Acordo finalmente. Ursula Von der Leyen proposta para presidir à Comissão Europeia

Focke Strangmann / EPA

Ursula Von der Leyen, nova presidente da Comissão Europeia

Os chefes de Estado e de Governo da União Europeia chegaram hoje a acordo sobre as nomeações para os cargos institucionais de topo, designando a alemã Ursula von der Leyen para a presidência da Comissão Europeia e Christine Lagarde para o Banco Central Europeu.

Anunciado pelo presidente do Conselho Europeu, o compromisso alcançado ao fim de uma ‘maratona’ negocial, que se prolongou em Bruxelas ao longo de três dias, desde as 18:00 de domingo, contempla ainda a nomeação do primeiro-ministro belga em funções, o liberal Charles Michel, para a presidência do Conselho Europeu, do ministro espanhol dos Negócios Estrangeiros, o socialista Josep Borrell, como Alto Representante da UE para a Política Externa e ainda da francesa Christine Lagarde para o Banco Central Europeu.

Com a designação de Ursula von der Leyen, ministra alemã da Defesa e muito próxima da chanceler Angela Merkel, o PPE, que presidiu à Comissão ao longo dos últimos 15 anos e que venceu as eleições europeias de maio, retém assim o mais ‘desejado’ dos cargos em negociação, que pela primeira vez será ocupado por uma mulher.

Única ministra a pertencer a todos os governos de Ângela Merkel desde que esta assumiu a chancelaria alemã em 2005, Von der Leyen teve o ‘mérito’ de desbloquear o impasse nas negociações sobre as nomeações dos cargos de topo europeus e de reunir um apoio que o socialista Frans Timmermans não conseguiu atingir.

O nome da política alemã terá agora de ser confirmado pelo Parlamento Europeu. A outra mulher hoje apontada para um cargo de topo, Christine Lagarde, é atualmente diretora do FMI quando Portugal pediu, em 2011, um resgate de 78 mil milhões de euros à ‘troika’, que incluiu ainda a Comissão Europeia e o BCE.

“Sinto-me honrada por ter sido nomeada para a presidência do Banco Central Europeu. Diante disto, e em consulta com o Comité de Ética do Conselho Executivo do FMI, decidi abandonar temporariamente as minhas responsabilidades como Diretor Gerente do FMI durante o período de nomeação”, pode ler-se num tweet publicado por Lagard.

Por enquanto, o banco central da zona euro tem apenas duas mulheres entre os 25 membros do seu orgão máximo, o Conselho de Governadores. Antes de Mario Draghi, o BCE teve como presidente o francês Jean-Claude Trichet e o holandês Wim Duisenberg, que foi o primeiro presidente da instituição.

Costa desiludido com acordo final

Depois do acordo final para os lugares de topo, o primeiro-ministro português explicou que os “socialistas estão desiludidos” e que preferiam o acordo anterior, no qual Frans Timmermans era a escolha para presidente da Comissão Europeia.

“A anunciada fragilidade de Merkel em nada contribui para o reforço da Europa. Antes pelo contrário, cria um vazio no seio da sua família política [PPE] que é um vazio perigoso, onde facilmente os que são contra a Europa e os que defendem o populismo facilmente se infiltram”, disse António Costa aos jornalistas, citado pelo Observador.

O governante português também aludiu ao facto de Itália e o grupo de Visegrado, que parecem ter influenciado a recusa do acordo preferido por Costa pelos socialistas, não terem ficado com nenhum dos lugares de topo.

“É um acordo equilibrado a nível de género, de distribuição geográfica e de distribuição política”, destacou Costa, apesar de haver agora um Parlamento Europeu extremamente dividido devido às eleições europeias de maio.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Homicídio com 32 anos resolvido com a menor amostra de ADN de sempre

Um caso de homicídio ocorrido há 32 anos, que muitos consideraram impossível de ser resolvido, foi finalmente desvendado (e tudo graças à amostra de ADN mais pequena de sempre usada para decifrar um caso). De acordo …

Braços robóticos controlados remotamente podem vir a realizar cirurgias delicadas

Um equipa de investigadores está a trabalhar para eliminar movimentos rígidos nos braços robóticos, de modo a torná-los mais ágeis. O objetivo é que no futuro estes possam empilhar pratos ou até realizar cirurgias delicadas. Os …

Alemão foi forçado a remover estátua do pai por esta se parecer com Hitler

Um alemão foi obrigado a retirar uma figura de madeira de um cemitério, que seria para homenagear o seu falecido pai, por ter semelhanças com o antigo ditador nazi. As autoridades do município de Weil im …

Podcast evita morte de um condenado (seis vezes)

Curtis Flowers foi julgado seis vezes pelo mesmo promotor de justiça. Um programa de investigação mudou o seu destino. O promotor continua a acreditar que Curtis é culpado. A própria equipa responsável pelo 60 Minutes, programa …

EUA venderam álbum único dos Wu-Tang Clan (que pertencia a Martin Shkreli)

O álbum do grupo Wu-Tang Clan, confiscado em 2018 ao antigo gestor de fundos Martin Shkreli, também conhecido como "o empresário mais odiado do mundo", foi agora vendido pelo Governo norte-americano. Num comunicado divulgado esta terça-feira, …

Bezos ofereceu 1,7 mil milhões de euros à NASA para entrar na corrida da próxima viagem à Lua

O empresário norte-americano ofereceu 1,7 mil milhões de euros à NASA numa tentativa de reacender a batalha espacial entre a sua empresa, a Blue Origin, e a do "rival" Elon Musk, a SpaceX. De acordo com …

Clientes com certificado digital válido impedidos de entrar em restaurantes

Estão a ser reportados vários casos de clientes que, ao apresentarem o certificado digital para poderem entrar num restaurante, não conseguem fazê-lo porque o documento está a ser considerado inválido pelos dispositivos eletrónicos. Segundo a rádio …

Covid-19 trouxe "paranoia" ao mercado

Diretor do Norwich City, da Premier League, acha que os responsáveis por alguns clubes não sabem bem o que estão a fazer nos últimos tempos. O Norwich City iria jogar contra o Coventry City, num encontro …

Israel cria "task force" para reverter boicote da Ben & Jerry's na Cisjordânia

Israel criou uma task force para pressionar a empresa de gelados norte-americana Ben & Jerry's e a sua proprietária, Unilever, a reverterem a decisão de boicotar a ocupação israelita na Cisjordânia. "Precisamos de aproveitar os 18 …

Violência armada. 430 mortos na última semana nos EUA e 2021 pode ser dos piores anos de sempre

Só na semana passada registaram-se cerca de 430 mortos e mais de 1000 feridos associados a tiroteios, num ano que está a ser marcado pelo aumento da violência armada nos Estados Unidos. O ano passado foi …