Há fortes indícios de que os gémeos iraquianos tentaram matar Rúben Cavaco

(cv) SIC

Os filhos do embaixador do Iraque em Portugal deram uma entrevista à SIC para contar a sua versão dos factos

Os filhos do embaixador do Iraque em Portugal deram uma entrevista à SIC para contar a sua versão dos factos.

O Ministério Público considera que há “fortes indícios” de que os filhos gémeos do Embaixador do Iraque em Portugal tentaram matar o jovem Rúben Cavaco. Entretanto, sabe-se que o diplomata, que foi afastado do cargo, está envolvido em vários processos em tribunal.

O Iraque decidiu retirar Saad Mohammed Ali do cargo de Embaixador em Portugal, no seguimento das agressões cometidas pelos seus filhos gémeos a um jovem de Ponte de Sor, no distrito de Portalegre, no Verão passado.

Mas além deste caso, a Rádio Renascença apurou que o embaixador vai deixar Portugal com vários outros processos em tribunal por resolver. Em causa estão casos laborais, nomeadamente “alegados despedimentos ilícitos” durante a licença de maternidade ou “baixas médicas e redução de vencimentos”, em violação das Leis do Trabalho portuguesas.

A Renascença nota que pelo menos sete pessoas foram despedidas desde que Saad Mohammed Ali chegou a Portugal.

Uma das situações reporta a uma funcionária que estava em licença de maternidade, após ter estado em baixa médica por gravidez de risco. Ela foi despedida e “nunca lhe chegou qualquer carta oficial de despedimento, o que a deixou sem possibilidade de receber subsídio de desemprego”, aponta a Renascença.

Fonte da Embaixada justifica estes casos com a decisão do Ministério dos Negócios Estrangeiros do Iraque de reduzir ordenados por causa da guerra contra o Estado Islâmico.

“Os funcionários locais não aceitaram os descontos, não aceitaram as informações que chegaram. Não temos nada a ver. O ministério tomou a atitude. Como eles não aceitaram, deixaram a embaixada. Nós não podemos fazer nada, porque a ordem é do ministério“, salienta esta fonte citada pela Renascença.

Um outro funcionário alega que o embaixador lhe solicitou que “cometesse ilegalidades” e que “foi despedido quando se recusou” a fazê-lo.

A Renascença atesta ainda que, num destes processos laborais, a Embaixada alega que a justiça portuguesa não tem competência para avaliar o caso por esta ser considerada “território soberano do Iraque”.

Um Tribunal de primeira instância deu razão à Embaixada, mas a Relação decidiu, no recurso, que os tribunais portugueses podem pronunciar-se sobre o pagamento dos salários, embora não possam determinar “a reintegração nem o pagamento de indemnizações”, refere a Renascença.

Fortes indícios de que gémeos queriam matar Rúben

Entretanto, a Lusa teve acesso aos autos do processo, no âmbito da agressão a Rúben Cavaco, por parte dos gémeos filhos do embaixador, e o Ministério Público (MP) considera que há fundada suspeita e fortes indícios de que estes tenham praticado um crime de homicídio na forma tentada.

A investigação do caso que ocorreu em Ponte de Sor, no Verão passado, exclui a intervenção de uma terceira pessoa e não reúne provas de que a vítima tenha sido atropelada, mas aponta para a tentativa de homicídio.

Nos autos do processo, consultados pela Lusa no Departamento de Investigação e Acção Penal (DIAP) de Évora, nota-se que um dos irmãos saiu do automóvel e foi atrás de Rúben Cavaco, agarrando-o, e que o outro também saiu da viatura pouco depois. Ambos terão feito cair o jovem no chão, agredindo-o com violência, com murros e pontapés, principalmente na zona da cabeça e da face.

No documento é mencionado que os dois irmãos iraquianos continuaram as agressões mesmo quando a vítima deixou de se mexer e que só pararam quando uma testemunha e trabalhadores de limpeza do município se aproximaram do local.

Nos autos consta o único depoimento dado à GNR por um dos suspeitos, em que Ridha se queixa de terem sido vítimas de agressões horas antes e nega a existência de atropelamento e da intenção de matar o jovem de Ponte de Sor.

No seu depoimento, Rúben Cavaco afirma lembrar-se de uma luta entre todos no exterior de um bar em Ponte de Sor, não sabendo dizer quem começou, mas não se recorda das agressões de que foi vítima.

