Trump ameaça Irão: “Em alguns casos pode significar aniquilação”

Kevin Dietsch / EPA

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump

O Presidente dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump, disse na terça-feira que a reação do Irão à proposta de Washington de manter a porta aberta para negociações é “insultuosa e ignorante”, advertindo que qualquer ataque iraniano será seguido de represálias norte-americanas “esmagadoras”.

“A declaração muito ignorante e insultuosa do Irão, divulgada hoje, mostra apenas que eles não compreendem a realidade. Qualquer ataque do Irão a qualquer alvo norte-americano será recebido com grande e esmagadora força. Em alguns casos, esmagadora irá significar aniquilação”, referiu Donald Trump no Twitter.

O Presidente norte-americano terminou a publicação com uma referência à anterior administração norte-americana liderada por Barack Obama, que firmou o acordo nuclear com Teerão em 2015.

“Não há mais John Kerry [ex-secretário de Estado] e Obama!”, disse Trump, cuja administração decidiu retirar unilateralmente os EUA do pacto nuclear em maio de 2018 e restabelecer sanções ao Irão, noticiou o Expresso, citando a agência Lusa.

O Presidente iraniano, Hassan Rohani, acusou na terça-feira os EUA de mentirem quando disseram que queriam negociar com Teerão, após o anúncio de novas sanções feito no dia anterior, medidas que pretendem abranger altas figuras da República Islâmica, como o guia supremo Ali Khamenei ou o ministro dos Negócios Estrangeiros iraniano, Mohammad Javad Zarif.

“Ao mesmo tempo em que apelam às negociações, tentam sancionar o ministro dos Negócios Estrangeiros! É óbvio que estão a mentir”, afirmou Hassan Rohani, num discurso transmitido pela televisão. Considerou ainda que as novas sanções dos EUA são “ultrajantes e idiotas”.

Momentos antes das declarações de Hassan Rohani, o conselheiro de segurança nacional dos EUA, John Bolton, tinha lamentado o silêncio “ensurdecedor” do Irão, afirmando que a porta permanecia aberta a “negociações reais”, apesar das atuais tensões entre Washington e Teerão, informou o Expresso.

No entanto, como referiu o Público, o embaixador iraniano na ONU, Majid Takht-Ravanchi, afastou a hipótese de se estabelecer um diálogo com “alguém que está a sempre a ameaçar com sanções”. O chefe da diplomacia russa, Serguei Lavrov, disse que a situação entre o Irão e os EUA corre o risco de se tornar “perigosa”.

A ação para aumentar as sanções foi também descrita como “desesperada” pelo porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros, Abbas Mousavi, que alertou para “o encerramento permanente do caminho da diplomacia”.

rouhani.ir

O presidente do Irão, Hassan Rohani

Nos vários ‘tweets’ divulgados, Donald Trump afirmou ainda que o “maravilhoso povo iraniano está a sofrer e sem razão nenhuma”.

“A liderança iraniana gasta todo o seu dinheiro no terrorismo (…). A liderança do Irão não entende as palavras ‘bom’ ou ‘compaixão’, nunca entenderam. Infelizmente, o que entendem é força e poder, e os Estados Unidos são de longe a força militar mais poderosa do mundo, com 1,5 biliões de dólares [1,3 biliões de euros] investidos nos últimos dois anos”, acrescentou o chefe de Estado norte-americano.

A tensão entre o Irão e os EUA voltou a aumentar na sequência do derrube de um ‘drone’ da Marinha norte-americana pelas forças iranianas na passada quinta-feira. O Irão alega que o ‘drone’ de vigilância marítima RQ-4A Global Hawk estava em espaço aéreo iraniano e que foi alertado várias vezes antes de ser lançado um míssil contra ele.

A versão iraniana é contestada pelos EUA, que afirmam que o ‘drone’ foi abatido no espaço aéreo internacional no estreito de Ormuz, no Golfo de Omã.

