Trump assegura não estar “à procura de guerra”. Mas impõe novas sanções ao Irão

Jim Lo Scalzo / EPA

O Presidente dos EUA, Donald Trump

O Presidente dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump, assegurou no domingo não estar “à procura de guerra” com o Irão. A garantia foi dada no programa “Meet the Press”, da NBC, depois de um comandante militar iraniano ter avisado que qualquer conflito na região do Golfo poderia espalhar-se descontroladamente e ameaçar as vidas das tropas americanas.

Segundo noticiou o Expresso nesta segunda-feira, Donald Trump reafirmou que irá impor novas sanções a Teerão, ao mesmo tempo que manifestava vontade de fazer um acordo para impulsionar a economia iraniana em declínio.

O secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, reiterou que Washington estava preparada para negociar com Teerão sem condições prévias. “Eles sabem exatamente onde nos encontrar”, referiu o responsável, que está de visita à Arábia Saudita e aos Emirados Árabes Unidos para garantir que os EUA estão “estrategicamente alinhados” com esses países, que são rivais regionais do Irão.

Na quinta-feira, Teerão abateu um drone dos EUA e as autoridades iranianas insistem que estava a sobrevoar o seu território, enquanto Washington sublinha que se encontrava em espaço aéreo internacional.

Mais tarde, Donald Trump afirmou ter cancelado um ataque aéreo militar de retaliação porque este teria matado 150 pessoas. E se, por um lado, disse que a ação militar está “sempre em cima da mesa”, por outro, mostrou-se disponível para chegar a um acordo com o Irão que, segundo ele, reforçaria a economia enfraquecida do país.

“Vamos chamar-lhe: ‘vamos tornar o Irão grande outra vez'”, conjeturou.

No sábado, o Presidente norte-americano escreveu no Twitter: “O Irão não pode ter armas nucleares! Sob o terrível acordo de Obama, estariam a caminho do nuclear num curto número de anos, e a verificação existente não é aceitável. Vamos impor sanções adicionais ao Irão na segunda-feira. Aguardo ansiosamente o dia em que as sanções são levantadas e o Irão se torna novamente uma nação produtiva e próspera – quanto mais cedo, melhor!”.

O porta-voz do Ministério iraniano das Relações Exteriores, Abbas Mousavi, disse também no sábado à agência de notícias Tasnim que, “independentemente de qualquer decisão que [os EUA] tomem, não permitiremos que nenhuma das fronteiras do Irão seja violada. O Irão enfrentará qualquer agressão ou ameaça da América”.

Para provar que o drone tinha sido abatido em território iraniano, o ministro das Relações Exteriores de Teerão, Javad Zarif, publicou um mapa no Twitter com coordenadas que alegadamente mostram o aparelho a sobrevoar águas territoriais iranianas.

Em resposta, Mike Pompeo reafirmou que os EUA mostraram “sem qualquer dúvida” que o drone estava em espaço aéreo internacional.

Europa insiste em resolução política da crise

Entretanto, o secretário de Estado britânico para o Médio Oriente, Andrew Murrison, anunciou no domingo ter mantido conversações “abertas, francas e construtivas” com representantes governamentais iranianos em Teerão.

“Reiterei a convicção do Reino Unido de que o Irão é quase de certeza responsável pelos ataques recentes contra petroleiros no Golfo de Omã e pedi para que essa atividade parasse”, acrescentou, citado pela Euronews.

Também a chanceler alemã, Angela Merkel, apelara na véspera a uma resolução política da crise, declarando: “É nisso que estamos a trabalhar”.

O Irão ameaçou violar o acordo internacional de 2015, que prevê o alívio das sanções económicas em troca da suspensão das atividades nucleares, se os signatários europeus não o protegessem, escudando Teerão das sanções americanas.

“Os europeus não terão mais tempo para lá de 08 de julho”, lembrou a diplomacia iraniana, referindo-se ao prazo de dois meses definido por Teerão em maio, no primeiro aniversário da retirada unilateral dos EUA do acordo.

TP, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Francisco Rodrigues dos Santos: "No CDS não existem Joacines"

O líder do CDS-PP, Francisco Rodrigues dos Santos, afirmou hoje ter uma "confiança inabalável em todos os deputados" que representam o partido na Assembleia da República, e remeteu para mais tarde a questão da liderança …

Cada vez mais freiras sofrem de burnout no Vaticano

Há cada vez mais freiras a sofrerem de burnout no Vaticano. Várias irmãs denunciaram excesso de trabalho, stress, exploração laboral e abusos por parte dos superiores. Sem contrato de trabalho ou horários definidos, muitas freiras que …

"Foi uma cena de acidente devastadora". Helicóptero que matou Kobe Bryant não tinha caixa negra

As circunstâncias do acidente que provocou a morte de Kobe Bryant, da filha do ex-basquetebolista da NBA e de mais quatro pessoas, continuam a ser investigadas. Sabe-se, agora, que o helicóptero onde seguiam as vítimas …

EUA apresentam plano de paz para o Médio Oriente já condenado pela Palestina

O Presidente dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump, apresenta esta terça-feira o seu plano de paz para o Médio Oriente, após reuniões com líderes israelitas, que poderá estar condenado ao fracasso, perante a rejeição dos …

Vacina chinesa para o coronavírus pode começar a ser testada em menos de 40 dias

A equipa chinesa que trabalha no desenvolvimento de uma vacina para combater o coronavírus de Wuhan disse que espera poder começar os testes em menos de 40 dias, informou a agência estatal Xinhua. Pelo menos 106 …

Netanyahu anuncia retirada da sua imunidade parlamentar

Benjamin Netanyahu retirou o pedido de imunidade ao Parlamento israelita contras as três acusações de que foi alvo em novembro, que envolvem casos de corrupção, fraude e abuso de confiança. O primeiro-ministro de Israel disse, em …

Vitória já tem proposta por Tapsoba (e pode fazer encaixe histórico)

O Vitória de Guimarães recebeu uma proposta por Edmond Tapsoba que pode levar os vimaranenses a abrir mão do jogador. Sabe-se que a proposta recebida ronda os 20 milhões de euros. A notícia avançada esta terça-feira …

Livre exige que património das ex-colónias em museus portugueses seja devolvido

O Livre quer que todo o património das ex-colónias, presente em território português, possa ser restituído pelos países de origem de forma a “descolonizar” museus e monumentos estatais. O partido da papoila quer que o património …

Pedro Sánchez usou helicóptero que procurava homem desaparecido

O primeiro-ministro espanhol requisitou, na passada quinta-feira, um helicóptero que estava a ser utilizado nas operações de busca de um homem de 34 anos que estava desaparecido em Maiorca. De acordo com o jornal espanhol ABC, tratava-se …

Isabel dos Santos contrata advogados de Ronaldo, Meghan e J. K. Rowling

Isabel dos Santos decidiu esta segunda-feira processar o consórcio de jornalistas. Para tal, contratou a mesma firma de advogados que conta com clientes como Cristiano Ronaldo, Harry e Meghan Markle e J. K. Rowling. Depois de …