Um ano depois, Rúben aguarda justiça (e nem o dinheiro aliviou a dor)

(cv) SIC

Um ano depois das agressões em Ponte de Sor, a mãe de Rúben Cavaco diz que o filho ainda espera justiça e que continua sem compreender porque razão os gémeos iraquianos tiveram imunidade diplomática.

A mãe de Rúben Cavaco, Vilma Pires, recordou a noite de violência em Ponte de Sor que colocou o seu filho em coma, depois de ter sido agredido pelos filhos do embaixador iraquiano em Lisboa, Sadd Mohammed Ali.

Em entrevista ao Expresso, a mãe do adolescente diz que o filho se “encontra bem fisicamente e já está a fazer uma vida normal“: “Neste momento, o Rúben encontra-se bem fisicamente, já está a fazer uma vida normal e já não está a fazer fisioterapia. Estar a viver em Lisboa ajuda-o a não reviver constantemente o que se passou. Esquecer vai ser impossível, mas o tempo também vai ajudar a sarar as feridas”.

Em Janeiro, Vilma Pires celebrou um acordo extrajudicial com a família Mohammed Ali, que envolveu o pagamento de 40 mil euros por danos morais e mais 12 mil das custas médicas.   No entanto, o caso, que continua a ser investigado pelo Ministério Público português, está longe de ter terminado.

A mãe do jovem da Ponte de Sor diz estar ainda à espera que seja feita justiça. “Deviam perguntar ao Estado português quais as diligências que já fez para garantir que um crime público cometido em território português contra um cidadão português não fique impune”, começou por dizer Vilma.

O acordo disse apenas respeito à parte civil e aos eventuais crimes que dependiam de queixa e admitiam desistência, ou seja, às eventuais agressões e injúrias ocorridas no bar entre os dois jovens iraquianos e os jovens que estavam com o Rúben”, explicou.

“Até este momento, apenas foi paga a indemnização, porque continuamos à espera que seja feita Justiça. Mas isso compete ao Estado. O que competia ao meu advogado fazer foi feito. Não cabe ao meu advogado prender os criminosos, julgá-los e condená-los”, frisou ainda Vilma Pires.

Sobre o dinheiro que recebeu, a mãe de Rúben Cavaco garante que “nem o dinheiro aliviou” a dor, nem afetou o dia-a-dia da família. “O dinheiro está depositado numa conta do Rúben que ele apenas poderá movimentar quando tiver 18 anos“, acrescentou.

A mãe do jovem agredido critica o facto de os jovens iraquianos nunca terem sido ouvidos como arguidos por tentativa de homicídio e se terem protegido com a imunidade diplomática.

“Ficámos a saber que os filhos dos diplomatas, com 14, 15 e 16 anos se podem passear livremente por este país, conduzir embriagados, matar, roubar ou violar que nada lhes sucede e, pelos vistos, o governo português também não se preocupa com isso. O que sucedeu ao meu filho pode suceder a qualquer um, e o resultado vai ser o mesmo“.

Questionada sobre se alguma vez foi contactada por algum membro do Governo português, a mãe de Rúben Cavaco explica que “nem nos últimos meses nem nunca“.

“Até hoje não houve qualquer membro do Governo, do Ministério dos Negócios Estrangeiros ou de outra entidade do Estado que me tivesse contactado para o que quer que seja. Apenas recebi um telefonema do Presidente da República quando o meu filho estava internado e um ramo de flores do embaixador do Iraque“, garantiu.

Vilma Pires acrescentou ainda que “não há um único dia que não me lembre daquela noite e todos os dias dou graças a Deus por o meu filho se ter salvo, o que ainda acho um milagre depois de o ter visto como morto”.

ZAP //

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Vergonha é pouco, a conta de palhaços como este é que os “senhores” da nota fazem o que querem e bem lhes apetece a troca de meia dúzia de tostões, sim porque a indemnização para quem pagou foi apenas uns trocos e ainda se ficaram a rir.
    Qualquer dia a nova atração turística em Portugal é vir dar porrada a putos estúpidos a troca de uns tostões.
    No mínimo ficavas sem nacionalidade portuguesa e passavas a ter nacionalidade da langonhaland.

  2. Vergonha é pouco, a conta de palhaços como este é que os “senhores” da nota fazem o que querem e bem lhes apetece a troca de meia dúzia de tostões, sim porque a indemnização para quem pagou foi apenas uns trocos e ainda se ficaram a rir.
    Qualquer dia a nova atração turística em Portugal é vir dar porrada a putos estúpidos a troca de uns tostões.
    No mínimo ficavas sem nacionalidade portuguesa e passavas a ter nacionalidade da langonhaland.

