Ucrânia e Rússia de acordo em relação a preço provisório do gás

José Cruz / ABr

Vladimir Putin, Presidente da Rússia

Vladimir Putin, Presidente da Rússia

O Presidente ucraniano, Petro Poroshenko, confirmou ter concordado com a Rússia, durante conversações em Milão, relativamente a um preço provisório do gás russo fornecido à Ucrânia durante os próximos meses de inverno.

“Com base nas consultas, posso dizer que a Ucrânia terá gás, terá aquecimento“, garantiu Petro Poroshenko, numa entrevista divulgada na noite de sábado pelas televisões ucranianas.

Depois das conversas, com Poroshenko, na sexta-feira em Milão, o Presidente russo, Vladimir Putin, tinha aludido já a “progressos” e um “acordo sobre as condições para a retoma da entrega do gás, pelo menos no inverno“.

Em meados de junho, a Rússia cortou o fornecimento de gás à Ucrânia devido à recusa de Kiev em pagar o preço imposto por Moscovo no contexto da crise entre os dois países. Segundo a Rússia, a dívida ucraniana ascende a 5,3 milhões de dólares (4,3 milhões de euros).

“Chegámos a um acordo [relativamente ao preço]. A posição ucraniana foi, de facto, aceite: falamos apenas do inverno e fixamos um preço de 385″ dólares por mil metros cúbicos, declarou Poroshenko, acrescentando que “os russos aceitaram”.

O chefe de Estado ucraniano explicou que, durante os meses de verão, quando a procura é menor, Kiev defendeu um preço de 325 dólares, mas a proposta foi rejeitada por Moscovo, estando o valor atualmente fixado em 485 dólares.

Poroshenko encontrou-se com Putin por três vezes, incluindo na presença de dirigentes europeus, por ocasião da cimeira Ásia-Europa (ASEM), em Milão, num espaço de apenas dez horas.

Os dois líderes fizeram progressos no quadro do litígio sobre o fornecimento de gás – embora sem um acordo completo -, estando previstas negociações a nível ministerial em Bruxelas para terça-feira. Neste sentido, Poroshenko disse esperar que um acordo possa ser fechado na Bélgica ou menos antes disso.

“Antes de 21 de outubro, esperamos encontrar uma solução para a questão da energia”, afirmou.

A Rússia é o maior fornecedor de gás da União Europeia (UE). Doze países do centro e leste da Europa dependem do gás russo para cobrir mais de três quartos das suas necessidades.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Calamidade até 30 de maio. Champions com lugares marcados, teletrabalho até ao final do mês

Após a reunião do Conselho de Ministros desta quinta-feira, a ministra da Presidência, Mariana Vieira da Silva, anunciou que o país continuará em situação de calamidade até 30 de maio. Acompanhada pelo secretário de Estado das …

Greve da Função Pública "não interfere" com negociações, diz Governo

A Frente Comum marcou para o dia 20 uma greve dos trabalhadores da Administração Pública para exigir um aumento dos salários, a valorização das carreiras e a revogação do sistema de avaliação de desempenho dos …

Estado recebeu 671 milhões do Banco de Portugal em 2020

Em ano de pandemia, o Banco de Portugal (BdP) deu 671 milhões de euros em dividendos ao Estado, segundo os dados divulgados, esta quinta-feira, pelo supervisor da banca. No Relatório do Conselho de Administração de 2020, …

Pedrógão Grande. Testemunha afirma que Câmara a aconselhou a mudar a morada fiscal

A proprietária de uma segunda habitação reconstruída após o incêndio de 2017, em Pedrógão Grande, disse esta quinta-feira que alterou a sua morada fiscal a conselho de um "senhor Bruno", da Câmara Municipal. O julgamento das …

Corrida aos combustíveis. Ciberataque a oleoduto provoca pânico nos EUA

Quase dois terços dos postos de gasolina do sudeste dos Estados Unidos registam escassez de combustível, depois de um ciberataque à maior rede de oleodutos do país ter obrigado a suspender as operações desde sexta-feira. A …

Cecília Meireles sente "enorme tristeza" por ver CDS com 1% nas sondagens

A deputada centrista abordou vários temas numa entrevista, publicada esta quinta-feira, desde a queda do CDS nas sondagens ao seu lugar de deputada na Assembleia da República. Numa entrevista à rádio Renascença e ao jornal Público, …

"Chernobyl do século XXI." Pandemia de covid-19 poderia ter sido evitada, dizem especialistas

A pandemia de covid-19 podia ter sido evitada e o mundo deve aprender com os erros que não permitiram travar a disseminação do vírus, conclui um novo relatório, divulgado esta quarta-feira. A pandemia de covid-19 poderia …

"Estamos a ver a patologia da banca. Uma patologia triste", diz CEO do Novo Banco

O presidente executivo do Novo Banco, António Ramalho, tem visto, nos últimos tempos, grandes devedores da instituição financeira a explicarem-se na comissão de inquérito, classificando o que assiste como "triste". "Estamos a ver a patologia da …

Maduro aceita conversar com Guaidó sobre "acordo de salvação" da Venezuela

O Presidente venezuelano, Nicolás Maduro, anunciou estar disposto a reunir-se quando a oposição quiser, um dia depois de o líder opositor Juan Guaidó propor um "acordo de salvação" da Venezuela, entre as "forças democráticas" e …

No Brasil, os "velhos" goleadores estão em destaque (e na Europa, ainda dão cartas)

Os goleadores de quase metade das equipas brasileiras que disputam a Copa Libertadores e a Sul-Americana têm mais de 30 anos. Aos olhos do futebol podem ser "velhos", mas preenchem o vazio dos jovens que …