Trump acredita que a “tortura funciona” e diz ser preciso combater o “fogo com fogo”

Gage Skidmore / Flickr

O presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump

O presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump

Na primeira entrevista depois da tomada de posse, no passado dia 20, Trump afirmou que sente “absolutamente” que a tortura funciona e que, no que toca ao terrorismo, é necessário combater o “fogo com fogo”.

Em entrevista à ABC News, a primeira desde que tomou posse como Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump afirmou que fará tudo para “manter o país seguro” relativamente ao terrorismo e que, por isso, não exclui a hipótese de fazer regressar a tortura aos interrogatórios.

O Presidente norte-americano admitiu que vai deixar essa questão para James Mattis, responsável pela Defesa, e para o diretor da CIA, Mike Pompeo, até porque é preciso ver o que pode ser feito “legalmente” nesse sentido. No entanto, o novo chefe de Estado não tem dúvidas. “Se sinto que a tortura funciona? Absolutamente”.

Questionado sobre técnicas como o “waterboarding” (que simula o afogamento), Trump diz não ficar muito preocupado porque, na sua visão, é preciso combater o “fogo com fogo”.

“Quando eles estão a decapitar a nossa gente, quando o fazem porque são cristãs no Médio Oriente, quando o Estado Islâmico faz isso, devo eu sentir-me mal por causa do ‘waterboarding’? Tanto quando sei, devemos combater o fogo com fogo“.

Durante a corrida à Casa Branca, Trump afirmou em campanha que, se fosse eleito, ia analisar a hipótese de fazer regressar este tipo de métodos. Mais tarde, quando já só disputava o lugar com Hillary Clinton, tentou suavizar a sua perspetiva.

“A tortura não vai fazer o tipo de diferença que muita gente julga que faz”, disse na altura.

Estas técnicas de tortura foram muito usadas depois dos atentados de 11 de setembro, algo que acabou por ser banido depois de Bush abandonar a presidência.

Em 2014, um relatório divulgado pelo Senado norte-americano mostrou que estes métodos foram “ineficazes” e que, em nenhum momento, “permitiram recolher informações relativas a ameaças iminentes, tais como informações relativas a hipotéticos ataques bombistas, que muitos consideraram que justificavam tais técnicas”.

Barack Obama considerou também que estas técnicas da CIA eram “contrárias aos valores” dos Estados Unidos e que “prejudicaram fortemente a reputação da América no mundo”.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Capital das tempestades, Júpiter tem relâmpagos bizarros e chuva "mole" nunca antes vista

Com tempestades constantemente a devastar a sua superfície e uma Grande Mancha Vermelha que se agita há séculos, Júpiter é conhecido como a "capital das tempestades do Sistema Solar". Agora, a missão Juno, da NASA, …

Metro de Nova Iorque pede à Apple para melhorar sistema de reconhecimento facial

A autoridade que gere o metro de Nova Iorque, nos Estados Unidos, pediu à gigante tecnológica Apple para melhorar o reconhecimento facial dos seus dispositivos depois de serem observados vários passageiros a retirar a máscara …

Rival da Tesla diz que o seu carro terá uma autonomia de 832 quilómetros

A empresa Lucid Motors, concorrente direta da Tesla no mercado automóvel elétrico, afirma que o seu carro Air terá uma autonomia de 832 quilómetros. A confirmar-se a autonomia deste carro, o automóvel da Lucid Motors ultrapassará …

Moradores das Maurícias estão a cortar o próprio cabelo para ajudar a evitar um desastre ambiental

Moradores das Maurícias estão a cortar o seu próprio cabelo para para tentar minimizar os danos causados pelo derrame de petróleo de um navio janponês encalhado nos recifes de coral ao largo da ilha. Estima-se que …

Atalanta 1-2 PSG | Reviravolta épica vale bilhete para as “meias”

Um final impróprio para cardíacos e o epílogo perfeito num excelente jogo. O PSG esteve a perder desde o minuto 27, mas em apenas três minutos dos descontos deu a volta ao texto diante da …

Um emblemático transplante nos EUA aconteceu graças a um coração "roubado"

Um dos primeiros transplantes de coração realizados no mundo aconteceu no Estados Unidos. O que muitos não sabem é que este caso de sucesso também deu aso ao primeiro processo civil no país por homicídio …

"Pandemia de sem-abrigo" nos EUA. Há 30 milhões de pessoas sob risco de despejo

Nos Estados Unidos da América avizinha-se uma "pandemia de sem-abrigo". Até ao final de setembro, 30 milhões de norte-americanos estão em risco de despejo devido à covid-19. Nos Estados Unidos, a pandemia de covid-19 pode estar …

Tráfego nas autoestradas cai para quase metade. Foi o pior trimestre de sempre

A rede da Associação Portuguesa das Sociedades Concessionárias de Autoestradas ou Pontes com Portagens (APCAP) registou de abril a junho "o pior trimestre de circulação e tráfego médio desde que há registos", recuando 46% devido …

Bielorrússia cortou acesso à internet e tentou fazer com que parecesse um acidente

No seguimento da reeleição de Alexandr Lukashenko na Bielorrússia, multiplicam-se os apagões de internet. O Governo diz que se trata de um ataque cibernético, mas há suspeitas de que seja um plano do presidente. Os protestos …

Resgatados 28 cães sem registo ou vacinas de barracões onde também vivia a proprietária em Lisboa

Vinte e oito cães foram retirados pela PSP terça-feira de barracões em Lisboa onde também vivia a proprietária, avança a agência Lusa, detalhando que os animais serão depois colocados para adoção.  Os animais foram posteriormente recolhidos …