O MP realça que se mantém a imunidade diplomática dos filhos do embaixador iraquiano, a qual obsta a que a acção penal se dirija contra eles, notando que foram realizadas no essencial todas as diligências de inquérito.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

  1. A facilidade com que esta gente se escapa das malhas da justiça é de fazer cair os queixos. Podem vir ao nosso país matar uma pessoa e ir embora como se nada fosse. Isto é escandaloso

  2. Pois, lendo isto quase me convenci de que Portugal é um país de bons costumes, que tem toda a moral para dar lições e que ficou impedido de aplicar magistralmente a justiça, contrariando o que é costume. Depois acordei…
    Não é que aquilo que Portugal queria fazer, o que apontou, as atitudes que tomou… estejam erradas, bem pelo contrário. Só não percebo porque não se aplica a justiça que se apregoa em todos os outros casos que vamos tendo por cá, e que infelizmente não são poucos…

  3. Portugal teve o seu primeiro ataque islâmico levado a cabo por dois terroristas que saíram impunes.
    Podia ter sido pior, mas a reacção do governo seria sempre branda e condescendente.

  4. Ser espancado a troca de meia dúzia de tostões, que bom! La vêm os ricalhaços dar uma volta a Portugal para aderirem a nova moda.
    Mais uma optimização do turismo por cá.

  5. E no entanto, pasme-se, tanto pai como filhos ainda vão ter direito a advogadas do AJ, diga-se, de borla, pagas por todos nós que pagamos impostos. Será que o embaixador tinha o salário mínimo nacional?

RESPONDER

Mais 1.233 casos de covid-19 em Portugal. Morreram duas pessoas

Esta quinta-feira, Portugal registou 1.233 novos casos e duas mortes na sequência da infeção por covid-19. Segundo o último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS), foram registados, nas últimas 24 horas, mais 1.233 casos e …

Proibida circulação de e para a Área Metropolitana de Lisboa ao fim de semana

A situação epidemiológica em Portugal é agora "mais preocupante", pelo que "dificilmente" o país deverá desconfinar na próxima semana como estava previsto, anunciou esta quinta-feira a ministra Mariana Vieira da Silva. A ministra da Presidência, Mariana …

Lisboa alarga horários de vacinação para atingir as 65 mil pessoas por semana

Já a partir da próxima segunda-feira, os centros de vacinação em Lisboa vão ter horário acrescido. O objetivo é aumentar o número de doses de vacinas administradas por semana para cerca de 65 mil. A partir …

PS diz que portugueses não esquecem que Passos cortou a dobrar no SNS

Pedro Passos Coelho acusou a esquerda de "desqualificar" o Serviço Nacional de Saúde (SNS) e a deputada socialista Sónia Fertuzinhos respondeu que os portugueses não esquecem que o Governo PSD/CDS cortou o dobro no SNS …

Escassez de matérias-primas deverá aumentar preço dos alimentos entre 5% e 10%

As matérias-primas agrícolas sobem com a conjugação do maior consumo e menor oferta por força das más colheitas em países como o Brasil e França, atingidos pelo mau tempo. Desta forma, prevê-se que, nos …

Portugal é o país da União Europeia com mais confiança nas vacinas

Portugal é o país da União Europeia (UE) onde a população tem mais confiança nas vacinas contra a covid-19, com 95% dos inquiridos a considerarem as vacinas seguras, segundo um Eurobarómetro publicado esta quinta-feira pela …

Estas são as dez profissões mais bem pagas em Portugal

O ManpowerGroup fez o levantamento das das dez profissões mais bem pagas do país. Esses profissionais recebem até 150 mil euros por ano. Com base no levantamento das dez profissões mais bem pagas do país, fornecido …

Nave espacial chinesa com três astronautas acopla na nova estação espacial

A nave espacial chinesa que partiu ao início do dia de hoje com uma tripulação de três pessoas já acoplou na nova estação espacial da China, para uma missão de três meses, noticia a imprensa …

Vagas só vão aumentar nos cursos com notas mais altas

Para já, apenas os cursos procurados pelos alunos com médias mais elevadas vão poder aumentar o número de vagas disponíveis no concurso nacional de acesso deste ano. De acordo com o jornal Público, o Governo afastou, …

Novo Banco. "O que a Caixa deseja é que este processo acabe"

O presidente executivo da Caixa Geral de Depósitos (CGD) disse, esta quarta-feira, no Parlamento, que o desejo do banco público é que o processo relativo ao financiamento ao Novo Banco acabe. "O que, pessoalmente, a Caixa …