Ucrânia vai remodelar governo e alterar leis repressivas

O Presidente da Ucrânia, Viktor Ianukovitch, anunciou esta sexta-feira uma remodelação governamental e emendas às controversas leis repressivas, quando o movimento de contestação se estendeu a diversas regiões do oeste do país.

O chefe de Estado, que se reuniu com Stefan Fule, o Comissário da União Europeia (UE) para o Alargamento, advertiu igualmente que empregará «todos os meios legais» à sua disposição caso não seja encontrada uma solução para a crise com a oposição.

«Tomaremos uma decisão durante essa sessão. O Presidente assinará um decreto e tomaremos a decisão de remodelar o governo para formar uma equipa governamental mais profissional», declarou Viktor Ianukovitch durante um encontro com dignitários religiosos, numa referência à reunião extraordinária do parlamento agendada para a próxima semana.

Sobre as leis aprovadas na semana passada e em vigor desde quarta-feira, que reforçam as sanções contra os manifestantes, o chefe de Estado ucraniano anunciou a adoção de «alterações a essas leis que vão solucionar esta questão».

O texto prevê penas de 15 dias de prisão para a instalação de tendas ou estrados em locais públicos e até cinco anos de prisão para os ocupantes de edifícios oficiais.

Ianukovitch também confirmou a intenção de libertar os manifestantes detidos, como prometeu na quinta-feira durante uma reunião com os líderes da oposição, apesar de ter emitido um aviso caso não seja garantido um acordo político.

«Se tudo correr bem, tanto melhor. Senão, utilizaremos todos os meios legais», indicou.

No oeste do país, milhares de manifestantes da oposição decidiram desafiar a nova legislação e ocuparam hoje edifícios da administração local em seis regiões, após os confrontos violentos que decorrem na capital Kiev desde domingo.

De acordo com a agência noticiosa AFP, a situação mantinha-se muito tensa em Tchernivtsi, perto da fronteira romena, onde o responsável local, ferido na cabeça, foi hospitalizado após um assalto que se prolongou por várias horas.

Os governadores são nomeados pelo Presidente e nestas regiões oeste da Ucrânia, tradicionalmente feudos da oposição a Ianukovitch, têm sido muito contestados desde o início da crise política no país em finais de novembro, quando o Governo renunciou à assinatura de um acordo de associação negociado com a UE e reforçou as relações com a vizinha Rússia.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

A mais longa quarentena do mundo vai ser prolongada mais um mês

A quarentena em Manila devido à covid-19, a mais longa do mundo atualmente, será prolongada por mais um mês até 31 de outubro, anunciaram esta terça-feira as autoridades. Mais um mês significa que número total de …

Media Capital. Mário Ferreira apresenta queixa na ERC contra a Cofina

O empresário, acionista da Media Capital, entregou, esta segunda-feira, uma queixa na Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) contra o grupo Cofina pelo ataque de que considera ser vítima. De acordo com Mário Ferreira, nos …

Uber vence batalha judicial e prolonga licença para operar em Londres

A Uber ganhou, esta segunda-feira, um recurso legal sobre a revogação da sua licença para operar em Londres, garantindo por enquanto a continuação da empresa num dos seus maiores mercados. De acordo com o Wall Street …

Ordenados "não podem ser cortados", diz comissário. Proposta sobre salário mínimo apresentada em outubro

O comissário europeu do Emprego e Direitos Sociais, Nicolas Schmit, reconheceu as limitações da Comissão Europeia quanto a salários, defendendo que o sistema que no qual está a trabalhar permitirá que os rendimentos aumentem na Europa. Em …

Chega quer expulsar autor de moção pela remoção de ovários a mulheres

A direção do Chega vai propor a “suspensão imediata” do militante Rui Roque que defendia a extração dos ovários numa moção de estratégia que foi rejeitada em congresso, informou esta segunda-feira o partido. Mais de uma …

Precários à espera de apoio extraordinário estão a receber multas do fisco

A Associação de Combate à Precariedade denunciou que a Autoridade Tributária (AT) está a aplicar multas de 75 euros a trabalhadores precários que ficaram sem rendimento e estão a recorrer ao novo apoio extraordinário a …

Portugal regista mais seis óbitos e 688 novos casos

Portugal contabiliza esta segunda-feira mais seis mortos relacionados com a covid-19 e 688 novos casos de infeção com o novo coronavírus, segundo o último boletim divulgado epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Desde o início da …

Novo lay-off é para "aguentar o emprego e as empresas" (mas agrava cortes dos trabalhadores)

O novo regime de lay-off anunciado pelo Governo, para apoiar as empresas com "perdas mais significativas", nomeadamente na área do turismo, visa "aguentar o emprego e as empresas", segundo o ministro da Economia, Siza Vieira, …

Jornal "The Guardian" sugere que Portugal é um país racista e compara Ventura a Bolsonaro

O jornal britânico "The Guardian" noticiou, esta segunda-feira, alguns dos mais recentes acontecimentos racistas que têm ocorrido no país, afirmando no seu título que "Portugal regista um aumento da violência racista com ascensão da extrema …

Jornal Washington Post declara apoio a Biden e quer afastar "o pior presidente dos tempos modernos"

O jornal de referência Washington Post declarou esta segunda-feira o seu apoio ao candidato democrata à presidência dos EUA, Joe Biden, para derrotar o republicano Donald Trump, que considera “o pior Presidente dos tempos modernos”. No …