Cerveja grátis, donuts e lotarias. Os truques que estão a ajudar os EUA a alcançar imunidade de grupo

Um número crescente de estados, cidades e empresas está a oferecer incentivos para encorajar as pessoas a vacinarem-se. E as ofertas estão cada vez maiores e melhores.

Nova Jérsia, por exemplo, está a pagar uma cerveja grátis a quem puder provar que tomou a vacina. Maryland está a oferecer aos funcionários estaduais 100 dólares, enquanto Lancaster, na Califórnia, está a tentar incentivar os adolescentes a serem vacinados inserindo os seus nomes num sorteio de bolsas de estudo até 10 mil dólares.

Para não ficar para trás, Ohio disse que está a criar uma lotaria com prémios de até uma bolsa de estudos de quatro anos para adolescentes recém-vacinados e um milhão de dólares para adultos; vários vencedores já foram anunciados.

Enquanto isso, as empresas estão a oferecer de tudo, desde folgas remuneradas e cartões-presente a donuts, hambúrgueres e batatas fritas. Em 2 de junho, a cervejeira Anheuser-Busch InBev prometeu a todos os americanos com mais de 21 anos uma cerveja grátis se os EUA atingirem a meta do presidente Joe Biden de vacinar 70% dos adultos até 4 de julho.

A grande questão é: alguma destas coisas vai funcionar? Os primeiros relatórios sugerem que pelo menos alguns dos incentivos estão de facto a ajudar, principalmente entre os mais jovens.

Autoridades de saúde dizem que a imunidade de grupo é crítica para acabar com a pandemia, e isto significa ter entre 60% e 90% de uma determinada população vacinada, incluindo crianças. Mas estudos recentes sugerem que mais de um terço dos adultos estão pelo menos relutantes em receber a vacina.

Isabelle Brocas, do Los Angeles Behavioral Economics Laboratory, acredita que os incentivos podem ter um efeito positivo.

A intenção de ser vacinado pode ser influenciada por fatores como nível de educação, crenças religiosas ou filiação política.

Algumas das razões que as pessoas dão para não quererem ser vacinadas podem provavelmente ser abordadas, enquanto outras podem ser intransponíveis. Mas, para induzir as pessoas a tomar decisões que relutam em tomar, é preciso mudar as suas motivações.

Dar um incentivo às pessoas

Os incentivos económicos podem tornar uma decisão mais agradável, oferecendo recompensas ou reduzindo custos. Exemplos recentes de esforços para tornar a vacinação mais recompensadora incluem a oferta de cupões, bilhetes para jogos de basebol e produtos grátis nas lojas.

Estes incentivos são direcionados às pessoas que pensam que não precisam da vacina contra a covid-19, que geralmente não são vacinadas por razões não ideológicas, ou que acham isso inconveniente.

Sondagens recentes sugerem que estas táticas podem ser bem-sucedidas. Um estudo recente descobriu que 39% das pessoas que querem “esperar para ver” em relação às vacinas disseram que um incentivo de 200 dólares bastaria.

Um problema com os estados que oferecem pagamentos em dinheiro ou prémios na lotaria é que as pessoas podem interpretá-los como um sinal de que a vacina é perigosa, talvez reforçando as suas próprias crenças. O estudo também sugere que os benefícios podem ser mais eficazes do que dinheiro e podem ser uma boa alternativa para estados e empresas.

A probabilidade é baixa de os incentivos persuadirem as pessoas que estão contra a vacina ou cujas objeções são baseadas em teorias da conspiração. Por ser do seu interesse promover estas opiniões, ou porque estão convencidas de que estão certas, as pessoas resistirão aos incentivos económicos, desconsiderarão as campanhas de informação e recusar-se-ão a ser empurradas na direção oposta às suas crenças.

No entanto, parece haver esperança em persuadir muitos dos hesitantes ou relutantes. Uma sondagem recente com pessoas nestas categorias revelou que cerca de 20% dos entrevistados seriam vacinados depois de pessoas que eles conhecem o terem feito.

Os Centros de Controlo e Prevenção de Doenças recentemente ofereceram outro tipo de motivação quando disseram que as pessoas vacinadas poderiam não usar máscara na maioria dos ambientes. Outra sondagem recente sugeriu que isso pode ser eficaz com os republicanos, que eram significativamente mais propensos a fazê-lo se isso significasse que não precisariam de usar máscara.

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

DGS diz que demora de conclusões sobre eventos-piloto não é por erro técnico

A Direção-Geral da Saúde (DGS) rejeitou, esta terça-feira, que tenha havido erro técnico no tratamento de dados dos eventos-piloto da Cultura, ocorridos em abril e maio, mas admitiu que o processo está demorado. Numa declaração enviada …

Governo quer fazer alterações na duração de cargos de dirigentes

As mudanças que estão a ser preparadas passam por reduzir a duração dos cargos em substituição e, por outro lado, pelo ajustamento do período das comissões do serviço em função da avaliação. Segundo o Jornal de …

Responsável pelas manifestações em Lisboa é coordenador no Gabinete de Apoio à Presidência da CML

O responsável pelas manifestações na cidade de Lisboa é coordenador técnico no Gabinete de Apoio à Presidência da Câmara liderada por Fernando Medina. De acordo com o semanário Expresso, António Santos tem sido, nos últimos …

Sporting e Braga jogam Supertaça em Aveiro no dia 31 de julho

A Supertaça Cândido Oliveira, que vai ser disputada entre Sporting e Sporting de Braga, vai ser disputada em Aveiro, a 31 de julho, anunciou a Federação Portuguesa de Futebol (FPF). "A decisão da Supertaça Cândido de …

Um quarto da população portuguesa já tem a vacinação completa

Em Portugal, 42% das pessoas já receberam a primeira dose de uma vacina contra a Covid-19 e 25% — cerca de um quarto da população — estão completamente vacinados. De acordo com o mais recente relatório …

Cardiologista do Tottenham admite ponto final na carreira de Eriksen

O cardiologista do Tottenham, Sanjay Sharma, admite um ponto final na carreira de Christian Eriksen, que caiu inanimado no jogo entre a Dinamarca e a Finlândia. O encontro entre Dinamarca e Finlândia, da primeira jornada do …

ARS Norte conta avançar com recuperação de consultas em atraso ainda este mês

A Administração Regional de Saúde (ARS) do Norte conta avançar durante este mês com o programa especial de incentivos financeiros para recuperação de consultas presenciais nos cuidados de saúde primários (CSP), propondo-se recuperar metade da …

Cristiano Ronaldo no Euro 2020

"Rei do Euro". Ronaldo fez história na Hungria (e ainda vai durar "mais uns 3 aninhos")

Cristiano Ronaldo marcou dois dos golos de Portugal na vitória frente à Hungria por 3-0, na estreia da Selecção no Euro 2020, e tornou-se no melhor marcador de sempre dos Campeonatos Europeus de futebol. Aos …

"Insultos são a arma dos fracos". Ministro defende lei das minas e lança farpas a Catarina Martins

Matos Fernandes defende acerrimamente o novo decreto lei da exploração mineira e lança farpas a Catarina Martins, que o criticou: "Insultos são a arma dos fracos". No domingo, o Bloco de Esquerda anunciou que ia pedir …

Crónica ZAP - Linha de Fundo por Teófilo Fernando

Linha de Fundo: Ronaldo e agitadores derrubaram a muralha

Rajada final garantiu vitória lusa na estreia. Ronaldo a bisar e a quebrar três recordes. Todos os jogos da primeira jornada. Visto da Linha de Fundo. A paciência tem limites Hungria 0 – 3 Portugal (Raphaël …