Trump e Kim Jong-un têm novo encontro marcado (e é já em fevereiro)

Kevin Lim / The Straits Times / EPA

O próximo encontro entre o Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e o líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, vai realizar-se no final de fevereiro, anunciou na sexta-feira a Casa Branca.

O anúncio foi feito depois de uma reunião de Trump, durante cerca de uma hora e meia, com um enviado norte-coreano, Kim Yong Chol, e o secretário de Estado, Mike Pompeo, para preparar o encontro entre Trump e Kim.

Ainda não é conhecido o local para esta segunda cimeira, mas segundo a BBC, há quem especule que o encontro poderá ter lugar no Vietname.

Depois desta reunião, a porta-voz da Casa Branca, Sarah Sanders, disse que as negociações sobre a desnuclearização continuam, acrescentando ainda que “os Estados Unidos vão continuar a pressionar e sancionar a Coreia do Norte”.

Também na sexta-feira o secretário-geral da Organização das Nações Unidas, António Guterres, afirmou que já era altura de negociações sérias entre norte-americanos e norte-coreanos para definir uma rota negocial que conduzisse à desnuclearização da península coreana.

Guterres disse, em conferência de imprensa na sede da ONU que uma rota negocial permitiria a cada parte “saber exatamente quais seriam os próximos passos e ter previsibilidade sobre a forma como as negociações iriam decorrer”.

No início deste ano, durante o seu discurso de ano novo, Kim Jong-un afirmou que o país continua focado no processo de desnuclearização e sinalizou a intenção de se encontrar novamente com Trump. “Estou disposto a sentar-me novamente com o presidente dos EUA a qualquer momento”, disse Kim.

Contudo, Kim ameaçou uma mudança de postura se os EUA continuassem a sua campanha de sanções e pressão sobre o país pelo desmantelamento do seu programa nuclear. “Se os EUA julgarem erradamente a nossa paciência”, afirmou, “não temos escolha a não ser proteger a soberania e os interesses supremos do nosso país e procurar um novo caminho para alcançar a paz e a estabilidade na península coreana”.

Em resposta, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou estar “ansioso” para se reunir com o líder norte-coreano, Kim Jong-un, que “percebe tão bem que a Coreia do Norte possui um grande potencial económico”.

Na cimeira histórica realizada em junho, em Singapura, entre o Presidente norte-americano, Donald Trump, e o líder norte-coreano, os dois países concordaram em “trabalhar para a completa desnuclearização da península” coreana, mas até à data os progressos têm sido simbólicos, devido à ausência de um roteiro para o desarmamento.

De forma a avançar com o processo, Pyongyang tem insistido na remoção das sanções lideradas pelos EUA contra o país.

Os Estados Unidos pretendem continuar as sanções a Pyongyang, enquanto o regime não avançar no processo de desnuclearização e exigem que a Coreia do Norte tome medidas concretas, enquanto o regime norte-coreano pede que um tratado de paz seja assinado antes para ajudar a garantir a sua sobrevivência.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Cientistas investigam estranho gelo cor-de-rosa num glaciar dos Alpes italianos

Uma equipa de cientistas anunciou esta segunda-feira estar a tentar averiguar a origem de gelo cor-de-rosa num glaciar nos Alpes italianos. O fenómeno deverá ser provocada por algas que aceleram os efeitos das mudanças climáticas. A origem …

Especialistas de 32 países alertam OMS: covid-19 também se transmite pelo ar

Numa carta aberta à Organização Mundial de Saúde, 239 cientistas pedem que a organização reveja as recomendações que tem emitido, alertando para o facto de a covid-19 poder transmitir-se pelo ar. Numa carta dirigida à Organização …

Moreirense 0-0 Sporting | Nulo em jogo de pólvora seca

A 30ª jornada fechou no Minho com um nulo entre Moreirense e Sporting, que continua sem derrotas sob o comando de Rúben Amorim. A formação leonina poderia muito bem ter vencido em Moreira de Cónegos, pois …

Armazém flutuante. A China está a guardar petróleo no mar (e já se sabe porquê)

A China está a guardar uma quantidade épica de petróleo no mar. De acordo com a CNN, o país comprou tanto petróleo estrangeiro a preços baratos que formou um congestionamento maciço de navios-tanque no mar, …

Peregrinos em Meca proibidos de tocar ou beijar a Caaba por causa da covid-19

Os muçulmanos que vão participar na peregrinação a Meca não poderão tocar ou beijar a Caaba nem a "pedra negra", presentes na Grande Mesquita, local considerado como um dos mais sagrados pelo Islão, informaram as …

Países Baixos continuam a abater milhares de martas. 20 quintas afetadas pela pandemia

Esta segunda-feira, as autoridades holandesas abateram milhares de martas em mais duas fazendas onde foram detetados surtos de covid-19. Esta segunda-feira, as autoridades abateram milhares de martas em mais duas fazendas, sendo agora 20 as quintas …

Cientistas criam robô para fazer testes à covid-19 (e proteger os profissionais de saúde)

O Korea Institute of Machinery & Materials (KIMM) desenvolveu um novo robô de coleta remota de amostras que elimina o contacto direto entre os profissionais de saúde e os pacientes, potencialmente infetados com o novo …

"Não use desodorizante". A peculiar estratégia de Berlim para promover o uso de máscaras nos transportes públicos

"Não use desodorizante". Esta é a peculiar campanha adotada pela empresa que controla os transportes públicos em Berlim, na Alemanha, para promover o uso correto de máscaras, evitando assim novos casos de covid-19.  Tal como escreve …

Vírus pode ter estado adormecido antes de surgir na China, diz investigador de Oxford

O novo coronavírus pode ter estado adormecido algures no mundo antes de ter surgido na China, defendeu o investigador da Universidade de Oxford, Tom Jefferson, apontando para várias descobertas de amostras do vírus em Espanha, …

Federer sente falta de Wimbledon. "Deu-me tudo"

Roger Federer admitiu sentir a falta de Wimbledon, o torneio do "Grand Slam" que, se não tivesse sido cancelado devido à pandemia de covid-19, estaria a decorrer em Londres. O tenista suíço Roger Federer admitiu, esta …