O caso do ‘drone’ levou Washington a preparar ataques aéreos retaliatórios, cancelados à última hora por Donald Trump.

TP, ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Morrem todos os dias pessoas inocentes. O único crime que cometeram foram estarem vivas. E anda este anormal do Trump a afirmar “A liderança do Irão não entende as palavras ‘bom’ ou ‘compaixão’, nunca entenderam. Infelizmente, o que entendem é força e poder, e os Estados Unidos são de longe a força militar mais poderosa do mundo, com 1,5 biliões de dólares [1,3 biliões de euros] investidos nos últimos dois anos”, acrescentou o chefe de Estado norte-americano” Então os EU têm a maior força do mundo para matar e os outros é que são os terroristas. Nunca mais morre este cabrão.

RESPONDER

Já não há sobrelotação do sistema prisional, garante Van Dunem

Apesar de admitir a existência de estabelecimentos prisionais com reclusos a mais, Francisca Van Dunem rejeita a ideia de sobrelotação. Por outro lado, reconhece que parte do edificado do sistema se encontra degradado. A ministra da …

Enjoos na TAP. Sindicato negoceia novas medidas para resolver odores no A330

O Sindicato Nacional do Pessoal de Voo da Aviação Civil (SNPVAC) discutiu esta tarde com responsáveis da TAP novas medidas mitigadoras da contaminação do ar no A330 que está a provocar enjoos, vómitos, cansaço e …

Sindicatos querem que Ministério Público investigue suicídios na polícia

O presidente adjunto da Federação Nacional dos Sindicatos de Polícia, Peixoto Rodrigues, disse esta terça-feira que vai pedir à Procuradoria-Geral da República (PGR) para investigar os casos de suicídio registados este ano na PSP. Em declarações …

Por problemas éticos, Polícia dos Políticos. Ser deputado já não será a mesma coisa

Depois de uma legislatura vincada por vários problemas éticos no interior do Parlamento, houve ajustes a fazer. As regras para deputados advogados, subsídios ou moradas mudaram e, a partir de outubro, ser deputado será um …

Interrogatórios sobre queda de árvore na Madeira só depois das eleições regionais

Os interrogatórios sobre a queda da árvore do Monte, na Madeira, só vão decorrer depois das eleições regionais, avança a imprensa madeirense. A tragédia aconteceu a 15 de agosto do ano passado, antes de uma procissão …

Lagosta e vinho caro. Excentricidades levaram ministro francês do Ambiente a demitir-se

Após a polémica em torno dos seus grandes gastos enquanto presidente da Assembleia Nacional francesa e governante, François de Rugy saiu do Governo. No entanto, diz-se vítima de "linchamento mediático". François de Rugy, ministro francês do …

Os escoceses estão a gerar energia eólica suficiente para abastecer duas Escócias

No primeiro semestre de 2019, a Escócia gerou energia eólica suficiente para abastecer as suas casas duas vezes. Segundo divulgou esta quarta-feira o Science Alert, as turbinas geraram 9,8 milhões de megawatts-hora de eletricidade entre janeiro …

Comentários racistas de Trump condenados na Câmara de Representantes

A Câmara dos Representantes dos Estados Unidos aprovou na terça-feira uma moção na qual condena o presidente Donald Trump pelos "comentários racistas" dirigidos a quatro mulheres congressistas, sugerindo-lhes que "regressassem aos seus países de origem". A …

PCP quer creches gratuitas e passes sociais em todo o país

O secretário-geral comunista destacou sete compromissos, incluindo a ideia de uma rede de creches gratuitas e o limite máximo de 40 euros para os passes sociais, na apresentação do programa eleitoral do partido, num hotel …

Governo retira estatuto do antigo combatente na véspera de votação

O Governo retirou a proposta de lei sobre o estatuto do antigo combatente por dificuldades no modelo de sustentabilidade financeira resultantes das propostas apresentadas pelos partidos no Parlamento. O anúncio da retirada da proposta foi feito …