  3. Justiça?!? Já se está mesmo a ver…aqui em Portugal quando se mexe com os “grandes” fica sempre tudo em “àguas de bacalhau”. Venha mais um joguito de futebol que o povo esquece tudo. É isto e os fogos que alastram Portugal com mão criminosa, temos que chamar os submarinos do Portas para “ajudar” a combater os fogos porque pelos vistos os helis não chegam.

  4. Será que eu entendi bem? (Espero que não) Será que estão a comentar que têm vergonha do agredido? Que a vítima é “um palhaço” e que lhe devia ser tirada a cidadania? Isso quer dizer que os agressores são uns heróis? Isso quer dizer que a justiça faz muito bem em ser inoperante? Com gente assim eu é que tenho vergonha de ser português, povo ruim que só está bem a fazer o mal. Felizmente que nem todos somos assim, ainda temos alguns cidadãos que agem com civismo. O que me dói mais é que esta gente também vota, o que mostra bem a qualidade de políticos e governantes que vão sendo eleitos. É apenas a minha opinião. Certo é que não vão faltar críticas destrutivas ao meu comentário, mas essas passam-me ao largo. Imaginem que esta gente poderia fazer justiça pelas próprias mãos, eram linchamentos diários (ou horários)… Onde nós chegámos. 🙁

RESPONDER

Sporting vai avançar com ação de despejo das claques

A SAD leonina vai avançar com uma ação de despejo para que as claques Juventude Leonina e Directivo Ultras XXI deixem os espaços que ocupam no Estádio José Alvalade, avança A Bola esta quarta-feira. De …

"Ninguém quer trabalhar" na Casa Pia. Pais em protesto devido à falta de pessoal

Os pais e encarregados de educação do Centro Educativo e Desenvolvimento D. Maria Pia, em Lisboa, vão entregar na segunda-feira um abaixo-assinado à tutela para pedir a abertura de concursos externos para reforço de pessoal …

Trump elogiou Erdogan, depois de uma reunião que descreveu como "maravilhosa e produtiva"

O Presidente norte-americano, Donald Trump, elogiou na quarta-feira o seu relacionamento com o homólogo turco, Recep Tayyip Erdogan. Os dois líderes encontraram-se para tentar superar várias diferenças, incluindo a situação na Síria e a compra …

MH17. Novas provas revelam contactos frequentes entre a Rússia e separatistas ucranianos

A equipa internacional que conduziu a investigação sobre a queda do voo MH17 em 2014 no leste da Ucrânia divulgou novas provas que apontam para contactos muito frequentes entre a Rússia e os rebeldes separatistas …

Imunidade diplomática deixa em liberdade suspeito de tentar matar com ácido sulfúrico

O suspeito de homicídio, na forma tentada, ficou em liberdade depois de ter apresentado o passaporte diplomático às autoridades, que impede que seja detido ou constituído arguido. De acordo com a TVI24, um alto responsável da …

Zivkovic quer rescindir contrato com o Benfica

O extremo sérvio quer chegar a acordo com o Benfica para ficar livre a ano e meio do final do seu contrato mas, pelos vistos, a SAD encarnada nem quer ouvir falar dessa hipótese. De acordo …

Cigarros eletrónicos. Primeiro duplo transplante de pulmões feito em jovem de 17 anos em situação de "morte iminente"

Em risco de "morte iminente" por lesões causadas pelo uso de cigarros eletrónicos, um jovem de 17 anos foi submetido a um duplo transplante de pulmões, no estado norte-americano do Michigan. Este caso é considerado …

Parlamento Europeu levanta imunidade do eurodeputado José Manuel Fernandes

O Parlamento Europeu decidiu levantar a imunidade ao eurodeputado do PSD José Manuel Fernandes, após um pedido feito pela justiça e pelo próprio, relativo a uma eventual ação judicial por um alegado crime de prevaricação. Em …

"Agiu de forma premeditada". Mãe que deixou bebé no lixo vai continuar presa

O Supremo Tribunal de Justiça rejeitou esta quinta-feira o pedido de habeas corpus para a libertação da jovem de 22 anos que terá deixado o seu filho recém-nascido num caixote do lixo em Lisboa. A …

Mau tempo nas próximas 48h. Proteção Civil alerta para cheias e quedas de árvores

A Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil alertou para a possibilidade de lençóis de água e de gelo nas estradas, cheias rápidas e queda de árvores, devido ao mau tempo nas próximas 48 horas …