Trump acredita que a “tortura funciona” e diz ser preciso combater o “fogo com fogo”

Gage Skidmore / Flickr

O presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump

O presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump

Na primeira entrevista depois da tomada de posse, no passado dia 20, Trump afirmou que sente “absolutamente” que a tortura funciona e que, no que toca ao terrorismo, é necessário combater o “fogo com fogo”.

Em entrevista à ABC News, a primeira desde que tomou posse como Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump afirmou que fará tudo para “manter o país seguro” relativamente ao terrorismo e que, por isso, não exclui a hipótese de fazer regressar a tortura aos interrogatórios.

O Presidente norte-americano admitiu que vai deixar essa questão para James Mattis, responsável pela Defesa, e para o diretor da CIA, Mike Pompeo, até porque é preciso ver o que pode ser feito “legalmente” nesse sentido. No entanto, o novo chefe de Estado não tem dúvidas. “Se sinto que a tortura funciona? Absolutamente”.

Questionado sobre técnicas como o “waterboarding” (que simula o afogamento), Trump diz não ficar muito preocupado porque, na sua visão, é preciso combater o “fogo com fogo”.

“Quando eles estão a decapitar a nossa gente, quando o fazem porque são cristãs no Médio Oriente, quando o Estado Islâmico faz isso, devo eu sentir-me mal por causa do ‘waterboarding’? Tanto quando sei, devemos combater o fogo com fogo“.

Durante a corrida à Casa Branca, Trump afirmou em campanha que, se fosse eleito, ia analisar a hipótese de fazer regressar este tipo de métodos. Mais tarde, quando já só disputava o lugar com Hillary Clinton, tentou suavizar a sua perspetiva.

“A tortura não vai fazer o tipo de diferença que muita gente julga que faz”, disse na altura.

Estas técnicas de tortura foram muito usadas depois dos atentados de 11 de setembro, algo que acabou por ser banido depois de Bush abandonar a presidência.

Em 2014, um relatório divulgado pelo Senado norte-americano mostrou que estes métodos foram “ineficazes” e que, em nenhum momento, “permitiram recolher informações relativas a ameaças iminentes, tais como informações relativas a hipotéticos ataques bombistas, que muitos consideraram que justificavam tais técnicas”.

Barack Obama considerou também que estas técnicas da CIA eram “contrárias aos valores” dos Estados Unidos e que “prejudicaram fortemente a reputação da América no mundo”.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

PS alarga vantagem sobre PSD. Chega recupera terceiro lugar (mas apenas 1% das mulheres apoia o partido)

Segundo uma sondagem da Pitagórica para o Observador e para a TVI, se as eleições legislativas fossem hoje, o PS teria a preferência de 42,6% dos portugueses. O partido de António Costa continua com grande …

Caso de nova variante é de uma pessoa sul-africana residente em Lisboa

O primeiro caso de covid-19 associado à variante genética da África do Sul detetado ontem em Portugal é de uma pessoa sul-africana, residente em Lisboa, anunciaram as autoridades de saúde “O caso reporta-se a uma pessoa …

Na Rússia, dezenas de pessoas foram presas durante manifestações de apoio a Navalny

Dezenas de pessoas foram presas hoje durante manifestações organizadas na Rússia para exigir a libertação do opositor Alexei Navalny, que está em prisão preventiva, apesar das múltiplas ameaças das autoridades contra os protestos. De Moscovo a …

Arqueólogos egípcios encontram cópia de capítulo do "Livro dos Mortos"

Arqueólogos egípcios encontraram, em Sacara, uma cópia do Capítulo 17 do "Livro dos Mortos" numa zona de túmulos próximos da pirâmide do faraó Teti. De acordo com o site Live Science, que cita um comunicado do …

Senado avalia processo de destituição de Trump na semana de 8 de fevereiro

O Senado norte-americano irá ouvir na semana de 8 de fevereiro os argumentos iniciais do processo de destituição de Donald Trump por incitamento dos recentes motins do Capitólio, anunciou o senador democrata Chuck Schumer. "Todos queremos …

Portugal é o país do mundo com mais mortes. Vacinas da AstraZeneca vão chegar com atraso

Pela primeira vez, desde o início da pandemia da covid-19, Portugal é o país com maior número de vítimas mortais e mais casos de infeção por milhão de habitantes em todo o mundo. Más notícias, …

Fóssil de dinossauro dá novas pistas sobre como estes animais acasalavam

É verdade que já sabemos muitas coisas sobre dinossauros – como eram, o que comiam e a causa da sua extinção. Mas nenhum fóssil nos permitiu ainda perceber coisas tão simples como, por exemplo, em que …

Itália bloqueia TikTok após morte de menina de 10 anos em desafio na rede social

A rede social TikTok foi hoje bloqueada temporariamente em Itália, para utilizadores cuja idade não está confirmada, na sequência da morte de uma menina de 10 anos que participava num desafio naquela plataforma. A Autoridade para …

Infetados ocupam mais de metade das camas das UCI. Hospital de campanha de Lisboa recebe primeiros doentes

Os dados são do boletim divulgado esta sexta-feira pela Direção-Geral da Saúde, mas reportam-se às 24 horas anteriores, nos cuidados intensivos estavam internados 715 doentes com covid. O hospital de campanha de Lisboa está pronto …

Circular entre concelhos, só para ir votar. A partir de hoje deixa de haver missas

As medidas decretadas pelo Governo para travar o avanço da pandemia em Portugal têm novas diretrizes. Num fim de semana de eleições presidenciais existem exceções para ir votar. Desde as 20h de ontem, e até às …