira alargar o sistema de quarentena a pessoas que cheguem de países atualmente isentos para reduzir o risco de infeção com a doença covid-19 no Reino Unido. "No contexto …

Novo lay-off. Ajuda da Segurança Social para pagar subsídios de Natal pode chegar só em 2021

O apoio ao pagamento do subsídio de Natal previsto pelo Governo para apoiar as empresas no âmbito do novo regime de lay-off, que entrou em vigor em agosto, poderá só ser pago pela Segurança Social …

Trump abandona conferência de imprensa após ser confrontado por jornalista com mentira que disse 150 vezes

O Presidente norte-americano abandonou uma conferência de imprensa, este sábado, depois de ter sido confrontado por uma jornalista com uma mentira que já terá dito mais de 150 vezes sobre cuidados de saúde para os …

Olavo Bilac pede desculpa por ter atuado num comício do Chega

O cantor Olavo Bilac recorreu à sua conta de Facebook para pedir desculpa aos seus fãs e aos seres pares do setor por ter atuado num comício do Chega, frisando não ter qualquer relação com …